PLACAR

Klier também marca 2ª vitória na seletiva do Rio Open

Igor Gimenez. (Foto: Fotojump)

São Paulo (SP) – O brasiliense Gilbert Klier teve boa atuação para superar João Lucas Reis e se aproximar da classificação para as semifinais da Maria Esther Bueno Cup, torneio que dá vaga para o Rio Open 2024, ATP 500 que acontece de 19 a 25 de fevereiro, no Jockey. O campeão do torneio no saibro da Sociedade Harmonia receberá convite para a chave principal e o vice disputará o qualificatório do maior torneio do País.

Pelo grupo Luiz Mattar, Klier derrotou João Lucas Reis por 6/3 e 6/1, assumiu a liderança com duas vitórias e ficou próximo da vaga nas semifinais. “Fico feliz com a vitória e com meu o desempenho, principalmente no saque. Conseguir essa vaga para o Rio Open seria incrível, faltam alguns jogos, vou pensar partida a partida, mas com certeza seria um dos maiores títulos da minha carreira se conseguisse esse convite”, comentou Klier.

No outro confronto do dia, Igor Gimenez conquistou sua primeira vitória no torneio após superar Nicolas Oliveira por 7/5 e 6/3 e assim se mantém na briga por vaga na próxima fase. “Hoje consegui ser mais agressivo, comecei um pouco lento, mas fui melhorando, pegando mais ritmo e jogando melhor. Agora é me preparar para o próximo jogo. Se eu quiser sair com a vaga, vou precisar jogar um belo tênis”, analisou Gimenez.

Nesta sexta acontece a última rodada da fase de grupos, com quatro jogos, a partir das 18h. Os dois melhores de cada grupo disputam as semifinais no sábado, a partir das 14h. A final será no domingo, em mesmo horário. O torneio tem transmissão ao vivo no site rioopen.com

Veja a programação desta sexta-feira. Os ingressos gratuitos estáo esgotados:

Quadra Central – 18 horas
Matheus Pucinelli (SP) x Henrique Nogueira (SP)
A Seguir – Gustavo Heide (SP) x Mateus Alves (SP)

Quadra 1 – 18 horas
Gilbert Klier (DF) x Nicolas Oliveira (RJ)
A Seguir – Igor Gimenez (SP) x João Lucas Reis (PE)

8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Guilherme do ES Ribeiro
Guilherme do ES Ribeiro
7 meses atrás

Klier realmente parece que subiu o nível. Ganhou confiança

Leonel
Leonel
7 meses atrás
Responder para  Guilherme do ES Ribeiro

Depois da Bia(na China), do Wild(saiu do ranking 400 pro ranking 70), do Fonseca(campeão us Open juvenil) o Klier tá sendo a boa surpresa jogando num nível muito bom. Presentão pra nós torcedores do tênis

Luis Vanderley Santana
Luis Vanderley Santana
7 meses atrás
Responder para  Guilherme do ES Ribeiro

Com certeza, assisti o jogo dele com o Barrios vera e da para notar a diferença

Márcio
Márcio
7 meses atrás

Klier em clara ascensão!

Li komuku
Li komuku
7 meses atrás

Força brasileiros, rumo ao título!

Bruno
Bruno
7 meses atrás
Responder para  Li komuku

Ué, mas só tem brasileiros, é claro que um vai ser campeão. Além de usar um nick extremamente infantil.

Fred Magalhães
Fred Magalhães
7 meses atrás

Diria que nesse fim de ano as boas novas vieram com o Heide, o Klier e o Luz.
Na contramão Puci pode ser considerado uma decepção apesar do challenger que ganhou, assim como o reis que ensaiou uma subida mas terminou patinando no ranking. Menção honrosa tbm pro sakamoto.
Não menciono os três melhores do Brasil pq acho que vivem realidade diferente dos demais.

Eduardo
Eduardo
7 meses atrás

Bola por bola, Klier se parece com o Heide, em golpes definidores, algo que não é comum entre os brasileiros. O físico sempre foi seu ponto de interrogação, às vezes jogou acima do peso inclusive. Se levar a sério, tem tudo pra avançar bastante em 2024.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE