PLACAR

Muchova: “Eu me senti muito bem do início ao fim”

Foto: Darren Carroll/USTA

Nova York (EUA) – Com uma vitória em sets diretos para cima da romena Sorana Cirstea, a tcheca Karolina Muchova carimbou seu passaporte para as semifinais do US Open, sua melhor campanha no torneio e uma das melhores em Grand Slam, ficando atrás apenas do vice-campeonato de Roland Garros, neste ano, e igualando a semi do Australian Open de 2021.

Após a partida, a tcheca de 27 anos e atual número 10 do mundo comemorou seu desempenho e disse que o primeiro set foi mais apertado do que o placar acabou indicando. “Eu me senti muito bem do início ao fim, estava com uma boa sensação batendo na bola desde a linha de base e me senti bem na rede”, comentou Muchova.

“O primeiro set foi 6/0, mas os games que jogamos foram bem próximos. Portanto, o placar não mostra realmente o quão disputado o jogo foi. Não senti que foi muito fácil, tive que lutar em todos os games”, analisou a tcheca, que sofreu uma quebra logo no começo da segunda parcial, mas se recuperou prontamente.

“Acho que foi muito importante quebrá-la quando estava 0/2 no segundo set, e estou muito feliz por ter conseguido. Depois disso, mantive meu saque e simplesmente voltei ao jogo. Esse foi um game muito importante”, afirmou Muchova, que terá agora pela frente a norte-americana Coco Gauff, contra quem jogou apenas uma vez, perdendo a final de Cincinnati, semanas atrás.

Muchova ainda não pensou muito sobre sua próxima rival, mas irá trabalhar nisso antes do duelo. “Com certeza farei o meu próprio jogo. Realmente não quero dizer todos os pontos chaves e as táticas. Então, vou me concentrar apenas em mim mesma para tentar tirar o melhor nesta partida”, disse a tcheca.

“Ela é muito atlética, nunca desiste, corre para cada bola e não comete muitos erros. Ela tem todos os golpes, é uma tenista muito boa em todos os aspectos. Estou bastante confiante agora e pronta para o desafio. Novamente, ela é uma ótima jogadora, com certeza será uma batalha difícil, mas estarei pronta”, completou Muchova, querendo a revanche após Cincinnati.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE