PLACAR

Iga aumenta vantagem na liderança, Osaka dá arrancada

Foto: Jimmie48/WTA

Miami (EUA) – Além de conquistar um inédito tricampeonato consecutivo no WTA de Doha, a polonesa Iga Swiatek conseguiu aumentar sua vantagem na liderança do ranking. Isso porque neste ano o torneio subiu do nível 500 para a categoria 1000, e assim a atual número 1, além de defender os pontos do ano passado, conseguiu somar o dobro com o novo título.

Agora, a polonesa tem 10.300 pontos acumulados, diante dos 8.905 da bielorrussa Aryna Sabalenka, que não joga desde o Australian Open. Inscritas para o WTA de 1000 de Dubai nesta semana, Swiatek defende o vice-campeonato e Sabalenka, as quartas de final.

No top 10, a única mudança foi a saída da grega Maria Sakkari, que deixou a prestigiada faixa após 125 semanas consecutivas, para o retorno da letã Jelena Ostapenko depois de cinco anos e meio fora do grupo das dez melhores. Atual nona colocada, a jogadora de 26 anos tem como melhor marca o quinto lugar obtido em março de 2018. Neste ano, ela disputou 17 jogos e venceu 14, conquistando os títulos de Adelaide e Linz.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

No entanto, o maior destaque da atualização do ranking nesta segunda-feira ficou por conta da japonesa Naomi Osaka, que chegou às quartas de final em Doha e deu um importante salto de 461 posições, saindo do 747º para o 286º lugar.

Outra campeã de Grand Slam que ganhou terreno na WTA foi a britânica Emma Raducanu. Mesmo eliminada na primeira rodada no Qatar, ela conseguiu avançar 12 colocações, pulando do 262º para o 250º posto. Em 2024, a jovem tenista de 21 anos soma três vitórias e quatro derrotas.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE