PLACAR

Monteiro cai na semi após rodada dupla na Bolívia

Foto: Fotojump

Santa Cruz de la Sierra (Bolívia) – O sábado de rodada dupla no challenger de Santa Cruz de la Sierra terminou com uma vitória e uma derrota para Thiago Monteiro. Horas depois de ter vencido o duelo nacional contra Pedro Sakamoto pelas quartas de final, o número 2 do Brasil e 113º do mundo foi superado pelo argentino Camilo Carabelli, 127º colocado, com parciais de 6/4 e 7/5 em 2h05 de partida.

Principal cabeça de chave na Bolívia, Monteiro recebe 22 pontos na ATP pela campanha, tendo apenas quatro a descontar. O cearense de 29 anos está provisoriamente recuperando seis posições e tenta se reaproximar do top 100. O ranking da ATP só será atualizado depois do Masters 1000 de Indian Wells. Por isso, os pontos dos challengers da semana que vem também serão importantes.

A partida deste sábado foi a terceira entre Monteiro e Carabelli no circuito, sendo que o brasileiro havia vencido duas vezes no ano passado, em Campinas e Montevidéu. O argentino de 24 anos é o cabeça 3 na Bolívia e espera o vencedor da segunda semifinal, entre o boliviano Murkel Dellien e o argentino Renzo Olivo,

O início de partida não foi bom para Monteiro, que colocou apenas 59% de primeiros serviços em quadra e venceu só seis dos onze pontos jogados com o segundo saque durante a parcial. O cearense sofreu duas quebras seguidas e permitiu ao argentino abrir 4/1. No fim do set, ele até devolveu uma das quebras e passou a sacar melhor, mas não teve novas chances no serviço do rival.

Logo na abertura do segundo set, Carabelli voltou a quebrar e fez 3/1, mas Monteiro buscou a igualdade. Já na reta final da partida, com o set empatado por 5/5, o cearense enfrentou um game longo em seu serviço, salvou cinco break-points, mas não evitou uma nova quebra de serviço. Sacando para o jogo, o argentino escapou de um 15-40 e fechou a partida em sua primeira oportunidade.

30 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
F.F.
F.F.
1 mês atrás

Melancolia total
Um CHL fraquissimo e esvaziado

Gil
Gil
1 mês atrás
Responder para  F.F.

melancolia se prestar a este tipo de comentário depreciativo.

Scott
Scott
1 mês atrás
Responder para  F.F.

Filme de terror!!!

Larinha Filho
Larinha Filho
1 mês atrás

poxa eliminar o Sakamoto pra isso? então deixava o rapaz passar. e dominar o Carabina rumando a final.

Felipe Pires
Felipe Pires
1 mês atrás

O Monteiro não está inscrito em Santiago. Será que vai para o qualy de Miami?

Arajaribu
Arajaribu
1 mês atrás
Responder para  Felipe Pires

Provavelmente.

Jorge Luiz
1 mês atrás
Responder para  Felipe Pires

Não, é pra descansar mesmo

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  Felipe Pires

Dizem q está inscrito no Qualy mas, publicaram aqui q ele declarou q faria a gira de CHL completa..

Thiago
Thiago
1 mês atrás
Responder para  Felipe Pires

Está inscrito pro quali

Bruno
Bruno
1 mês atrás
Responder para  Thiago

Além do qualy em Miami está inscrito para o atp de Houston

Scott
Scott
1 mês atrás
Responder para  Felipe Pires

Ele está cansado. Precisa relaxar umas 2 semanas e voltar.

O realista
O realista
1 mês atrás

Terrible

FJ Santana
FJ Santana
1 mês atrás

Pense num jogador fraco esse Thiago. Não consegue mais nem vencer o pessoal abaixo dele.

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
1 mês atrás

E ontem o pessoal falando de título kkkkkk. Monteiro acabou. Nem CH o cara tá jogando bem

Scott
Scott
1 mês atrás
Responder para  Wilton Bernardes

Titulo = Cronicas de Narnia

Bukele
Bukele
1 mês atrás

E tinha gente aqui chorando que o Monteiro tinha q ter ido pro qualy de Indian Wells. Olha só: se o Monteiro tivesse feito isso, ia perder no primeiro jogo igual o Felipe Meligeni. Pelo menos ganhou 22 pontos da semifinal desse Challenger. E, vejam só, por isso que me decepciono com o Monteiro apesar de torcer pra ele: ele vai num challenger totalmente esvaziado, sem nenhum top 100, ele é o cabeça 1 do torneio e só tinha UM jogador mais ou menos complicado de enfrentar, que era esse argentino aí, que nem é tão bom assim, o sujeito nunca entrou no top 90. Aí o Monteiro consegue deixar de ganhar um challenger moleza desses pq não conseguiu arrancar um set do único sujeito que podia dificultar a vida dele. Pessoal, isso não pode acontecer. O Brasil já teve jogadores como Ricardo Mello e Marcos Daniel que foram mais eficientes que o Monteiro nesse quesito de ganhar challenger. E eles nem eram grande coisa. Então, assim, vou dizer até o fim da minha vida o que me salta aos olhos: apesar do Monteiro de vez em quando endurecer contra tenistas top 20, até ter arrancado umas vitórias contra grandes jogadores, ele não tem condição de jogar ATP regularmente um ano inteiro seguido, ele vai ficar sempre nessa gangorra de jogar ATP e depois voltar pros Challengers, depois voltar pro ATP e assim se repetindo ciclicamente. Porque ele não consegue ser regular. Não pode perder challengers fracos e esvaziados assim, ainda mais num momento onde ele precisa de pontos.

Alberto
Alberto
1 mês atrás
Responder para  Bukele

O Ricardo Mello “só” foi #50 do mundo com 15 CH vencidos e 1 ATP nas costas …comentário sem nenhum conhecimento!!

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Alberto

Não é “sem conhecimento”. O Monteiro podia estar nessa posição aí, chances ele já teve. Na posição em que o Monteiro se encontra hoje, com a bagagem que ele tem, os grandes tenistas que ele já derrotou ou quase derrotou, ele devia ganhar de um argentino 120 do mundo num Challenger esvaziado na Bolívia. Até porque, se mês passado ele quase ganhou do Baez (o argentino mais forte atualmente), arrancou set dele no Rio e só perdeu pq começou a jogar as bolas tudo pra fora no 3º set, não tem sentido ele tomar 2×0 dum zé ninguém 120 do mundo, sendo que a final ia ser mais fácil do que a semi.

Márcio
Márcio
1 mês atrás

Thiago busca muito mais o jogo, mas o Carabelli devolve todas as bolas perto da linha de base, o brasileiro não teve paciência de esperar a melhor hora pra atacar, errou mais e o argentino saiu com a vitória. De qualquer forma, venceu três jogos, subiu no ranking e teve uma boa semana.

Jorge Luiz
1 mês atrás

Torneio pra copar, semana que vem nada de Santiago

Marcelo Ikeda
Marcelo Ikeda
1 mês atrás

q pena. vai ser dificil o monteiro pegar um CHL tão acessível.

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás

Lamentável sobretudo pelos dois últimos games: n conseguiu defender a quebra num game longuissimo e logo depois desperdiçou 2 BP pra levar pro tie break..

A conta pra valer a pena ter rifado o Qualy de IW era chegar ao menos na final desse CHL, logo, dá pra dizer q deixou a desejar em termos de resultado..

Bruno
Bruno
1 mês atrás

Ah Thiago…

Thiago
Thiago
1 mês atrás

Assitir Wild num dia e Monteiro no outro mostra o abismo técnico entre ambos.

Achei estranho o chaveamento… imaginava que como cabeça 1, na semi ele pegaria o cabeça 4 (no caso, o Dellien ruim, que eliminou o irmão melhor). Mas ele pegou o 3, a parada mais difícil mesmo…

José Nilton Dalcim
Admin
1 mês atrás
Responder para  Thiago

Há muito tempo os cabeças 2 e 4 são sorteados par cima ou para baixo da chave, Thiago.

Guilherme Alcantara
Guilherme Alcantara
1 mês atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Os cabeças 3 e 4 não Dalcim? Equívoco na sua msg

José Nilton Dalcim
Admin
1 mês atrás
Responder para  Guilherme Alcantara

Isso, 3 e 4.

Fred Magalhães
Fred Magalhães
1 mês atrás

Monteiro foi muito ruim. Falta o espírito de vencedor, a vontade de ganhar. Na hora da verdade sobressai a tremedeira. Poucas vezes o veremos ganhar em jogos puxados, no taco a taco, o mental não aguenta. Uma pena. Tem bola ali para fazer mais do que o que faz, mas o mental não ajuda. Como dizia o profexo: “o medo de perder tira a vontade de ganhar”.

Walter Alberto
Walter Alberto
1 mês atrás

Ele está fazendo pontos pra, RG sem quali.. A grana compensa

Heitor Monteiro
Heitor Monteiro
1 mês atrás

Uma pena. No longo penúltimo e no ultimo set, com dois break points, Thiago parecia cansado. Cometeu erros não forçados em bolas que não eram tão difíceis, e que custaram o jogo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE