PLACAR

Fernandez consegue revanche e elimina Bia em batalha de 3h

Foto: Jimmie48/WTA

Montréal (Canadá) – Um ano depois de duelaram pela segunda rodada em Toronto, Beatriz Haddad Maia e Leylah Fernandez voltaram a se enfrentar pela mesma fase do WTA 1000 do Canadá, atuando desta vez em Montréal. Mas depois da vitória na temporada passada, Fernandez conseguiu a revanche em casa e avançou às oitavas de final com vitória por 7/5, 5/7 e 6/3 após 2h55 de intensa disputa.

Finalista na edição passada do torneio, Bia tinha 585 pontos a defender e fez apenas 60 por ter vencido a polonesa Magdalena Frech na rodada de estreia. Por isso, a paulista de 27 anos e atual número 12 do mundo vai perder algumas posições. Provisoriamente, ela cai para o 19º lugar. Na semana que vem, ela joga em Cincinnati, onde caiu na estreia em 2022.

Este foi o primeiro torneio que Bia disputou desde Wimbledon, quando ela sofreu uma contratura na região lombar durante a partida contra Elena Rybakina nas oitavas de final. Recuperada de lesão, a número 1 do Brasil vive sua melhor temporada no circuito, depois de também ter alcançado a semifinal de Roland Garros e o top 10 do ranking mundial em junho.

Algoz da brasileira nesta quarta-feira, Leylah Fernandez foi finalista do US Open em 2021 e chegou ao 13º lugar do ranking. A ainda jovem canadense de 20 anos sofreu uma lesão no pé na temporada passada e acabou caindo no ranking. Atualmente, ocupa a 81ª posição e precisou de convite para jogar em Montréal. Sua próxima rival pode ser a ex-top 10 norte-americana Danielle Collins ou a grega Maria Sakkari, cabeça 8 torneio.

Bia teve um bom início de partida e conseguiu uma quebra logo de cara, mas Fernandez logo buscou empate, contando com uma dupla falta da brasileira no break-point. Foi um início de um período de domínio da canadense, que chegou a vencer quatro games seguidos até fazer 4/2.

E a tenista da casa ficou a um ponto de ampliar a liderança para 5/2, mas Bia chegou muito bem em uma bola curta e sobreviveu no game. Pouco depois, ela devolveu a quebra e restabeleceu o equilíbrio da partida, que seguiu até o final do set. Mas quando a canadense liderava por 6/5, Bia cometeu dois erros e uma dupla falta no game que definiu o set. Fernandez fez mais winners no set, 11 a 6, muitos deles buscando as paralelas, e cometeu 19 erros contra 15 de Bia.

Logo na abertura do segundo set, Fernandez escapou de um break-point e ganhou confiança para conseguir a quebra e liderar por 3/1. Bia buscou o empate de imediato, mas depois não conseguia ter novas chances de ameaçar o serviço da canadense. Com 5/4 no placar, Fernandez arriscou mais nas devoluções e assumiu o controle nos ralis de fundo para chegar ao match-point, mas Bia conseguiu se salvar em um ponto muito longo. A brasileira ganhou confiança ao confirmar o game de saque e logo depois quebrar o saque da canadense, chegando a fazer sete potnos seguidos. Bia fechou o set com o estádio em silêncio. Fernandez fez 11 a 5 nos winners, mas cometeu 20 erros contra 15.

Com o terceiro set sendo disputado já durante a noite e com condições de quadra um pouco mais lentas, os ralis longos foram ainda mais frequentes. Ainda assim, as sacadoras vinham mantendo seus games sem correr tantos riscos. Fernandez não enfrentou break-points e conseguiu a única quebra já no penúltimo game da partida para fazer 5/3. Sacando para o jogo e com muito apoio da torcida, a candense definiu a partida em três sets.

Fernandez fez 31 winners na partida, 21 deles com o forehand, contra 13 bolas vencedoras de Bia. Mais agressiva em quadra, a canadense também cometeu mais erros não-forçados, foram 50 no total, contra 37 da brasileira. A partida teve nove quebras de serviço, 5 a 4 a favor da tenista da casa, que criou sete break-points.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE