PLACAR

Quatro árbitros são suspensos por manipulação de resultados

Viena (Áustria) – A Agência Internacional para a Integridade do Tênis (ITIA) confirmou que quatro árbitros foram suspensos do esporte por violações do Programa Anticorrupção do Tênis (TACP), tendo sido condenados por atividades de manipulação de resultados em um tribunal criminal austríaco após colaboração entre a ITIA e autoridades locais.

A lituana Edvinas Grigaitis, o georgiano Givi Khudoiani e o arménio Arsen Movsisyan foram sentenciados pela auditora independente Janie Soubliere, enquanto o austríaco Manuel Sperger aceitou uma sanção acordada diretamente com a ITIA.

Grigaitis recebeu uma suspensão de três anos por quatro violações do TACP, como atrasar ou manipular a entrada de dados de pontuação para fins de apostas, facilitar apostas e conspiração criminal. Ela também foi acusada de apostar em partidas de tênis em que não estava envolvida.

Por sua vez, Khudoiani e Movsisyan foram julgados por colaborarem em um esquema de manipulação de dados entre 2019 e 2020, para fins de apostas. Khudoiani foi considerado responsável por 15 violações e levou um gancho de 14 anos, além de uma multa de 25 mil dólares, enquanto Movsisyan foi suspenso por cinco anos. Ambos estavam provisoriamente afastados desde julho de 2021 e esse tempo cumprido será creditado no período de inelegibilidade.

Já Sperger foi alvo de processos relacionados à manipulação de resultados num tribunal criminal em Innsbruck, na Áustria, e admitiu ter cometido o delito em 2016 e 2017. A ITIA ainda o acusou por 12 infrações do TACP, o que acabou rendendo uma suspensão acordada de sete anos e meio e uma multa de 25 mil dólares.

Durante suas suspensões, Grigaitis, Khudoiani, Movsisyan e Sperger estão proibidos de arbitrar ou participar de qualquer evento de tênis autorizado ou sancionado pelos membros da ITIA, dentre eles a ATP, WTA, ITF, os quatro Grand Slam e qualquer federação nacional.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE