PLACAR

Gauff tenta o bicampeonato em Auckland e enfrenta Svitolina na final

Foto: ASB Classic

Auckland (Nova Zelândia) – Principal cabeça de chave do WTA 250 de Auckland e atual campeã do torneio, Coco Gauff está de volta à final na Nova Zelândia. A número 3 do mundo venceu neste sábado um duelo norte-americano contra Emma Navarro, 31ª do ranking, por 6/3 e 6/1 em 1h02 de partida.

Gauff ainda não perdeu sets no torneio preparatório para o Australian Open, tendo passado pela também norte-americana Claire Liu, pela tcheca de 16 anos Brenda Fruhvirtova e pela francesa Varvara Gracheva nas fases iniciais. A jogadora de 19 anos e campeã do último US Open tem seis títulos de WTA e disputará a oitava final da carreira.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Para vencer a semifinal deste sábado de forma tão dominante, Gauff contou com ótimo desempenho no saque. Ela disparou 10 aces e não sofreu quebras de serviço, enfrentando apenas dois break-points em toda a partida. Enquanto o primeiro set teve apenas uma quebra, conquistada ainda no começo do jogo, a segunda parcial foi amplamente dominada pela atual campeã.

A adversária de Gauff na final deste domingo à 1h da manhã (de Brasília) será a ucraniana Elina Svitolina, segunda cabeça de chave do torneio e 25ª do mundo, que venceu e a chinesa Xiyu Wang, canhota de 22 anos e 71ª colocada, por 2/6, 6/4 e 6/3. A norte-americana perdeu o único duelo anterior para Svitolina, no Australian Open de 2021. Com ótimo desempenho em finais, a ucraniana de 29 anos tem 17 títulos e apenas três vice-campeonatos.

Depois de ter sofrido três quebra no primeiro set, Svitolina melhorou bastante o desempenho no saque durante a parcial seguinte. Ela só enfrentou um break-point e cedeu apenas sete pontos nos games de serviço, além de ter aproveitado sua única chance de quebra já na reta final. A ucraniana continuou sacando muito bem no último set, com direito a quatro aces. Com duas novas quebras, abriu 5/1 no placar. E mesmo permitindo que a rival diminuísse a diferença, conseguiu manter sua vantagem confortável até o fim.

 

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE