PLACAR

Jabeur: “Foi a derrota mais dolorosa da carreira”

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) – Vice-campeã de Wimbledon pelo segundo ano consecutivo, Ons Jabeur classificou a derrota para Marketa Vondrousova como a mais dolorosa de sua carreira. Depois de ter vencido quatro campeãs de Grand Slam ao longo do torneio, ela não conseguiu repetir o mesmo desempenho no jogo que valia o maior título de sua carreira. Foi a terceira final de Slam perdida pela tunisiana, que também foi vice no último US Open.

“Foi a derrota mais dolorosa da minha carreira. Dói muito porque você se sente muito perto de alcançar esse objetivo, mas de repente tem que voltar à estaca zero”, disse Jabeur após a derrota por duplo 6/4 para Vondrousova na final deste sábado. “Mas vou tentar me livrar desses pensamentos negativos e continuar sendo positiva”.

“Marketa fez o jogo certo para vencer esta final. Ela colocava todas as bolas em quadra e usou muitos slices. Acredito que foi uma partida completamente diferente das últimas três que tive [contra Petra Kvitova, Elena Rybakina e Aryna Sabalenka]. Então talvez a adaptação ao ritmo dela tenha sido muito difícil para mim. Além da pressão e do estresse da final”, avaliou a número 6 do mundo.

“Acho que ela não cometeu muitos erros e sacou muito bem. Ela jogou uma final perfeita. Além disso, a Marketa devolve todas as bolas. Mesmo que eu fizesse um bom saque, ela estava lá. Isso não ajudou muito meu saque”, completou a tunisiana, que sofreu seis quebras de serviço na final.

A ex-número 2 do mundo reconhece que o aspecto mental fez a diferença na partida. “Quanto mais bons resultados eu faço, mais pressão eu sinto. Não joguei bem hoje, meu saque não me ajudou e o backhand não estava lá. Mas continuarei aprendendo, continuarei sendo positiva. Acho que é isso que vai me fazer seguir em frente e voltar mais forte”. Nas redes sociais, a finalista deixou uma mensagem para os fãs: “Nós vamos conseguir um dia. Eu prometo”.

Ainda em quadra, Jabeur foi consolada pela Princesa Kate, de Gales, que acompanhou a cerimônia de premiação. “Ela foi muito legal. Não sabia se poderia me abraçar ou não, mas eu disse a ela que abraços são sempre bem-vindos. Foi um momento muito legal. Ela me disse mesma coisa depois do ano passado: para ser forte, voltar e ganhar um Grand Slam. Ganhar Wimbledon”.

Mensagem de Clijsters após a partida
A jogadora de 28 anos revelou ter recebido uma mensagem da ex-número 1 do mundo Kim Clijsters logo depois da partida. A belga perdeu as quatro primeiras finais que disputou até finalmente vencer seu primeiro Grand Slam no US Open de 2005.

“Eu amo muito a Kim. Ela é uma grande inspiração para mim. Cresci assistindo aos jogos dela. O fato de ela dedicar um tempo para me aconselhar e estar sempre ao meu lado, acho que não tem preço. Ela estava me dizendo o tempo todo que perdeu quatro, mas sim, isso é positivo. Você não pode forçar as coisas. Não era para ser”, comentou a respeito de Clijsters, que terminou a carreira com quatro títulos de Grand Slam, três deles depois de se tornar mãe.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE