PLACAR

Medvedev recebe bônus por resultados nos 500

Foto: Martin Steiger/Erste Bank Open

Londres (Inglaterra) – Implementado este ano como parte da estratégia da ATP, o bônus distribui US$ 1,3 milhão aos jogadores que somarem o maior número de pontos nos ATP 500 já tem um dono. Com o vice-campeonato em Viena, o russo Daniil Medvedev garantiu a premiação extra em 2023.

Impulsionado por títulos no início da temporada nos ATP 500 de Rotterdam e Dubai, e mais recentemente pelo vice-campeonato em Viena, superado pelo italiano Jannik Sinner na final, Medvedev ganhou mais pontos do que qualquer outro jogador neste ano no nível ATP 500.

A campanha do russo na semana passada o fez ultrapassar o espanhol Carlos Alcaraz e assumir a ponta na briga pelo bônus. Medvedev vai levar US$ 600 mil, enquanto os outros jogadores que terminaram no top 5 – Alcaraz, Sinner, Alexander Zverev e Alex de Minaur – dividirão US$ 700 mil.

“Tive uma temporada incrível em muitos níveis, mas os 500 foram incríveis. Consegui muitos pontos e boas vitórias contra grandes jogadores. “Comecei o ano muito forte ao vencer os dois primeiros 500 que joguei, em Rotterdam e Dubai, abrindo boa distância para os demais”, disse Medvedev.

Medvedev também está forte na disputa pelo bônus dos Masters 1000, que distribuirá US$ 20 milhões aos 30 melhores jogadores elegíveis, com base nos pontos ganhos nos nove torneios Masters 1000 e no ATP Finals. Ele está atualmente em segundo lugar, apenas 90 pontos atrás de Alcaraz.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE