PLACAR

“É um momento estranho”, diz Roddick sobre fase de Djokovic

Foto: Rolex Monte-Carlo Masters

Nova York (EUA) – A temporada do sérvio Novak Djokovic começou bem longe do que nos anos anteriores, com o número 1 do mundo chegando para a disputa de Roland Garros sem ainda conquistar um título. Embora reconheça sua capacidade de superação, o norte-americano Andy Roddick se mostrou preocupado com o momento de ‘Nole’ no circuito.

“Ele ainda pode achar o caminho de volta. O bom dos Slams é que você não enfrenta os melhores nas primeiras rodadas, tem tempo e pode vencer mesmo jogando algumas partidas ruins. Então talvez ele passe a primeira semana e se transforme em Novak novamente. Mas estou mais preocupado com seu tênis do que estive em 15 anos”, falou o ex-número 1 no podcast Served with Roddick.

“Não me surpreenderia se ele jogasse bem em Roland Garros, mas por quanto tempo podemos dizer ‘ele vai dar a volta por cima, está bem, ele é Novak’? Eu tenho dito isso o ano inteiro”, acrescentou o norte-americano, que ainda aposta na volta por cima do sérvio, mas sabe que em algum momento até mesmo os grandes nomes acabam ficando pelo caminho.

Roddick lembra que o atual líder do ranking tem priorizado os principais eventos, como Grand Slam e os Jogos Olímpicos, onde tentará buscar uma inédita medalha de ouro. Mesmo assim, ele analisa o começo de temporada de Djokovic um pouco com o pé atrás. “É um momento estranho”, disse o norte-americano.

Derrotas incomuns para Djokovic

“Não sou de me deixar levar por um determinado resultado, mas em uma amostra de cinco meses ele foi derrotado com propriedade por Jannik Sinner (no Australian Open), perdeu para Demon (Alex de Minaur) por duplo 6/4 na United Cup, um resultado contundente, perdeu para (Luca) Nardi em Indian Wells, o que é estranho para quem fez toda uma preparação de 10 dias só para isso”, comentou Roddick.

“Em Monte Carlo ele chega às semifinais, o que para o resto de nós é um enorme resultado, o melhor que já tive em um Masters 1000 no saibro, mas ele perde para (Casper) Ruud, para quem nunca havia perdido um set antes. Depois ele vai para Roma e há uma ‘garrafada’ e só ele pode nos dizer como se sente em relação a isso. Então vai e perde para (Alejandro) Tabilo”, acrescentou o norte-americano.

O ex-líder pontua que podem ser apenas coincidências e que Novak pode se recuperar, mas também precisa de uma cadência de tênis consistente. “Não sei se você pode tirar pequenas folgas e na volta fazer com que tudo dê certo sempre, não importa o quão bom você seja”, finalizou Roddick.

Subscribe
Notificar
guest
42 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo Mala
Paulo Mala
3 dias atrás

Não é estranho. É plenamente natural um tenista de idade avançada não ter o mesmo desempenho e regularidade do que no seu auge físico.
O que não foi natural foi a longevidade do big3.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
3 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

É muito estranho sim.
Nenhum declínio físico acontece na virada do ano ou após o dia do seu aniversário, como, passar para o status de idoso, no dia que faz 60 anos, por exemplo.
Djokovic ganhou quase tudo ano passado, de garotos 14 anos mais jovens.
E bastou entrar o novo ano já não tem mais desempenho físico?
Nem amadores têm análise tão amadora assim.

Diego Lima
Diego Lima
3 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Camarada são 36 anos logo ele vai fazer 37 o declínio realmente não acontece em uma virada de dia, mas no período de um ano um atleta pode decair e não voltar mais, principalmente levando em a idade e o vigor da juventude que diminui e não volta mais. O tempo é o senhor de tudo e a idade chega pra todos. Daqui pra frente é ladeira a baixo pro Djokovic.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
3 dias atrás
Responder para  Diego Lima

Achas mesmo que todos os resultados negativos do ano foram por causa da idade?
Sinto muito, mas achas errado.

Rafaela Nadalina
Rafaela Nadalina
3 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Pelo jeito você não joga tênis, pois não sabe diferenciar a queda que vai ocorrendo com o advento da idade.
Não estamos falando de bonecos de videogame, e sim pessoas como eu ou você…
Não dá pra brigar contra o tempo. As capacidades fisicas vão piorando… uma coisa é se recuperar de um jogo aos 25 anos, outra diferente é aos 35.
Pq vc acha que não tem tantos tenistas com longevidade grande se na teoria eles estariam melhores e mais inteligentes?
Alguns bons tenistas de anos atrás como o Thiem e o El Peque vão se aposentar com 31 anos, pq não conseguem resgatar um bom nível.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
2 dias atrás
Responder para  Rafaela Nadalina

Primeiro, parabéns pelo lindo nome. Muito original.
Segundo, me parece que ficou bem demonstrado desde o início desse assunto, que não sou eu que não jogo tênis, ademais, nem preciso, para saber que todo mundo envelhece, jogando ou não. O ponto é: nenhum tenista DESPENCA fisicamente como você e seu colega querem fazer parecer. Djokovic fechou mais um ano – 2023 – de forma excepcional, como nenhum outro na história havia feito nessa idade, mas em 2024, vimos como está seu desempenho. Só mesmo quem quer acha que isso é declínio físico, sendo jogador de tênis ou não.
Nesse ritmo que ele está, ganhando um jogo ou dois por torneio, irá até os 60 tranquilamente.

Rafaela Nadalina
Rafaela Nadalina
2 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Vocês Enzos fanáticos por tenistas tem uma imaginação anormal, tenho de admitir.
60 anos!!! Heheh

Regis Valefuogo
Regis Valefuogo
1 dia atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Acredito que não seja só o fato da idade, obviamente as coisas não são tão simples quanto há 10 anos atrás.
Mas vejo que nessa temporada ele não veio com a mesma gana da anterior, ele não veio com a fome de vou ganhar um slam a mais, vou conquistar mais isso ou aquilo. Vimos ele mais em eventos sociais do que nos treinos. O foco aparentemente mudou. E com a idade óbvio que o foco é seu principal combustível.

Ana
Ana
3 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Verdade.

Antônio Vizentin
Antônio Vizentin
3 dias atrás

Se sair do top 10, creio q 2025 é hora de aposentar

Leonardo
Leonardo
3 dias atrás

Djokovic é Djokovic. Quem não se lembra 2017, que ele teve uma lesão no cotovelo e ficou a segunda metade da temporada fora. Voltou em 2018 sofrivel, perdia nas rodadas iniciais para tenistas de pouca expressão. Chegou em WB meio desacreditado, ganhou aquela semifinal incrivel do Nadal em 10-8 no quinto set, foi campeão e voltou com tudo, ganhando na sequencia USO e AO. Bom, capacidade para dar a volta por cima ele tem, e não está lesionado. O que temos que considerar é se ele, estando basicamente 1 semana de completar 37 anos, tem motivação para voltar para o nivel que conhecemos? Já ganhou tudo, já é o GOAT. Jogo e fisico ainda tem, mas parece que deu uma relaxada que pode ser somente temporaria ou pode ser um sinonimo que está pronto para pendurar a raquete. Só ele pode responder isso.

Joselito
Joselito
3 dias atrás
Responder para  Leonardo

Deu uma relaxada legal. Está querendo levar só com o nome e isso ele não vai conseguir.
Esse negócio de ficar jogando com pausas de 30 dias não está prestando.
É o GOAT e não tem nada que mostrar para ninguém por tudo que já fez, mas se for continuar assim, é melhor parar enquanto está no topo ou mandar a real para seus fãs.

Diego Lima
Diego Lima
3 dias atrás
Responder para  Leonardo

Brother a idade chega pra todos, ele tem 36 anos, e sim ele pode decair de um ano para o outro, ano que vem ele faz 37 e a parte física vai decair cada vez mais, de agora pra frente a tendência cair e cair. O tempo é fatal para todos

Paulo Almeida
Paulo Almeida
3 dias atrás
Responder para  Diego Lima

Não, ele faz 37 na próxima quarta, dia 22.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
3 dias atrás
Responder para  Diego Lima

Brother, idade nunca derrubou um tenista por knock-out.

Vera
Vera
2 dias atrás
Responder para  Leonardo

Penso também assim Leonardo. Djokovic tem físico ainda mas acredito que lhe falta mesmo é motivação pois já ganhou tudo com exceção da olimpíada. Vamos ver nessa próxima.

Guilherme Augusto
Guilherme Augusto
3 dias atrás

Quem é Roddick pra falar alguma coisa do GOAT dos esportes? Meu Deus…….

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
3 dias atrás
Responder para  Guilherme Augusto

Roddick é ex-tenista, ex-#1 do mundo, um dos raros a ter mais vitórias que derrotas para o sérvio, mesmo que já tenha se aposentado há muito tempo. Conhece de treinamentos, mentalidade, saúde do atleta, logística do circuito, teve um dos saques mais rápidos da história, conhece bem todos os jogadores, queres mais?
Ou de cá do sofá é possível ter visão melhor?

Alessandro Siqueira
Alessandro Siqueira
3 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Roddick é 5 anos mais velho que Djokovic e estava no auge físico quando o sérvio estava entrando no circuito. Ainda assim, a diferença é 5 a 4. Se o americano tivesse longevidade parecida com o Big3, a conta teria virado e ele próprio diz isso.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
3 dias atrás
Responder para  Alessandro Siqueira

Ele disse que o segredo para ter terminado com h2h positivo contra o Djoko foi ter se aposentado, rsrs. Lembrando que ele só enfrentou o Djokovic monstruoso a partir de 2011 apenas uma vez e levou uma surra nas Olimpíadas de Londres, 6-2 6-1.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
3 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

Pois é…
A questão foi que alguém mencionou que o Roddick não é nada para ter opinião sobre Djokovic.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
3 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

O rapaz não deve saber que o próprio Roddick disse que negar que Djoko é o GOAT é como negar a lei da gravidade e que primeiro ele leva suas pernas e depois sua alma. Dê um desconto para o novato torcedor.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
3 dias atrás
Responder para  Alessandro Siqueira

Sim, a questão foi quem alguém mencionou que o Roddick não é nada para ter opinião sobre Djokovic.

Guilherme Augusto
Guilherme Augusto
2 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Nao tem mesmo, o cara é monoslam e quer falar alguma coisa kkkkkkkkkkkkk acordem

Ricardo
Ricardo
3 dias atrás

Nada de anormal, Djokovic já ganhou praticamente tudo na carreira, só não vou falar tudo porque não tem o ouro olímpico. é bilionário, detentor de inúmeros recordes, consolidado como o melhor tenista de todos os tempos. fica difícil encontrar inspiração para continuar jogando, muitos já teriam parado há muito tempo. Fora que ele já deixou claro várias vezes que quer passar mais tempo com a família, joga poucos torneios, natural que fique sem ritmo de jogo.

evandro marcelo siqueira crispim
evandro marcelo siqueira crispim
3 dias atrás
Responder para  Ricardo

O Djokovice já era. tem que se aposentar também, já deu o que tinha que dar

Osvaldo
Osvaldo
3 dias atrás

o que explica essa brutal queda de desempenho do sérvio desde o episódio do anti-doping na copa Davis ?

Joselito
Joselito
3 dias atrás
Responder para  Osvaldo

O que mudaria? Se ele fez testes anti-doping a vida inteira, por que seria agora que pegariam algo ilícito?

Paulo Almeida
Paulo Almeida
3 dias atrás
Responder para  Joselito

Os haters não têm no que se apoiar. O absurdo foi o antidoping ter sido exigido antes da partida (nunca foi assim) e por isso ele ficou bravo com razão, pois claramente atrapalha o aquecimento e o desempenho na partida.

Rafaela Nadalina
Rafaela Nadalina
3 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

Um bom antidoping é surpresa. E parece que surpreendeu mesmo… rs

Casagrande
Casagrande
3 dias atrás
Responder para  Joselito

Aquele seria o primero teste da vida dele ANTES da partida.

Neri Severo Malheiros
Neri Severo Malheiros
3 dias atrás
Responder para  Osvaldo

Explique você, claramente, com todas as letras. Ou melhor: entre num dos canais do sérvio para acusá-lo diretamente, sem disfarces ou subterfúgios. Incrível como alguns indivíduos sem noção usam covardemente o quase anonimato da internet para desferir acusações levianas. Tinha razão Humberto Eco ao dizer que a rede deu voz a uma legião de idiotas.

Luis Ricardo
Luis Ricardo
3 dias atrás
Responder para  Neri Severo Malheiros

exatamente isso Neri…… lembra do caso da Sharapova ?…pois é , teve um superinformado aqui que disse que ele ( o Djoko ) tbm fazia uso do farmaco que a Maria usava , Meldonium ou algo assim mas que tinha parado “justo” antes. Questionei ele e o desafiei-o a mostrar, textos , delações alguma prova , e….logicamente sumiu. , nunca respondeu….

Paulo Almeida
Paulo Almeida
3 dias atrás
Responder para  Neri Severo Malheiros

Aí sim seria capaz do GOAT se dignar a mover um processo milionário e deixar o cidadão só com a roupa do corpo. Ou talvez apenas sinta pena e ignore.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
3 dias atrás
Responder para  Osvaldo

Depois do antidoping contra o Norrie, ele jogou contra o Sinner e teve 3 match points no terceiro set. Também chegou na semifinal do Australian Open e só perdeu para o campeão.

Casagrande
Casagrande
3 dias atrás
Responder para  Osvaldo

Faz sentido!

Diego Lima
Diego Lima
3 dias atrás
Responder para  Osvaldo

A idade chega pra todos, o vigor físico é algo que se perde e não recupera logo logo ele faz 37 anos não tem nada de anormal nisso

Edson
Edson
3 dias atrás

Djocko vai fazer falta, sem jogar da mais mídia que o restante do circuito, q estão em plenos finais de torneios , só olhar a quantidade de comentários …..

Souza Oliveira
Souza Oliveira
3 dias atrás

Continua tudo normal no tênis…. Nunca será e tá tudo ok ….
Avanteee sérvio Paz

Éverton Teixeira Muniz
Éverton Teixeira Muniz
3 dias atrás

Acredito que é um somatório. A idade está chegando, gradualmente ele está perdendo força e velocidade mas acho q a questão é mais profunda. Ele está repensando suas prioridades e o tênis já não é mais o foco. As crianças se desenvolvendo e mesmo o fato de Nadal também estar dando sinal do fim de carreira estão levando o Novak a perder o interesse em prolongar sua carreira.
O discurso do fim de carreira estar longe está mudando não por falta de tênis mas sim de vontade em continuar. Estes jogadores que o venceram em um dia de fúria do Novak seria 6/2,6/3.
Por fim, lamento porque passei a acompanhar o tênis por causa dele.

Robson
Robson
3 dias atrás

Novak Djokovic DESfocou.
Essa é a única verdade.
Venceu o finals 6 meses atrás e simplesmente parou, não quis mais pagar o preço relação a foco preparatório intenso dia a dia como era de costume na carreira.
Essa falta de foco deve ter sido a gota d’água para o rompimento entre ele e Goran e entre ele e o preparador físico.
Em um esporte de tão alto rendimento,a falta de foco é fracasso certo.

Vera
Vera
2 dias atrás
Responder para  Robson

Exatamente. Para se vencer seja em qualquer esporte é necessária muita dedicação, foco, no tênis então, nem se fala. Para mim Djokovic está mesmo é sem motivação e aí, ganhar se torna muito dificil. Djokovic pode perder o que for, nada tirará seus méritos. Também comecei a me interessar pelo tênis por causa de Nole. E sei que a aposentadoria já está batendo na porta. E detalhe, chegar prestes a aposentar como número um. Só mesmp Djokovic.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE