PLACAR

Fonseca recebe convite em Piracicaba, challenger terá dois top 100

Foto: Mike Lawrence/USTA

Piracicaba (SP) – Atual campeão juvenil do US Open, João Fonseca recebeu o primeiro convite da organização do ATP Challenger de Piracicaba. O torneio acontece de 28 de janeiro a 4 de fevereiro no Clube Cristóvão Colombo e distribui US$ 82 mil e 75 pontos no ranking da ATP.

O carioca de 17 anos ocupa o 727º lugar do ranking profissional. Nesta semana, jogando um challenger em Buenos Aires, já alcançou as quartas de final, igualando os melhores resultados da carreira em torneios deste porte. O atual número 1 do ranking juvenil também no ATP Finals em Turim no final para treinar com os melhores jogadores da atualidade. Para Fonseca, é uma excelente chance de jogar no país.

“Estou muito feliz com esse convite e pela oportunidade de jogar um challenger no Brasil, logo no início dessa minha primeira temporada como profissional”, disse Fonseca, que também jogará mais dois challengers na América do Sul neste começo de ano, um segundo torneio em Buenos Aires e outro em Punta del Este, no Uruguai.

Para Danilo Marcelino, diretor do torneio, o convite ao carioca reforça o compromisso de apostar em jogadores jovens. “É importante para nós, como promotores de torneios e ex-profissionais, dar uma oportunidade para os talentos da nova geração do Brasil, e o Fonseca já demonstrou que com boas chances, pode se tornar um excelente tenista. Jovem e buscando experiência, tem todo o nosso apoio”.

Dois top 100 na chave principal
A lista divulgada pela ATP, tem como principais favoritos dois top 100 do ranking: o argentino Federico Coria, 85º e o colombiano Daniel Galan, 89º. Mas outros nove tenistas já estiveram entre os 100 do mundo, incluindo o italiano Marco Cecchinato, o argentino Facundo Bagnis e o boliviano Hugo Dellien. Campeão de 2023, o argentino Andrea Collarini também vai defender o título.

No quali, sete brasileiros lutam por vagas na chave principal: João Lucas Reis, Pedro Sakamoto, Matheus Pucinelli, Gilbert Klier, Orlando Luz, Eduardo Ribeiro e Mateus Alves. Os ingressos serão gratuitos, mas com retirada antecipada via AppTicket. Em breve mais informações sobre o resgate.

Chave Principal

Federicio Coria (ARG)
Daniel Galan (COL)
Hugo Dellien (BOL)
Mariano Navone (ARG)
Luciano Darderi (ITA)
Camilo Carabelli (ARG)
Ivan Gakhov
Roman Burruchaga (ARG)
Santiago Taverna (ARG)
Alessandro Giannessi (ITA)
Marco Cecchinato (ITA)
Nicolas Kicker (ARG)
Andrea Collarini (ARG)
Jozef Kovalik (ESL)
Edoardo Lavagno (ITA)
Facundo Bagnis (ARG)
Juan Pablo Ficovich (ARG)
Guido Andreozzi (ARG)
Renzo Olivo (ARG)
Nikolas Izquierdo (ESP)
Liam Draxl (CAN)

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Ivan
Ivan
4 meses atrás

Caramba, 11 argentinos na chave principal e nenhum brasileiro?

Marcelo Ikeda
Marcelo Ikeda
4 meses atrás

CHL75 no Brasil e NENHUM na chave principal, a não ser WC e quali…. dureza hein

Leandro Oliveira de Menezes
Leandro Oliveira de Menezes
4 meses atrás

Por onde anda o Heide? tá lesionado

José Nilton Dalcim
Admin
4 meses atrás

Não, ele atrasou um pouco o início de temporada já que jogou até bem tarde em 2023.

Rogério Jeaua
Rogério Jeaua
4 meses atrás

Em relação a não termos brasileiros na chave principal , acredito que Monteiro, Meligeni e Heide estariam nesse torneio se não estivessem representando o Brasil na Copa Davis exatamente na mesma data.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE