PLACAR

Draper vira contra Berrettini e fatura seu primeiro título

Foto: Boss Open

Stuttgart (Alemanha) – Considerado uma das grandes promessas do tênis britânico, o jovem Jack Draper enfim conquistou o seu primeiro título na elite do circuito mundial. Depois de bater na trave duas vezes, o tenista de 22 anos faturou neste domingo o ATP 250 de Stuttgart, superando na decisão o italiano Matteo Berrettini com uma virada por 3/6, 7/6 (7-5) e 6/4 após 2h04 de confronto.

Dono de 12 troféus como profissional, sendo cinco de challenger e 12 em nível ITF, Draper comemora uma conquista inédita de ATP depois de ficar com o vice-campeonato em outros dois eventos de nível 250, em Sofia no ano passado e Adelaide na atual temporada. De quebra, a campanha na grama alemã lhe renderá o melhor ranking da carreira. Atual 40º colocado na lista masculina de simples, ele assumirá nesta segunda-feira o 31º posto, quatro acima do seu antigo recorde pessoal, ficando a apenas nove pontos de distância do top 30.

Já do lado perdedor, Matteo Berrettini perde a chance de conquistar o tricampeonato em Stuttgart e se tornar o segundo jogador com mais de dois títulos na história do torneio. Ainda nos tempos em que o evento era disputado no saibro, Rafael Nadal também levantou o troféu em três edições, em 2005, 2007 e 2015. Com isso, o italiano de 28 segue com oito títulos na carreira, sendo que metade deles foi conquistada na grama.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Atualmente figurando na modesta 95ª colocação do ranking, Berrettini dará um salto de 30 posições e aos poucos tenta se reaproximar do top 50, faixa que não ocupa desde agosto do ano passado. Vale lembrar que ele teve como melhor marca o sexto lugar em janeiro de 2022. Em Stuttgart, Matteo entrou com ranking protegido.

Draper fica perto da derrota, mas reage

Mais experiente e conhecido por ser um grande jogador de grama, Berrettini começou melhor e parecia construir sua com tranquilidade, usufruindo de um saque bastante afiado, o que é altamente propício para o jogo neste piso. Do outro lado, no entanto, Draper não ficava para trás e fazia bom uso dessa mesma arma. O italiano terminou o jogo com 14 aces e 83% dos pontos com o primeiro serviço, enquanto o britânico disparou 12 aces e venceu 87% dos pontos com o primeiro saque em quadra.

No primeiro set, ambos os sacadores dominaram os pontos e Berrettini concretizou a única chance de quebra em toda a parcial, no quarto game, para sair na frente. Já no segundo set, os dois tenistas enfrentaram dois break-points cada, sendo que Draper desperdiçou chances de fechar a parcial no saque do adversário no décimo game. Com isso, a decisão foi para o tiebreak e o italiano chegou a ficar a dois pontos da vitória, tendo saque a seu favor no 5-5. O britânico então conseguiu o minibreak salvador e empatou a partida na sequência.

O jogo seguiu bastante equilibrado na parcial decisiva, com raras oportunidades para os dois lados. Depois de perder um precioso break no sexto game, Berrettini enfim teve seu serviço quebrado no sétimo, algo que foi crucial para o resultado da partida. Firme no saque, Draper manteve a vantagem até o final e enfim faturou seu primeiro título com um ace.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás

Dalcim. O Jack draper fez incríveis 31aces contra Tiafoe.sera que pode aprontar em Wimbledon?

José Nilton Dalcim
Admin
1 mês atrás
Responder para  João Sawao ando

Claro que pode.

Lauro
Lauro
1 mês atrás

Slam é outro saque.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE