PLACAR

Heide celebra vaga inédita em Slam: “Vim super preparado”

Gustavo Heide (Foto: Nicolas Gouhier/FFT)

Paris (França) – Classificado para a chave principal de um Grand Slam pela primeira vez na carreira, Gustavo Heide comemorou a vaga em Roland Garros e bom desempenho apresentado nos três jogos do quali nesta semana. O jovem paulista de 22 anos destacou sua evolução ao longo da competição. Ele estreou virando o jogo contra o eslovaco Lukas Klein depois bateu em sets diretos o chinês Yunchaokete Bu e o italiano Matteo Gigante.

“Primeiramente, muito feliz de jogar meu primeiro Grand Slam. Logo no primeiro quali, já conseguir furar”, disse Heide, que está com o melhor ranking da carreira, no 172º lugar. “Eu e meu time viemos super preparados, aspecto físico e mental estão muito bons então entrei no quali sempre acreditando que poderia ir muito bem e chegar no primeiro objetivo que era a chave principal”.

“Fui evoluindo muito bem a cada jogo, no primeiro um pouco mais nervoso, segundo me soltando mais e no terceiro já estava super adaptado pra fazer um grande jogo, sentindo muito bem as condições aqui em Paris”, avalia o paulista, que derrubou Gigante com parciais de 6/3 e 6/2 nesta quinta-feira na capital francesa.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Heide ainda aguarda o fim do quali nesta sexta-feira e também o sorteio para conhecer seu primeiro adversário na chave principal. Ele espera manter o nível de tênis e o foco. “O apoio da minha equipe, a Tennis Route, tem sido bem importante. Eles estão comigo aqui e a expectativa para chave é de permanecer focado e no jeito que eu venho jogando essa última semana pra fazer um grande jogo na primeira rodada e quem sabe também já estrear com vitória”.

Heide se recupera e vai motivado ao saibro europeu

Brasil pode ter seis tenistas em Paris e 4 na chave masculina

Com a vitória de Heide, o Brasil já tem três tenistas nas chaves principais de Roland Garros, já que Beatriz Haddad Maia e Thiago Wild entraram diretamente pelo ranking. Na sexta, outros três representantes nacionais jogam pela última rodada do quali, Thiago Monteiro, Felipe Meligeni e Laura Pigossi.

A última vez que o Brasil teve quatro jogadores na chave masculina de um Grand Slam foi no US Open de 2011 com Thomaz Bellucci, Ricardo Mello, João Souza e Rogério Dutra Silva. Em Roland Garros, isso não acontece desde 2009. Diante da perspectiva de seis representantes nas chaves de simples, entre homens e mulheres, seria o maior número desde 1988, quando sete tenistas brasileiros jogaram em Paris.

10 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
1 mês atrás

melhor tenista do Brasil atualmente… esse aí se levasse a carreira a sério seria top 50 fácil

Fernando S P
Fernando S P
1 mês atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Os resultados dele neste ano são inferiores aos de outros quatro, se o Meligeni confirmar amanhã.

Na Race os melhores brasileiros são Wild (422 pontos), Monteiro 413 (427 se ganhar amanhã), Fonseca 261, Heide 142 e Meligeni 140 (154 furando o quali).

Caso o Wild e Monteiro não ultrapassem o R3, o Heide passaria deles indo às QF em RG.

As duas maiores vitórias do Heide na temporada foram sobre o #95 (Varillas) e o #103 (Barrios Vera). Meligeni ganhou quatro de Top 100 (#62, #76,…). Fonseca que pouco jogou também (#36, #51,…). Wild ganhou 9 (#13, #15,…) e Monteiro 8 (#2, #7, #35,…).

Creio que você cometeu um erro e não conseguiu editar.

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
1 mês atrás
Responder para  Fernando S P

pq ele não leva a carreira a sério…. que parte vc não entendeu ?

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  Fernando S P

Não que eu concorde com o colega mas, a pontuação menor de Heide vem mais de ele jogar substancialmente menos torneios q os demais doq de resultados piores propriamente..

Scott
Scott
1 mês atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

É cada teoria e comentário…

Celio
Celio
1 mês atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Na verdade falta regularidade, consistência no seu jogo, não desistir qdo está perdendo. Isso forja o grande jogador, isso e para poucos.

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás
Responder para  Celio

não entendi … mas salvo engano ele ganhou de virada no R1 do qualy…os fora da curva não viram jogo… metem logo 2 ou 3 a zero em sets. Longe de dizer ainda que Heide seja excepcional, mas é acima da média boa

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Com certeza ele leva a serio , mais que Wild e Meligeni, além de contusões, ele é daqueles que devagar se vai ao longe, tambem não afeito aos holofotes , no que está certo. Vejo ele top 60 com mais consistencia do que Wild e Monteiro, será um Bellucci ( top 21) ou talvez mais. Pode me cobrar daqui 1 ou 2 anos, se não tiver contusões;

Jorge Luiz
Jorge Luiz
1 mês atrás

Grande Heide, orgulho de Ribeirão

Marcos Antonio Vargas Pereira
Marcos Antonio Vargas Pereira
1 mês atrás

Hoje a urubuzada vai ter enxaqueca kkkkkk O Felipe acaba de vencer o Faria e também furou o quali. Agora eu entendi a questão da Tropa de Elite……

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a disputada final de Halle entre Sinner e Hurkacz

Paul domina grama e ergue seu maior troféu em Queen's

PUBLICIDADE