PLACAR

Sabalenka revela que precisou jogar a estreia no sacrifício

Foto: Adelchi Fioriti/FITP

Roma (Itália) – Classificada para as oitavas de final do WTA 1000 de Roma após duas vitórias nas fases iniciais, Aryna Sabalenka revelou que teve a preparação para o torneio comprometida por motivos de saúde. Segundo informou o site da WTA, a número 2 do mundo ficou doente e acamada por quatro dias na semana passada.

Sabalenka diz ainda que o problema persistente atrapalhou seu desempenho na última sexta-feira, quando venceu a norte-americana Katie Volynets em três sets na estreia. Já neste domingo, a bielorrussa afirmou que já estava melhor no jogo desde domingo diante da ucraniana Dayana Yastremska.

“Eu tive um dia de folga. Não é como se eu tivesse jogado tarde ontem e tivesse que voltar para a quadra no início da tarde hoje. Com esse dia livre, foi muito fácil de me ajustar. Pude treinar, ter bom jantar e acordei um pouco mais cedo hoje, pronta para jogar. Diria que me sinto melhor depois deste jogo”, relatou Sabalenka, que já voltará a jogar na segunda-feira, às 14h (de Brasília) contra a ucraniana Elina Svitolina.

Diferenças entre as quadras de Roma e Madri 

Finalista em Madri há oito dias, a bielorrussa comentou sobre as diferentes condições dos dois WTA 1000 no saibro europeu e a necessidade de adaptação. “É algo que leva tempo, porque as condições são muito diferentes. Madri é muito mais rápida por causa da altitude. A bola quica alto e rápido. Aqui tudo é bem mais lento e é preciso construir os pontos antes de buscar os winners. Em Madri, basta bater forte que você faz um winner desde a primeira bola. Aqui você tem que ter paciência. Diria que estou melhor depois do jogo de hoje, mas sinto que com mais um treino e mais uma partida, estarei totalmente adaptada”.

Primeira vitória sobre Yastremska no circuito

A vitória por 6/4 e 6/2 sobre Yastremska, 33ª do ranking, foi a primeira em quatro jogos contra a ucraniana no circuito. Os duelos anteriores foram entre 2017 e 2020. “Estou super feliz por conseguir essa vitória. Acho que joguei um ótimo tênis. Obviamente, sou uma jogadora melhor agora. Tenho mais opções para conseguir essa vitória contra ela. Nossas últimas partidas foram há muito tempo, quando eu estava oscilando muito. Eu só estava tentando encontrar meu caminho. Mas entrei bastante confiante neste jogo e sabia que tinha tudo para vencer. Estou super feliz por finalmente conseguir a vitória contra ela”.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Hemerson
Hemerson
17 dias atrás

Sabalenka reeducou seu jogo.
Chega de duplas faltas em abundancia. Tem mais paciência nas trocas mas se tiver que matar o ponto logo..não perde tempo…e com alto indice de acerto.
É muito legal ver como ela tornou-se uma tenista melhor. Bem, os gritos pelo jeito, não vai ter conserto.

Ricardo
Ricardo
16 dias atrás
Responder para  Hemerson

E também evoluiu um pouco tecnicamente apresentando mais variação usando alguns slices, curtas e voleando, ou seja, esta no caminho certo mas precisa cuidar da parte mental para não piorar de novo como fez para a polonesa na final de Madrid.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE