PLACAR

Sabalenka enfim supera Yastremska e confirma lugar nas oitavas

Foto: Adelchi Fioriti/FITP

Roma (Itália) – Pela primeira vez em quatro jogos, Aryna Sabalenka conseguiu superar a ucraniana Dayana Yastremska, 33ª do ranking, para chegar às oitavas de final do WTA 1000 de Roma. A número 2 do mundo marcou as parciais de 6/4 e 6/2 neste domingo em 1h25 de partida.

Sabalenka havia perdido três vezes para Yastremska entre 2017 e 2020. A bielorrussa vinha de uma estreia complicada no saibro de Roma, já que precisou buscar a virada contra a norte-americana Katie Volynets na última sexta-feira. A jogadora de 26 anos tem como melhor resultado no torneio a semifinal de 2022.

A adversária de Sabalenka nas oitavas de final pode ser outra ucraniana, a 19ª do ranking e bicampeã do torneio Elina Svitolina, ou a russa Anna Kalinskaya, 26ª colocada. Ela lidera o histórico contra Svitolina por 2 a 1 e tem três vitórias em quatro jogos contra Kalinskaya no circuito.

O primeiro set da partida teve apenas uma quebra, conquistada por Sabalenka no sétimo game. A vice-líder do ranking escapou de break-points em dois games distintos, antes de finalmente aproveitar a chance que teve para abrir uma vantagem mínima até o fim da parcial.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Conforme o jogo avançava, Sabalenka foi encontrando o tempo ideal no saque e também nas devoluções. Com isso, criou sete break-points até finalmente quebrar no início do segundo set para abrir 3/1. Pouco depois voltou a quebrar e liderou por 5/1. A bielorrussa cedeu apenas três pontos em seus games de serviço na parcial e confirmou a vitória em sets diretos.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
18 dias atrás

Espero que Elina ganhe seu jogo contra anna

Ramiro Cora
Ramiro Cora
17 dias atrás

Espero que as russas sempre ganhem das ucranianas. Principalmente a bela Kalinskaya

Ramiro Cora
Ramiro Cora
17 dias atrás

Espero que Kalinskaya ganhe contra Svitolina

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wild enfrenta inspirado Monfils e a torcida francesa em Paris

A homenagem de Roland Garros ao adeus de Alizé Cornet

PUBLICIDADE