PLACAR

“Saio daqui com menos dúvidas do que cheguei”, diz Nadal

Foto: Mateo Villalba/MMO

Madri (Espanha) – Após sua eliminação no Masters 1000 de Madri, superado pelo tcheco Jiri Lehecka na última terça-feira, o tom do espanhol Rafael Nadal era de despedida, embora ele mesmo ressalte que não há nada garantido ainda. De qualquer forma, o ídolo local saiu emocionado com as homenagens recebidas em quadra e feliz com o tênis que apresentou em sua campanha na Caixa Mágica.

“É emocionante, o povo de Madri nunca me falhou. O que me fizeram sentir ao longo destes anos é algo que ficará comigo para sempre. Há três semanas não sabia se iria voltar a jogar uma partida oficial, isso é totalmente real, e pude me despedir aqui em quadra e com um nível bastante decente. Significa muito, para mim, ter podido jogar aqui, tanto a nível do tênis como no emocional”, agradeceu Nadal.

“Levo daqui uma energia muito linda, uma lembrança inesquecível. Nunca terei a oportunidade de agradecer às pessoas o suficiente pelo que elas me fizeram sentir. Não sei se será a última vez que jogo na Espanha, não sei se haverá outra opção”, afirmou o ex-número 1 do mundo, que lembrou da chance de disputar a Copa Davis, embora logo em seguida tenha afirmado que dificilmente o fará.

Sobre a emoção na homenagem em quadra, Nadal revelou que teve que se conter. “Fiquei emocionado por dentro, embora tenha suportado (risos). Não queria fazer um mar de lágrimas, eu me contive por um momento. Terminei minha jornada aqui em Madri, mas ainda não terminei a minha jornada com a raquete na mão. Foi uma noite emocionante, para dizer o mínimo”.

Positivo com seu desempenho

O canhoto de Mallorca aprovou os dias que passou na competição e seu desempenho em quadra. “Cheguei aqui com dúvidas em todos os sentidos e saio daqui com menos dúvidas. Foi uma semana incrivelmente positiva. Hoje joguei um duelo em que meu rival estava em altíssimo nível e mesmo assim fui competitivo”, analisou Rafa.

“Tive algumas oportunidades pequenas no primeiro set, num momento em que estava jogando melhor que ele, mas depois não foi possível, ele estava muito inspirado e estou de parabéns por isso. Acho que o primeiro set foi meu melhor set desde que voltei às competições”, comentou o ex-número 1 do mundo.

Ainda em dúvida sobre Roland Garros

Questionado sobre a possibilidade de jogar Roland Garros, ele preferiu ser cauteloso e não deu resposta definitiva: “Sobre Paris, depois de Roma poderei dizer. Entendo a urgência de vocês e também gostaria de ter uma visão clara do que vai acontecer, mas já disse que não a tenho. Espero poder jogar em Roma, se não houver contratempos, e vou para lá com a esperança de continuar evoluindo”, falou o espanhol.

“Não sei o que pode acontecer, mas agora tenho quatro jogos em Madri atrás de mim. Esta é a realidade. Hoje estava mais cansado muscularmente, mas não é nada grave. Aguentei várias horas de competição no nível mais alto possível e isso é o mais importante No nível do tênis eu também saio mais feliz do que cheguei, embora precise confiar que meu corpo aguentará” finalizou.

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Osvaldo
Osvaldo
27 dias atrás

isso aí, Nadal ! o homem tá com tudo de novo ! Vc vai voltar mais forte do que nunca ! rumo ao 15º RG !
#rumoaos25slams #euacredito

João Sawao ando
João Sawao ando
26 dias atrás

Ainda acho que não joga Roland garros

Antonio Brasil
Antonio Brasil
26 dias atrás

Se pegar uma chave favorável em Roma e jogar mais umas quatro partidas, certamente disputará Roland Garros.

Gusmão
Gusmão
26 dias atrás

Força Nadal.
Fez um bom jogo
Está fisicamente bem.
Só precisava jogar o tempo todo na esquerda do Adversário destro, porque jogar no meio da quadra ou direita, era certo que vinha uma pancada, Winner.
Não pode desanimar agora. Tem que ter um processo constância de jogos.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE