PLACAR

Djokovic: “Tive sorte de sacar bem nos pontos importantes”

Foto: Gonet Geneva Open

Genebra (Suíça) – Depois de vencer seu segundo jogo no ATP 250 de Genebra, Novak Djokovic destacou o bom desempenho no saque em momentos importantes contra o holandês Tallon Griekspoor nesta quinta-feira. O sérvio chegou a salvar três set-points na primeira parcial, mas depois passou a controlar a partida e definiu a disputa por 7/5 e 6/1 para chegar à semi no torneio suíço em quadras de saibro.

“Grande vitória. O primeiro set poderia facilmente ir para o lado dele, que foi o melhor jogador na maior parte do tempo”, disse Djokovic em sua entrevista na quadra. “Ele teve três set-points. Eu estava enfrentando 0-40 no 5/4. Então o rumo do jogo poderia ser completamente diferente se ele convertesse esses set-points”.

“Tive a sorte de encontrar alguns saques muito bons. E a partir daquele momento, fiz uma partida sólida. Ele me ajudou um pouco com os erros e fiz um segundo set foi muito bom. Então, quero agradecer a todos novamente pelo apoio e presença hoje, mesmo em um dia tão frio”, acrescentou o número 1 do mundo, que competou 37 anos na última quarta-feira.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Djokovic volta a atuar nesta sexta-feira às 9h30 (de Brasília) e enfrenta o tcheco de 23 anos Tomas Machac, 44º do ranking. Vencedor de 98 títulos no circuito, o sérvio vai em busca de sua 139ª final de ATP na carreira. Ele venceu o único duelo anterior contra Machac, disputado no ano passado em Dubai. A outra semifinal será às 11h entre o norueguês Casper Ruud, número 7 do mundo e bicampeão do torneio, e o italiano Flavio Cobolli, 56º do ranking.

7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Marcelo
Marcelo
24 dias atrás

Depois falam que não tem entressafra… Comemorando vitória contra Griekspoor em um torneio com Machac, Cobolli e um Casper Ruud na final. Hahahahahhahaahahaha

Paulo Almeida
Paulo Almeida
24 dias atrás
Responder para  Marcelo

Djoko, Sinner, Alcaraz, Zverev e Medvedev formam o top 5. Todos jogadores multicampeões.

Abs.

Paulo Mala
Paulo Mala
24 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

E quando esses jogadores se tornaram isso? Há pouco meses(sinner e alcaraz). Medvedev é um bom mediano que também aproveita a entresafra. Zverev nunca venceu um slam. Apenas 2 finals…

Paulo Almeida
Paulo Almeida
24 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Alcaraz é bicampeão de GS e 5 Masters, Sinner é campeão de GS e tem 2 Masters, Medvedev é campeão de GS e tem 6 Masters e 1 Finals, Zverev é campeão olímpico, 6 Masters e 2 Finals. Nadal nunca ganhou um Finals.

Entressafra foi a do Federer fazendo final de Slam com Philippoussis, Roddick, González, Baghdatis, Agassi velho etc.

Henrique
Henrique
24 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Multicampeões foi foda kkkkkkkk concordo com vc! Já pensou se vc coloca Rublev, Fritz, Tiafoe, Norrie, Alex De Minaur na conversa? É muito entressafra.

Última edição 24 dias atrás by Henrique
Paulo Almeida
Paulo Almeida
24 dias atrás
Responder para  Henrique

Veja a minha lista acima e veja se não são multicampeões. Pra você multicampeão deve ser o Blake ou o Davydenko, rsrsrs.

Federer foi somente um weak era champion, caríssimo.

Osvaldo
Osvaldo
24 dias atrás

ele não é mais o mesmo desde aquele episódio do anti-d0ping na copa Davis… uma pena

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE