PLACAR

Nadal sofre na estreia, mas busca virada e vai encarar Hurkacz

Foto: ATP Tour

Roma (Itália) – Foi duro, mas o espanhol Rafael Nadal conseguiu superar a primeira rodada no Masters 1000 de Roma nesta quinta-feira. O ex-número 1 do mundo teve trabalho contra o belga Zizou Bergs, que veio do quali e saiu na frente, vencendo o primeiro set. Só que o canhoto de Mallorca lutou até o fim e reagiu, buscou a virada e fechou o jogo com parciais de 4/6, 6/3 e 6/4, após 2h47 de embate.

Na segunda rodada, Rafa terá pela frente o polonês Hubert Hurkacz, cabeça de chave 8, que sai adiantado na disputa e estreia contra o espanhol. Será a primeira vez que os dois medirão força no circuito. Nadal venceu as duas únicas partidas que disputou contra poloneses, ao passo que Hurkacz tem 25 vitórias e 18 derrotas contra espanhóis.

Recordista de títulos (10) e de vitórias (70) na competição, o espanhol é também o tenista que mais aparições teve no Foro Italico, fazendo neste ano a 19ª. Ao buscar a virada contra Bergs, ele venceu pela 18ª vez uma estreia no torneio, onde só caiu logo de cara em 2008, quando foi derrotado pelo compatriota Juan Carlos Ferrer em sua única queda em estreia no saibro em nível ATP.

Além de evitar uma rara derrota em estreias, Nadal também ampliou sua sequência positiva contra os belgas no saibro. Depois de perder para Olivier Rochus em sua estreia em torneios da ATP, em Mallorca 2002, quando era apenas o 762º do mundo, o espanhol não perdeu mais e agora já soma 13 triunfos consecutivos contra rivais vindos da Bélgica em seu piso favorito.

Oscilação e virada no 1º set

Nadal teve um começo muito firme de partida, foi agressivo e conseguiu controlar bem os pontos, cometendo poucos erros. Com uma quebra no quarto game, o canhoto de Mallorca pareceu que iria abrir 4/1 sem problemas, mas levou o break de volta e pouco a pouco foi perdendo um pouco de intensidade e errando mais.

Do outro lado, Bergs aproveitou a situação para crescer e igualar o confronto. O belga de 24 anos cresceu na reta final, anotou uma quebra no nono game e confirmou o saque de zero na sequência para fechar o set. Nada terminou com apenas 55% de aproveitamento no saque, contra 67% do rival, teve cinco bolas vencedoras a menos (4 a 9) e três erros não forçados a menos (4 a 7).

Volta por cima de Nadal

Logo no começo da segunda parcial, um espectador passou mal nas arquibancadas e interrompeu a partida por alguns minutos. Nadal aproveitou a pausa para conversar um pouco com o treinador Carlos Moyá, confirmou o serviço no primeiro game e conseguiu uma quebra logo em seguida, com uma dupla falta de Bergs, para abrir 3/0 logo depois.

O jogo ficou parelho e a vantagem mínima de Rafa foi ameaçada em duas oportunidades. A primeira delas no quinto game, quando salvou um break-point, e a outra no nono e último, salvando novamente um break-point antes de confirmar. O espanhol elevou o aproveitamento de serviço para 71%, perdeu a batalha dos winners (7 a 14) e teve apenas três erros não forçados contra cinco de Bergs.

Altos e baixos antes da virada

No terceiro e decisivo set, o canhoto de Mallorca oscilou um pouco, mas se segurou nos pontos importantes e garantiu a vitória. Uma quebra no terceiro game deu uma vantagem para Rafa, que ele soube administrar até o fim. Depois de perder um break-point no quinto, ele saiu do buraco no sexto, quando encarou 0-40 e confirmou com muita luta.

Bergs até tentou pressionar no oitavo, mas não passou de 30-30 no saque do espanhol e não teve mais chances antes do fim. Nadal terminou a partida com bom desempenho geral no saque, com 66% de aproveitamento, dois aces e quatro duplas faltas. Ele cometeu seis erros não forçados a menos que o belga (13 a 19), mas anotou 11 bolas vencedoras a menos (18 a 29).

24 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
10 dias atrás

Que sufoco…

José Andrade
José Andrade
10 dias atrás

A maioria dos tenistas se despede das quadras depois de uma fase de contusões e lesões, somadas aos efeitos da idade que o impede de voltar a competir. Vejo que o Nadal quer se despedir jogando. Ele sabe que não voltará a competir ao nível de outrora. Mesmo assim ainda mostra que, pra derruba-lo, precisa jogar bom tênis.

José Alberto
José Alberto
10 dias atrás

O Hurkacz vai ter a chance de aposentar a Segunda grande lenda do esporte… depois do Federer em Wimbledon, pode ser Nadal no saibro. Será?
Espero que não, mas vamos ao jogo.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
10 dias atrás
Responder para  José Alberto

Mas o Federer é a terceira grande lenda do esporte…

Paulo Mala
Paulo Mala
10 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

Vc acredita fielmente mesmo na expressão de “Uma mentira repetida mil vezes se torna verdade” kkkk
Mas não rola com o pessoal que entende.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
9 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

O pessoal que entende são os torcedores do terceirão?

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Não seria esse seu caso e do “pessoal que entende”? Vocês fingem que os números não existem, mas quem entende mesmo os encara de frente.

Rsrs, abs!

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
10 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

PA, acho que ele se referiu à ordem cronológica das aposentadorias.
Federer foi uma grande lenda a se aposentar primeiro. Ele projeta que Nadal, será a segunda aposentadoria de outra grande lenda.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Não acho que se referiu não, mas nesse caso estaria correto.

Joselito
Joselito
10 dias atrás
Responder para  José Alberto

Essa função ficará com o Wild. hehehe

João Sawao ando
João Sawao ando
10 dias atrás
Responder para  Joselito

Acho que não o hurkacz para o Nadal

João Sawao ando
João Sawao ando
10 dias atrás
Responder para  José Alberto

Concordo com Roger. A segunda é laver.depois não sei…

Marcelo Costa
Marcelo Costa
10 dias atrás
Responder para  João Sawao ando

Bons tempos onde só o que o tenista fazia dentro da quadra que contava, laver não se sabe se quebrou raquetes, se brigava com árbitro, ou até se tomou vacina, o que importa é que ele foi genial dentro da quadra
Hoje subimos em nosso telhado de vidro cheios de pedras nas mãos.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
10 dias atrás
Responder para  Marcelo Costa

Nem tinha internet!

José Afonso
José Afonso
10 dias atrás

Otimo, melhor ainda so’ se pudermos ter um ultimo confronto entre ele e Nole, seja em Roma ou seja em RG!

Paulo Mala
Paulo Mala
10 dias atrás

Nadal está tentando, mas ele está fraquinho. Se pegasse um adversário mais qualificado, ou mesmo o Monteiro ou Fonseca, perderia.
RG dá para pegar jogadores de challenger e fracos e algum cabeça meia boca. Mas não acredito nele chegando numa segunda semana.

Joselito
Joselito
10 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Se ele não conseguir nos M1000, RG vai ser mais difícil. Como convidado ou ranking protegido vai pegar muita gente boa logo de cara e na sequência.
As primeiras rodadas babas ficam só com os cabeções de chave (oito primeiros)

Marcelo Calmon
Marcelo Calmon
10 dias atrás
Responder para  Joselito

Todos os cabeças têm a mesmaj chance de pegar babas. Lógico que por serem os 8 primeiros, eles são teoricamente os melhores e fazem seus jogos serem mais fáceis.

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
10 dias atrás

que sufoco contra o 108 do mundo…

Antonio Brasil
Antonio Brasil
10 dias atrás

Está adquirindo confiança, se passar pelo polonês vai chegar longe no torneio.

YAN
YAN
10 dias atrás

Bom jogo do Nadal, soube ter paciência e concentração pra virar o jogo contra um oponente muito duro no primeiro set. É assim que aos poucos ele vai ganhando mais confiança pro grande objetivo que é ganhar La Decima Quinta em Rolanga.

Luiz Fernando
Luiz Fernando
10 dias atrás

Rafa venceu, não pude ver, mas pode ter sido uma vitória de Pirro, um jg longo logo na estreia contra esse adversário desconhecido. Vendo os melhores momentos vejo q o FH está curto e sem potência, algo fatal pra um canhoto.
Tomara q eu me engane, mas não vejo como neste nível ele possa encarar o polonês, q saca muito e tem bons golpes da base. Vamos aguardar…

Rafael
Rafael
10 dias atrás

Assisti ao jogo e o Nadal vem evouindo, mas ainda é pouco para fazer frente aos melhores do mundo. É louvável seu esforço em competir e um prazer ainda vê-lo jogar, mas não se iludam com eventual chance de título. Ainda mais em Roland Garros que é melhor de 5 sets. O corpo cobrou do espanhol!

trackback

[…] Nadal sofre na estreia, mas busca virada e vai encarar Hurkacz […]

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE