PLACAR

Medvedev joga até às 3h40 da manhã e consegue difícil virada em 5 sets

Foto Corinne Dubreuil/FFT

Melbourne (Austrália) – Um incrível disputa de cinco sets encerrou a segunda rodada do Australian Open e o número 3 do mundo Daniil Medvedev atuou até às 3h40 da madrugada pelo horário local para conseguir a virada contra o finlandês Emil Ruusuvuori, 53º do ranking, com parciais de 3/6, 6/7 (1-7), 6/4, 7/6 (7-1) e 6/0 em partida com 4h20 de duração na Rod Laver Arena.

Medvedev já foi duas vezes finalista do Australian Open, em 2021 e 2022, sendo superado por Novak Djokovic e Rafael Nadal nessas decisões. Ano passado, o russo parou ainda na terceira rodada. A virada desta quinta-feira foi apenas a terceira para o tenista de 27 anos em jogos em que ele perdeu os dois primeiros sets.

O próximo adversário de Medvedev em Melbourne será o canadense Felix Auger-Aliassime, ex-top 10 e atual 30º do ranking. O russo levou a melhor em todos os seis jogos que fez contra Aliassime, incluindo um nas quartas do Australian Open de 2022, quando também conseguiu uma virada em cinco sets. O duelo mais recente foi a semifinal de Doha do ano passado.

O início de partida não poderia ser melhor para Ruusuvuori, que conseguiu uma quebra logo cedo e saiu vencendo por 3/0. Mesmo enfrentando outros três break-points ao longo do primeiro set, o finlandês conseguiu sustentar a liderança no placar até o fim da parcial.

O segundo set teve duas quberas para cada lado antes da definição no tiebreak. Depois de estar perdendo por 3/1, Medvedev escapou de dois break-points e iniciou uma forte reação, vencendo quatro games seguidos para fazer 5/3. O russo não aproveitou a chance de sacar para fechar e perdeu três set-points. Ele também recebeu atendimento médico de três minutos para um problema no pé. E em seguida, viu Ruusuvuori dominar o tiebreak.

Com nítida melhora na movimentação durante os ralis de fundo, Medvedev sustentou melhor os ralis de fundo durante o terceiro set e abriu grande vantagem. O russo conseguiu duas quebras e chegou a liderar por 4/1. E ainda que Ruusuvuori tenha diminuído a diferença e criado break-points no fim do set, o número 3 do mundo conseguiu manter a vantagem até o fim do set.

Medvedev também começou com quebra acima no quarto set e escapou de cinco break-points antes de abrir 3/1 no placar. Ele vinha sustentando a liderança até o 4/2, mas Ruusuvuori devolveu a quebra no oitavo game e passou à frente no game seguinte, com direito a uma ótima passada. O finlandês ficou a dois pontos da vitória quando vencia o quarto set por 6/5, mas Medvedev confirmou o saque e dominou o tiebreak.

Já no quinto set, o russo teve total controle das ações em quadra. Ele não enfrentou break-points e cedeu apenas três pontos em seus games de serviço. Além disso, Ruusuvuori já sentia o desgaste fisicamente, precisou de atendimento para o ombro e não conseguia mais ser tão efetivo no saque. Assim, o ex-líder do ranking conseguiu três quebras para aplicar um ‘pneu’.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Rebeca
Rebeca
1 mês atrás

Eita . . . dos top 15 o único até então que não perdeu sets é o Sinner, com saque afiado e variação de jogo, firme e mental em dia . . . hoje joga a terceira rodada, vamos acompanhar o italiano . . . Zverev, Ruud, Hurkacs, ganharam em 5 sets também!

Última edição 1 mês atrás by Rebeca
Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

Jogo por jogo, o finlandês tava dando um baile tático! É que físico pra suportar quatro horas de jogo são pra poucos! Nole, Alcaraz e Medvedev são esses poucos

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE