PLACAR

Rybakina sobe o nível e enfrenta Sakkari nas quartas

(Foto: Jimmie48/WTA)

Miami (EUA) – Depois de ter passado por jogos longos nas primeiras rodadas do WTA 1000 de Miami, Elena Rybakina venceu com mais tranquilidade nesta segunda-feira e garantiu sua vaga nas quartas de final. A cazaque, número 4 do mundo, superou a norte-americana Madison Keys, 18ª do ranking, por 6/3 e 7/5 em 1h23 de partida.

Rybakina foi finalista do primeiro WTA 1000 da temporada, em Doha, mas se retirou nas quartas em Dubai e nem jogou em Indian Wells por motivo de doença, ela relatou problemas estomacais. Nas fases iniciais de Miami, precisou de três sets contra a dinamarquesa Clara Tauson e a norte-americana Taylor Townsend.

Foi a segunda vitória de Rybakina em quatro jogos contra Keys. Os três primeiros duelos haviam sido disputados em 2022. Ela enfrenta nas quartas a grega Maria Sakkari, número 9 do mundo, que nem precisou entrar em quadra. Isso porque a russa Anna Kalinskaya, 25ª do ranking, se retirou por lesão na coxa direita. Rybakina lidera o histórico contra Sakkari por 2 a 1.

No encontro entre duas jogadoras de estilos parecidos, com saques e golpes potentes, buscando definir os pontos em poucas trocas de bola, o primeiro set teve apenas quebra e estatísticas equilibradas, 10 a 9 em winners para Rybakina e 14 erros contra 16 de Keys. Mas uma diferença era nítida, a cazaque confirmava seus serviços de forma mais tranquila.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Rybakina não enfrentou break-points no set inicial e cedeu apenas cinco pontos quando colocou o primeiro serviço em quadra. Com pressão constante sobre os games de saque da norte-americana, ela criou cinco oportunidades de quebra, até aproveitar uma delas e fazer 5/3, definindo a parcial pouco depois.

Logo no início do segundo set, Rybakina voltou a quebrar e saiu vencendo por 3/1. Ela cedeu o empate, mas não voltaria a ter o serviço ameaçado até o final da partida, conquistando mais uma quebra para definir a disputa em sets diretos. Finalista no ano passado em Miami, a cazaque fez 5 a 3 nos aces e terminou o jogo com 19 winners contra 23 de Keys, e cometeu 26 erros contra 36 da norte-americana.


Putintseva também chega às quartas
O início da rodada foi bom para as jogadoras cazaques. Além de Rybakina, quem também garantiu vaga nas quartas foi Yulia Putintseva, 68ª do ranking, que derrotou a cazaque Anhelina Kalinina, 36ª colocada, por 6/4 e 7/6 (7-5). Putintseva chega às quartas de um WTA 1000 pela terceira vez na carreira. Ela espera a vencedora entre Victoria Azarenka e Katie Boulter.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fernando Venezian
Fernando Venezian
28 dias atrás

Torço tanto pra Rybakina engrenar de vez! O circuito tá precisando de um temperinho diferente! Não aguento mais ver a Iga levantar troféus kkkkkkkkk

Flávio
Flávio
28 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Fernando queria muito ver a Kalinina avançar ou ganhar viu, pois ela ainda não ganhou nenhum troféu e tem um semblante triste que é justificável porque seu país, Ucrânia, esta sendo destruído pela tirania do Putin, infelizmente.

Rodrigo
Rodrigo
28 dias atrás
Responder para  Flávio

Ela sempre teve esse semblante de triste.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
28 dias atrás

No jogo entre a Yulia Putintseva e a ucraniana Anhelina Kalinina um fato curioso aconteceu. A Kalinina cumprimentou sua adversária junto à rede ao final do jogo. Isso seria absolutamente normal, não fosse o fato da Putintseva, assim como a Rybakina, ser nascida em Moscou, capital da Rússia e naturalizada cazaque. Isso me leva a concluir que o protesto das ucranianas é contra as adversárias que ostentam a cidadania russa, não importando se é uma pessoa nascida na Rússia e/ou Bielorrússia, ou uma estrangeira naturalizada russa ou bielorrussa.

João Sawao ando
João Sawao ando
28 dias atrás

Torcendo para maria

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE