PLACAR

Sabalenka sobrevive à difícil estreia e vence de virada

Foto: Internazionali BNL d'Italia

Atualizado com jogos do fim da rodada

Roma (Itália) – Assim como havia acontecido em cinco dos seis jogos que fez em Madri, Aryna Sabalenka novamente disputou uma partida de três sets nesta sexta-feira, em sua estreia no WTA 1000 de Roma. A número 2 do mundo precisou de 2h15 para vencer a norte-americana Katie Volynets, 109ª do ranking, por 4/6, 6/3 e 6/2.

Atuando numa quadra mais lenta e pesada, como é bastante comum nos jogos noturnos em Roma, Sabalenka não tinha o cenário ideal para impor o seu jogo agressivo e de muita potência nos golpes. Tanto que ela cometeu 54 erros não-forçados contra 25 da rival, mas liderou nos winners por 34 a 18. O saque também não é um fator determinante nessas condições e fez com que o jogo tivesse 12 quebras, 7 a 5 para Sabalenka e 29 break-points disputados.

Depois de ter liderado o primeiro set por 3/1, Sabalenka sofreu duas quebras e permitiu a reação de sua adversária, que passou à frente no penúltimo game da parcial, após uma sequência de erros da bielorrussa. No início do segundo set, a vice-líder do ranking salvou cinco break-points. As oportunidades perdidas custaram caro a Volynets, que acabou sofrendo duas quebras no fim do set. Sabalenka aproveitou o bom momento e dominou o terceiro set para não ser mais ameaçada.

Disputa pela vice-liderança com Gauff

A vitória na estreia já faz com que Sabalenka tenha uma campanha melhor que a do ano passado, quando perdeu para Sofia Kenin na estreia. A jogadora de 26 anos tem como melhor resultado no torneio a semifinal de 2022, quando foi superada pela número 1 Iga Swiatek, bicampeã do evento e que tem mais 3.400 pontos de vantagem na liderança do ranking.

Nas próximas duas semanas, Sabalenka disputa a vice-liderança do ranking com a norte-americana Coco Gauff. Isso também define quem será a segunda cabeça de chave em Roland Garros, ficando no lado oposto ao da tricampeã Swiatek na chave do Grand Slam francês. Mas Gauff só pode ultrapassar a bielorrussa com campanhas a partir da semifinal. Se elas se enfrentarem na final, será um confronto direto pelo segundo lugar no ranking.

Foto: Arte WTA
Duelo com Yastremska no domingo

A adversária de Sabalenka no próximo domingo será a ucraniana Dayana Yastremska, de 23 anos e atual 33ª do ranking, que venceu a alemã Laura Siegemund por 4/6, 7/5 e 6/2. Curiosamente os três duelos entre elas foram vencidos por Yastremska, entre 2017 e 2020.

Kenin enfrentará eslovaca na terceira fase, Paolini cai na estreia

Algoz de Ons Jabeur nesta sexta-feira, a norte-americana Sofia Kenin já tem adversária definida para a terceira rodada. A ex-top 5 e atual 42ª do ranking enfrenta a eslovaca Rebecca Sramkova, 120ª colocada, que derrotou a britânica Katie Boulter por 6/4 e 7/6 (10-8).

Já na partida que encerrou a programação desta sexta-feira, nem todo o apoio da torcida italiana foi suficiente para que a número 12 do mundo Jasmine Paolini superasse a rodada de estreia. A campeã do WTA 1000 de Dubai foi eliminada pela egípcia Mayar Sherif, 80ª do ranking, por 7/6 (7-4), 2/6 e 6/4. Sherif enfrenta a ex-número 1 do mundo Victoria Azarenka, atual 24ª colocada.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
trackback

[…] objetivo para Gauff em Roma é ultrapassar Aryna Sabalenka e assumir a vice-liderança do ranking, o que faria dela a segunda cabeça de chave em Roland Garros. Suas chances começam se ela for […]

trackback

[…] diz ainda que o problema persistente atrapalhou seu desempenho na última sexta-feira, quando venceu a norte-americana Katie Volynets em três sets na estreia. Já neste domingo, a […]

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE