PLACAR

Melhor amiga, Badosa diz que será difícil encarar Sabalenka

Paula Badosa e Aryna Sabalenka (Foto: Instagram)

Miami (EUA) – Depois de roubar a cena no retorno de Simona Halep e se classificar para segunda rodada do WTA 1000 de Miami com uma virada por 1/6, 6/4 e 6/3, a espanhola Paula Badosa terá um duro desafio pela frente. Mais do que encarar a atual número 2 do mundo, ela será a adversária de estreia da bielorrussa Aryna Sabalenka, sua melhor amiga no circuito e que viveu um verdadeiro drama nos últimos dias com a morte do namorado, Konstantin Koltsov, aos 42 anos de idade.

Para Badosa, enfrentar a amiga neste momento será uma tarefa muito difícil, mas acredita que Sabalenka conseguirá se recuperar e seguir em frente. “Ela é uma mulher forte e vai tirar forças de algum lugar. Espero que seja uma grande batalha. Ontem e hoje eu conversei muito com ela, sei o que está passando, conheço toda a situação. Para mim também é um choque vivenciar tudo isso, afinal ela é minha melhor amiga e não quero que ela sofra. É uma situação muito complicada. Ao mesmo tempo é desconfortável encará-la, mas não quero falar sobre isso. Prometi a ela”, disse.

Sobre o jogo em si, a espanhola acredita que será um duelo bastante físico e mental. “Nós duas nos conhecemos muito bem. Eu sei o que ela vai fazer, ela sabe o que eu vou fazer. Nada vai nos surpreender. Nesse tipo de partida, tudo se resume a ver quem joga melhor, os momentos importantes, quem aposta nos seus golpes. Quando duas jogadoras que se conhecem muito bem se enfrentam, a chave está nos pontos de pressão, na forma como você joga nesses momentos e como você se sente mental e fisicamente. Vai ser esse tipo de partida”, analisou.

Nas quatro partidas já disputadas entre Badosa e Sabalenka, duas vitórias para cada. A espanhol ganhou os primeiros encontros, em Cincinnati e no WTA Finals de 2021, enquanto a bielorrussa levou a melhor duas vezes no saibro de Stuttgart, em 2022 e 2023.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Por fim, a jogadora de 26 anos e atual número 80 do mundo falou sobre a partida de estreia e o retorno de Simona Halep, elogiando bastante o desempenho da romena, que não disputava uma partida há quase um ano e meio e retornou ao circuito nesta semana.

“Eu tinha um plano de jogo para esta partida, mas a Simona é uma daquelas adversárias que você nunca quer enfrentar. Quando perdi o primeiro set, senti que não queria passar pela mesma coisa novamente. Tentei permanecer agressiva e acreditar que conseguiria [vencer]. Estou muito feliz por ter saído de lá com a vitória, principalmente agora que não estou no meu melhor em termos de confiança, depois de um longo tempo afastada por lesão. É uma grande vitória”, iniciou dizendo Badosa.

“Sinceramente, mesmo que a Simona não competisse há dez anos, ela ainda é a Simona, uma jogadora de elite. Ela ganhou muitos títulos e tenho um respeito imenso por ela. Hoje fiquei bastante surpresa e acho que ela vai voltar ao topo muito em breve. Não dá para duvidar desse tipo de jogadora”, completou a ex-número 2 do mundo.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João
João
28 dias atrás

Que dupla!

Marcos Antonio
Marcos Antonio
28 dias atrás

Já sabem o motivo da morte dele?

José Nilton Dalcim
Admin
27 dias atrás
Responder para  Marcos Antonio

Não há uma posição oficial. Polícia investiga suicídio ou trombose.

Marcos Antonio
Marcos Antonio
27 dias atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Obrigado Dalcim! Vi no site da Globo.com q eles não estavam mais juntos! Infelizmente a tão falada saúde mental está cada dia mais delicada! Força para os amigos e familiares!

trackback

[…] WTA 1000 de Miami estreou com vitória esta sexta-feira. A número 2 do mundo superou a espanhola Paula Badosa, sua melhor amiga no circuito, por 6/4 e 6/3 em […]

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE