PLACAR

Romboli e Zormann se despedem na semi de Houston

Fernando Romboli e Marcelo Zormann (Foto: CJ Halloran/U.S. Men's Clay Court Championship)

Houston (EUA) – Depois de duas vitórias na semana, Fernando Romboli e Marcelo Zormann se despediram na semifinal de duplas do ATP 250 de Houston, em quadras de saibro nos Estados Unidos. Os brasileiros foram superados nesta sexta-feira pelo norte-americano William Blumberg e o australiano John Peers, com parciais de 6/7 (3-7), 6/3 e 10-3.

Este foi o melhor resultado para Zormann em torneios da ATP. O paulista de 27 anos conseguiu nesta semana suas primeiras vitórias em chaves principais de torneios deste porte, depois de também ter atuado em Córdoba, Santiago e também no Rio Open. Ele está com seu melhor ranking no 110º lugar e ficará muito perto de entrar no top 100.

Já o parceiro Romboli tem um título de ATP no saibro de Umag, em 2021, ao lado do espanhol David Vega Hernandez. O experiente jogador de 35 anos é o atual 98º do ranking. A projeção oficial da ATP indica um ganho de até dez posições para o tenista nascido no Rio de Janeiro e radicado em Santos, que poderá igualar seu melhor ranking, no 88º lugar.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Jogando juntos, Romboli e Zormann já conquistaram três títulos de challenger, o mais recente em Santiago há três semanas, e disputaram outras três finais. Algozes dos brasileiros, Blumberg e Peers podem enfrentar na final os australianos Jordan Thompson e Max Purcell ou a parceria do indiano N.Sriram Balaji com o alemão Andre Begemann.

O primeiro set da semifinal desta sexta-feira teve alguns altos e baixos e uma reação incrível da dupla brasileira. Romboli e Zormann começaram perdendo por 4/0, mas devolveram as duas quebras e ainda tiveram um set-point quando venciam por 5/4. Ainda assim, a parcial só seria definida no tiebreak, com ótimo desempenho da dupla brasileira no saque.

O segundo set teve apenas uma quebra, conquistada por Blumberg e Peers já no oitavo game, aproveitando o único break-point da parcial. A definição ficou para o match-tiebreak, em que o australiano e o norte-americano venceram cinco pontos nas devoluções e consolidaram a virada.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Márcio
Márcio
1 mês atrás

Ótimo torneio dos brasileiros, agora é manter esse ritmo e partir pra próxima!!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wild enfrenta inspirado Monfils e a torcida francesa em Paris

A homenagem de Roland Garros ao adeus de Alizé Cornet

PUBLICIDADE