PLACAR

Halep: “Quando recebi a decisão fiquei em choque”

Foto: Tennis Majors

Constanta (Romênia) – Suspensa por 4 anos após ter testado positivo para Roxadustat no US Open do ano passado, a romena Simona Halep segue tentando provar sua inocência e agora vai recorrer à Corte Arbitral do Esporte (CAS/TAS) para que sua pena seja revista. Em entrevista ao Front Office Sports, ela contou como tem encarado a situação e reforçou sua indignação pela forma como foi julgada.

“Fiquei confiante depois da audiência porque havia muitas coisas que não faziam sentido e que não eram justas. Quando recebi a decisão fiquei em choque. Não pude acreditar que fui suspensa por quatro anos depois que mostramos a contaminação e que meu sangue estava completamente normal. Eles não encontraram nada de errado com meu sangue”, afirmou a ex-número 1 do mundo.

“É uma loucura que tenham tomado essa decisão com tudo o que minha equipe jurídica apresentou. Eles me julgaram por cenários, não há provas. Mentalmente, foi um desastre para mim porque não esperava algo assim. Sempre tive cuidado com o que coloco no meu corpo e nunca tomei algo sem verificar”, acrescentou a romena, que não compete justamente desde o US Open do ano passado.

No início deste ano, a equipa jurídica de Halep identificou com sucesso a origem do resultado positivo, uma vez que a substância (Roxadustat) foi descoberta num suplemento nutricional que ela começou a tomar por recomendação do seu fisioterapeuta na Academia Mouratoglou antes de testar positivo. Um voluntário consumiu esses suplementos e deu positivo no teste de urina.

“Foi muito bom descobrir de onde veio o Roxadustat, porque é muito difícil quando não se sabe o que está acontecendo”, observou Halep, que agora irá recorrer da decisão tomada pela Agência Internacional de Integridade do Tênis (ITIA).

Halep também comentou as críticas duras que sofreu de alguns tenistas, entre eles o de Serena Williams, que deixou a entender que foi por isso que perdeu para ela a final de Wimbledon em 2019 e deixou de vencer o torneio pela oitava vez. “Acho que todos têm o direito de me julgar porque o tribunal decidiu que a culpa é minha aqui. Alguém me disse que aqueles que estão fazendo comentários odiosos comigo é porque eu os venci”, cutucou a romena.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE