PLACAR

Melhor amiga, Badosa diz que será difícil encarar Sabalenka

Paula Badosa e Aryna Sabalenka (Foto: Instagram)

Miami (EUA) – Depois de roubar a cena no retorno de Simona Halep e se classificar para segunda rodada do WTA 1000 de Miami com uma virada por 1/6, 6/4 e 6/3, a espanhola Paula Badosa terá um duro desafio pela frente. Mais do que encarar a atual número 2 do mundo, ela será a adversária de estreia da bielorrussa Aryna Sabalenka, sua melhor amiga no circuito e que viveu um verdadeiro drama nos últimos dias com a morte do namorado, Konstantin Koltsov, aos 42 anos de idade.

Para Badosa, enfrentar a amiga neste momento será uma tarefa muito difícil, mas acredita que Sabalenka conseguirá se recuperar e seguir em frente. “Ela é uma mulher forte e vai tirar forças de algum lugar. Espero que seja uma grande batalha. Ontem e hoje eu conversei muito com ela, sei o que está passando, conheço toda a situação. Para mim também é um choque vivenciar tudo isso, afinal ela é minha melhor amiga e não quero que ela sofra. É uma situação muito complicada. Ao mesmo tempo é desconfortável encará-la, mas não quero falar sobre isso. Prometi a ela”, disse.

Sobre o jogo em si, a espanhola acredita que será um duelo bastante físico e mental. “Nós duas nos conhecemos muito bem. Eu sei o que ela vai fazer, ela sabe o que eu vou fazer. Nada vai nos surpreender. Nesse tipo de partida, tudo se resume a ver quem joga melhor, os momentos importantes, quem aposta nos seus golpes. Quando duas jogadoras que se conhecem muito bem se enfrentam, a chave está nos pontos de pressão, na forma como você joga nesses momentos e como você se sente mental e fisicamente. Vai ser esse tipo de partida”, analisou.

Nas quatro partidas já disputadas entre Badosa e Sabalenka, duas vitórias para cada. A espanhol ganhou os primeiros encontros, em Cincinnati e no WTA Finals de 2021, enquanto a bielorrussa levou a melhor duas vezes no saibro de Stuttgart, em 2022 e 2023.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Por fim, a jogadora de 26 anos e atual número 80 do mundo falou sobre a partida de estreia e o retorno de Simona Halep, elogiando bastante o desempenho da romena, que não disputava uma partida há quase um ano e meio e retornou ao circuito nesta semana.

“Eu tinha um plano de jogo para esta partida, mas a Simona é uma daquelas adversárias que você nunca quer enfrentar. Quando perdi o primeiro set, senti que não queria passar pela mesma coisa novamente. Tentei permanecer agressiva e acreditar que conseguiria [vencer]. Estou muito feliz por ter saído de lá com a vitória, principalmente agora que não estou no meu melhor em termos de confiança, depois de um longo tempo afastada por lesão. É uma grande vitória”, iniciou dizendo Badosa.

“Sinceramente, mesmo que a Simona não competisse há dez anos, ela ainda é a Simona, uma jogadora de elite. Ela ganhou muitos títulos e tenho um respeito imenso por ela. Hoje fiquei bastante surpresa e acho que ela vai voltar ao topo muito em breve. Não dá para duvidar desse tipo de jogadora”, completou a ex-número 2 do mundo.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João
João
4 meses atrás

Que dupla!

Marcos Antonio
Marcos Antonio
4 meses atrás

Já sabem o motivo da morte dele?

José Nilton Dalcim
Admin
4 meses atrás
Responder para  Marcos Antonio

Não há uma posição oficial. Polícia investiga suicídio ou trombose.

Marcos Antonio
Marcos Antonio
4 meses atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Obrigado Dalcim! Vi no site da Globo.com q eles não estavam mais juntos! Infelizmente a tão falada saúde mental está cada dia mais delicada! Força para os amigos e familiares!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE