PLACAR

Kalinskaya volta a surpreender e derruba Iga na semi em Dubai

Anna Kalinskaya (Foto: Dubai Duty Free Tennis Championships)

Dubai (Emirados Árabes) – Pelo terceiro dia seguido, Anna Kalinskaya conseguiu derrotar uma tenista do top 10 para garantir, assim, um lugar na final do WTA 1000 de Dubai. Algoz de Jelena Ostapenko nas oitavas e de Coco Gauff nas quartas, a russa de 25 anos e 40ª do ranking eliminou a número 1 do mundo Iga Swiatek com um duplo 6/4 em 1h42 de partida.

Das sete vitórias que Kalinskaya tem contra tenistas do top 10, três foram nesta semana. E ela ainda tem mais uma neste início de temporada, diante da tcheca Barbora Krejcikova em Adelaide. Ainda sem títulos no circuito da WTA, a russa já vai saltar para o 24º lugar do ranking e pode entrar no top 20 em caso de título.

“Ela é uma grande jogadora, eu sabia que se não estivesse calma e não fosse agressiva, ela iria me destruir. Então o plano hoje era ser agressiva e tentar mexê-la bastante do fundo de quadra. Estou muito feliz por ter vencido”, disse Kalinskaya durante a entrevista em quadra.

A adversária de Kalinskaya na final deste sábado, ao meio-dia, será a italiana Jasmine Paolini, 24ª do ranking, que mais cedo derrotou a romena Sorana Cirstea por 6/2 e 7/6 (8-6). O histórico de confrontos entre elas está empatado por 1 a 1, com uma recente vitória da russa no Australian Open, em janeiro. “Jasmine luta por todos as bolas, joguei contra ela no Australian Open, foi um jogo duro e espero fazer mais uma boa partida.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

A derrota de Swiatek nesta sexta-feira foi apenas a segunda da polonesa em 16 jogos disputados neste início de temporada. A líder do ranking mundial vinha de título no primeiro WTA 1000 do ano em Doha. Ela foi finalista em Dubai no ano passado e consegue manter 390 dos 585 pontos que tinha a defender na semana.

A semifinal desta sexta-feira começou com Swiatek encarando games longos em seu saque, mas ela sobreviveu aos dois primeiros break-points que enfrentou e foi mantendo os serviços até fazer 3/2. Mais agressiva em quadra, diante de uma rival que tentava ser mais paciente nas trocas de fundo, a polonesa tinha 11 a 1 em winners até aquele momento.

Iga foi a primeira a quebrar, depois de ter criado seis break-points na partida, cinco deles no mesmo game, e parecia iniciar seu domínio no jogo. Mas logo depois, fez um game de saque muito ruim e levou a quebra de zero. Já no oitavo game, perdeu outro break-point. A polonesa vinha cometendo muitos erros não-forçados, principalmente com o forehand, e já não conseguia mais definir os pontos como fazia no começo da partida. Kalinskaya voltou a quebrar no fim do set e terminou a parcial fazendo quatro games seguidos. Ao fim do set, a polonesa tinha 11 a 4 em winners e 11 a 5 em erros.

Logo na abertura do segundo set, Kalinskaya quebrou de novo. E a russa chegou a fazer seis games seguidos na partida depois de abrir 2/0. Só então, Swiatek voltou a confirmar o serviço. Mas a polonesa voltou a passar por oscilações em seus games de saque e sofreu mais uma quebra de serviço, permitindo à rival abrir 5/2. Em situação delicada no placar, a número 1 do mundo foi ainda mais agressiva e salvou dois match-points com winners de forehand antes de devolver uma das quebras. Sacando para o jogo, a russa ainda escapou de duas chances de quebra, uma com ótimo saque e outra num forehand para fora da polonesa, antes de fechar a partida em sua terceira chance.

A partida terminou com mais winners para Swiatek, 21 a 9, mas a polonesa cometeu o dobro de erros, 18 a 9. A líder do ranking também teve baixo aproveitamento nos break-points, com apenas duas quebras em 11 chances e sofreu quatro quebras na partida.

10 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Marcelo F
Marcelo F
1 mês atrás

Anna Kalinskaya

Rafael Guimaraens
Rafael Guimaraens
1 mês atrás

Impressionante como é tranquila essa menina. Concentrada, econômica dos gestos e nas comemorações, ótima movimentação e uma bola funda que incomodou a Iga, a ponto de, frustrada, jogar a raquete no chão, algo que pelo menos eu nunca tinha visto.

Paulinho Paulino
Paulinho Paulino
1 mês atrás

SENSACIONAL. como joga a moça!

rodrigo soares dos santos
rodrigo soares dos santos
1 mês atrás

Iga não estava bem hj.. quase quebrou a raquete jogando no chãoo.. perdeu o controle alii

Ubiratan (Black)
1 mês atrás

Que semana perfeita! não ser campeã depois de passar pelas adversárias que passou será frustrante. Mas Paolini também não chegou lá de graça.
Enorme surpresa para um torneio que tinha Iga e Sabalenka e todas as demais top 20 que estavam em condições de jogo.
E o top 20 com algumas mudancas das cadeiras. Paolini até agora chegando na 16a. posição. Kalinskaya se for campeã vai tomar esse lugar. Lugar que tava com Svitolina depois da eliminação e que finalmente tá voltando de vez a essa faixa após a maternidade, alguns ótimos torneios e muito tempo estacionada ali no meio do top 30.
E tem outras rondando a área pelo top 30 e 40 mostrando com muita qualidade que tão querendo chegar também.

Última edição 1 mês atrás by Ubiratan (Black)
Luiz
Luiz
1 mês atrás
Responder para  Ubiratan (Black)

Você entende de tênis o mesmo que eu entendo de física nuclear
Parabéns

Ubiratan (Black)
1 mês atrás
Responder para  Luiz

Deu para ver claramente a sua qualificação na área.

Vinicius
Vinicius
1 mês atrás

Joga muito a kalinskaya, ela vai conquistar esse título

Flávio
Flávio
1 mês atrás
Responder para  Vinicius

Vinicius ela é bonita mesma, agora como ambas chegam a primeira vez no torneio grande não sei quem vai ganhar e espero que façam um bom jogo.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás

Acredito que a Kalinskaya seja a favorita para o título porque venceu adversárias mais qualificadas que a Paolini, principalmente se mantiver o foco e a determinação que teve no torneio até agora. Mas a responsabilidade estará mais dividida e por isso a pressão será maior para a Kalinskaya em relação aos últimos três jogos. Além disso, a Paolini está jogando melhor que no AO e deve ter tirado lições da derrota naquele torneio. Pra mim, as chances de título serão 65% Kalinskaya e 35% Paolini.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE