PLACAR

Monteiro é favorito na Bolívia, Pucinelli e Sakamoto jogam

Foto: Fotojump

Santa Cruz de la Sierra (Bolívia) – Depois de chegar nas quartas de final do Rio Open e se reaproximar do top 100, o canhoto cearense Thiago Monteiro será o principal cabeça de chave para o challenger de US$ 75 mil que começa nesta segunda-feira no saibro boliviano.

Monteiro recebeu convite da organização e terá como primeiro adversário o italiano Edoardo Lavagno, de 25 anos e atual 239º do ranking, a quem nunca enfrentou no circuito. Caso confirme seu favoritismo, o brasileiro que é 102º do mundo cruzará com o britânico Paul Jubb ou um qualificado.

Existe chance de haver duelo brasileiro tanto nas oitavas como nas quartas de final em Santa Cruz. Isso porque Pedro Sakamoto e Matheus Pucinelli ficaram no mesmo quadrante de Monteiro.

Finalista em Tucumán neste domingo, Sakamoto estreará contra o italiano e cabeça 8 Marco Cecchinato e, se vencer, enfrentará Pucinelli ou o argentino Andrea Collarini. E os dois se candidatariam então a desafiar Monteiro nas quartas.

O argentino Francisco Comesana é o cabeça 2 da semana e no seu lado da chave ficou o principal nome do tênis boliviano, Hugo Dellien, que entrou como quarto de maior ranking.

Mais quatro brasileiros entraram no qualificatório: Pedro Boscardin é cabeça 5 e enfrentará Fernando Romboli, enquanto Wilson Leite é favorito contra convidado local e Marcelo Zormann pega o argentino Gonzalo Villanueva.

+ Veja como ficou a chave de simples de Santa Cruz

17 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

Não poderia tentar o qualy de IW??

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás
Responder para  Marcelo

Acho que ele vai focar na gira de. Challengers da América do Sul para garantir o retorno ao top 100. Deve estar pensando em garantir Roland garros.

Scott
Scott
1 mês atrás
Responder para  Marcelo

Tentar pra perder em Q1? Não vale a pena.

Gusmão
Gusmão
1 mês atrás

Força Brasileiros.
Monteiro está correto em buscar pontos nos Challenger. Para mais a frente jogar a temporada de saibro na Europa.

Scott
Scott
1 mês atrás
Responder para  Gusmão

Até porque é apenas ai que ele pode conseguir algo né…

Bukele
Bukele
1 mês atrás

Monteiro sendo inteligente. Tem que jogar challenger de saibro até virar n.50 do mundo. Jogar Masters 1000 serve pra ganhar dinheiro, mas não dá ponto nenhum.

Paulo Mala
Paulo Mala
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Seu raciocínio é fantasioso. O objetivo é dinheiro. Ninguém está no esporte pela paixão. E isso não é errado, é o oficio deles.
Mas vamos lá… em média ele faz 3 rodadas de Ch, vai ganhar 12 pontos e 10k de reais. Jogando um atp 1000 são 10 pontos e mais de 120k de reais
O problema é que teria de passar o quali e pelo jeito ele não está confiante para isso. Mas eu arriscaria, ele já está com a vida ganha.

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Paulo Mala

Tem um sujeito chamado Marcos Daniel, gaúcho, que fez isso que estou falando. Ele não ficou q nem um tonto tentando ganhar jogo de Masters 1000. Ele saiu copando Challenger e bateu em um ranking de 56 do mundo. Mesmo ele sendo mais limitado que Monteiro ou Wild ele fez um ranking melhor que eles (até o momento). Isso se chama: usar o cérebro.

Scott
Scott
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Vai ter que jogar trocentos challengers.

Jorge Luiz
1 mês atrás

Boa Monteiro, com certeza vai voltar ao top 100, será que tem motivo para o Heide ter dado out, será que é lesão? Ele não joga desse a primeira rodada do Rio Open onde perdeu em sets direto

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  Jorge Luiz

Vc tá sendo exigente demais com o Heide amigo, acabou de jogar o Rio Open, já jogou 5 jogos nessa temporada(uma média superior a 2 partidas por mês!)..

Jogar mais doq isso, só se a nossa promessa fosse um super herói, tem q apoiar incondicionalmente o nosso guerreiro, ele já está muito cansado!

Jacques
Jacques
1 mês atrás

Acho um tanto quanto lamentavel, ele tem o ranking que tantos gostariam de ter pra ter a oportunidade de jogar um qualy de masters 1000 e se auto sabota,provavelmente vai conseguir os mesmos êxito de costume, mas assim nunca vai entrar em um top50 :(
Nesse aspecto eu respeito muito o wild que ta dando a cara pra bater em todos os atps possiveis

Andre Borges
Andre Borges
1 mês atrás
Responder para  Jacques

Se auto sabota??? O planejamento dele é perfeito. Não faz sentido nenhum pra um cara que tem como ganha pão os ATP/challengers no saibro largar um challenger no saibro pagar passagem, hospedagem e tomar R1 de quali de M1000 no hard.

Evandro
Evandro
1 mês atrás
Responder para  Jacques

Dá para respeitar os dois. São escolhas. Alguém lembrou aqui em cima que o Marcos Daniel, de mesmo nivel que Monteiro ou menos, foi 56 do ranking fazendo exatamente o que Monteiro está fazendo.

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Jacques

Se o Monteiro quer ser top 50 do ranking, a única chance dele é sair copando challenger de saibro, de preferência os mais fracos. Se ele jogar Masters 1000, vai ganhar dinheiro, checão gordo, mas ponto ele não ganha – que foi o que aconteceu em 2023, ele jogou vários Masters 1000 e o ranking dele caiu pra 150 do mundo, pq vai perder nas primeiras rodadas. Ou seja, o que você está falando, Jacques, não faz sentido algum.

Última edição 1 mês atrás by Bukele
trackback

[…] brasileiro no challenger boliviano é Thiago Monteiro. O cearense de 29 anos e 113º do mundo é o principal cabeça de chave e estreia ainda nesta […]

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE