PLACAR

Em casa, Struff vence 1º ATP aos 33 anos e se emociona

Jan-Lennard Struff (Foto: BMW Open)

Munique (Alemanha) – A longa espera de Jan-Lennard Struff por um título na elite do circuito chegou ao fim neste domingo, com uma conquista em casa. O experiente alemão de 33 anos e 28º do ranking venceu o ATP 250 de Munique, em quadras de saibro, superando na final o norte-americano Taylor Fritz, número 15 do mundo, por 7/5 e 6/3 em 1h19 de partida.

Struff já havia disputado outras três finais de ATP, com destaque para o Masters 1000 de Madri no ano passado. Jogando em seu país, o alemão também foi vice em Munique em 2021 e na grama de Stuttgart na última temporada. Ele chegou a sair do top 100 em 2022 por lesão no pé e também ficou três meses sem jogar no ano passado por problemas no quadril.

“É uma sensação incrível, ainda mais por ter sido em casa, na Alemanha. Foi uma longa espera, estou com 33 anos e há uma muito tempo no circuito”, disse Struff, bastante emocionado em quadra. Ele também está na final de duplas em Munique, ao lado de Andreas Mies. Os alemães enfrentam ainda neste domingo o indiano Yuki Bhambri e o francês Albano Olivetti.

Com um bom histórico de vitórias contra tenistas bem ranqueados, incluindo 12 triunfos contra top 10 na carreira, Struff eliminou dois dos principais cabeças de chave em dias seguidos. Na semifinal do último sábado, ele precisou de apenas 45 minutos para vencer o dinamarquês Holger Rune, 12º do ranking e bicampeão do torneio. O título em Munique também faz com que o alemão recupere quatro posições e chegue ao 24º lugar, três abaixo da melhor marca da carreira.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Vice-campeão em Munique, Taylor Fritz segue com sete títulos no circuito em agora 13 finais disputadas. O norte-americano de 26 anos e ex-número 5 do mundo jogou sua primeira final no saibro. Ele ultrapassa o compatriota Ben Shelton na próxima atualização do ranking e volta a ser o principal jogador de seu país.

Struff salvou três set-points na primeira parcial

Depois de duas quebras nos primeiros games da final, Struff não conseguiu aproveitar um 0-40 que teve no saque de Fritz, quando o placar estava empatado por 3/3. Pouco depois, quando já perdia por 5/4, salvou três set-points, com dois bons saques no meio da quadra e um winner de forehand, e ganhou confiança. Nos dois últimos games do set, fez oito pontos seguidos e venceu a parcial.

Em vantagem no placar e com muito apoio da torcida, o alemão conseguiu mais uma quebra no início do segundo set e saiu vencendo por 2/0. Com isso, já havia feito cinco games seguidos. Ele vinha confirmando seus games de serviço com absoluta tranquilidade, sem dar chances à Fritz de buscar o empate. Com mais uma quebra, ampliou a vantagem para 5/2. Na hora de sacar para o jogo, Struff perdeu um game de zero, mas isso apenas adiou a comemoração por alguns minutos, já que ele voltou a quebrar no game seguinte para enfim conquistar o primeiro troféu de ATP em sua longa carreira.

9 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
28 dias atrás

Parabéns struff

Matheus Vasconcelos
Matheus Vasconcelos
28 dias atrás

merecido. Esse gosta de fechar a mao descer o sabugo.

Guilherme Ribeiro
Guilherme Ribeiro
28 dias atrás

Título merecido. Uma boa carreira, seria uma injustiça acabar a carreira sem um título de ATP. Um dos poucos caras que foram TOP30 e não tinha título. Agora de cabeça lembro do Julien Benneteau, que foi 25 do mundo, fez 10 finais, e não consquistou um título de ATP

Refaelov
Refaelov
28 dias atrás

Muito legal ver um veterano chegar ao 1° caneco aos 33 anos, provando que trabalhando diligentemente dá pra continuar evoluindo no circuito mesmo após o auge físico.

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
28 dias atrás

parabéns, Struff… deixou de ser virjão, ao contrário de um certo cabritinho que nunca conquistou um finals

Adalberto
Adalberto
28 dias atrás

Ainda bem que é na Alemanha, se fosse um brazuca ia ser massacrado!
Mesmo sendo campeão… os hater sempre foca no negativo e iriam criticar por ser campeão tão velho…

Bernardo Oliveira
Bernardo Oliveira
28 dias atrás

Devia ser proibido competição de tênis de alto nível nesse frio dos infernos. Rolou até neve em Munique essa semana. Outdoor na Europa só é viável da segunda quinzena de maio até setembro, o resto do ano é essa desgraça. Enquanto isso, na América do Sul o vazio é cada vez maior.

Sociedade da Neve
Sociedade da Neve
28 dias atrás

Acho legal esses caras que já numa fase final de carreira conseguem o primeiro título.
Quem sabe ele possa virar um Mandarino da vida, q com 35 meteu 3 títulos na temporada

Luiz Carlos
Luiz Carlos
27 dias atrás

Legal demais esse título do Struff, vai poder falar prós netos que foi campeão de um ATP. Trabalho duro sendo recompensado.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE