PLACAR

Rublev busca novo Masters e retorna ao top 5

Foto: Rolex Shanghai Masters

Xangai (China) – Depois de um primeiro set intenso em que precisou salvar um set-point, o russo Andrey Rublev dominou o búlgaro Grigor Dimitrov e ganhou o direito de decidir o Masters 1000 de Xangai neste domingo. O placar da ótima partida foi de 7/6 (9-7 no tiebreak) e 6/3.

Campeão em Monte Carlo em abril, Rublev terá pela frente o polonês Hubert Hurkacz, que também já tem um troféu desse quilate, obtido em Miami de 2021. Os dois já se enfrentaram quatro vezes, com vitórias de Hurkacz nas duas primeiras, em Roma de 2020 e Miami de 2021, enquanto o russo reagiu e ganhou as duas de 2022, em Dubai e Indian Wells.

Com a excelente campanha no piso sintético de Xangai, Rublev avança duas posições no ranking e recupera o quinto posto, classificação em que apareceu pela primeira vez em setembro de 2021. Em caso de título na China, ele então irá superar o italiano Jannik Sinner por 200 pontos e ocupar um inédito quarto lugar.

Rublev também está virtualmente garantido no Finals de Turim, mas oficialmente a ATP diz que ele ainda precisa de mais 280 pontos para tanto. Isso acontecerá portanto com eventual título em Xangai, que lhe garantirá 400.

Primeiro set eletrizante
Rublev e Dimitrov fizeram um jogo extremamente equilibrado no primeiro set, marcado por longas trocas de bola. As variações quase sempre vieram do búlgaro, que mesclou slices com backhand mais batido, porém o russo aproveitou as chances de definir pontos junto à rede.

Depois de evitar quaro break-points no sexto game, Rublev devolveu com eficiência e conseguiu a quebra. Mas ao sacar com 6/5, foi sua vez de cometer erros e se mostrar muito nervoso. Recuperou a cabeça no tiebreak e abriu 4-2 e 5-3, porém outra vez permitiu o empate. Cada tenista sacou uma vez para impedir set-points e por fim Rublev forçou longa troca até o erro de backhand do adversário.

Dimitrov saiu com quebra no segundo set, mas fisicamente Rublev parecia muito mais inteiro. Chegou a vencer cinco games seguidos a partir do 0/2 e concluiu a vitória com saque eficiente. A estatística mostrou 25 a 8 nos winners em favor do russo, o que fez crucial diferença.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE