PLACAR

Djokovic fala após operação: “Tive que tomar decisões difíceis”

Foto: Reprodução/X (Twitter)

Paris (França) – Um dia após passar por uma operação no joelho direito, lesionado na apertada vitória sobre o argentino Francisco Cerúndolo, pelas oitavas de final de Roland Garros, o sérvio Novak Djokovic usou as redes sociais para se pronunciar sobre a decisão. Ele explicou que tomou a atitude pensando em estar saudável para voltar às quadras o mais rápido possível

“No dia anterior, tive que tomar algumas decisões difíceis depois de sofrer uma ruptura no menisco durante minha última partida. Ainda estou processando tudo, mas feliz em informar que a cirurgia correu bem. Agradeço muito a equipe de médicos que estiveram ao meu lado, bem como o apoio esmagador que recebi dos meus fãs”, explicou o sérvio.

“Farei o meu melhor para estar saudável e em condições de voltar às quadras o mais rápido possível. O meu amor por este esporte é forte e a vontade de competir ao mais alto nível é o que me faz continuar. Idemooo”, acrescentou o ainda número 1 do mundo, que será ultrapassado no ranking pelo italiano Jannik Sinner na próxima segunda-feira.

A recuperação após a cirurgia tem previsão de demorar de três semanas a um mês e por isso Djokovic deve perder Wimbledon e vai correr contra o tempo para estar recuperado e bem para a disputa dos Jogos Olímpicos, único grande torneio que ainda não conquistou. Ele alcançou as semifinais três vezes, mas só levou uma medalha, o bronze em Pequim 2008.

56 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fábio S
Fábio S
11 dias atrás

Que comentário ridículo, lamentável. Djokovic é bem acima da média no quesito inteligência, você devia prestar mais atenção no que ele diz e faz. Hoje podemos afirmar com certeza que ter tomado o experimento foi um erro, poucos não caíram nesse golpe.

Gil
Gil
11 dias atrás
Responder para  Fábio S

meo deos!

Renato B
Renato B
11 dias atrás
Responder para  Fábio S

Dois comentários ridículos. Obvio que não se faz cirurgia sem anestesia. Mas dizer que a vacina é “experimento” também é ridículo. Perdi um amigo e alguns conhecidos que pensavam igual a vc e morreram de covid. Boa recuperação ao Djokovic.

Marcus Henrique
Marcus Henrique
11 dias atrás
Responder para  Fábio S

Golpe pra quem? Pra você?

Engraçado esse argumento dos negacionistas. Ao invés de preocuparem com o Djokovic, eles ainda se preocupam em negar as vacinas…

Curioso que as pessoas que “cairam nesse golpe”, não morreram ao contrair a doença. Engraçado né? Parece que foi um golpe salvador…

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
11 dias atrás
Responder para  Fábio S

Que comentário?

Marcos Ribeiro
Marcos Ribeiro
10 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Difícil saber. Mas como a ‘resposta ao comentário’ parece ter sido o 1o. comentário feito nesta página, esta resposta, a princípio, só poderia estar se referindo ao texto principal da página. Mas a página só tem informações, não tem comentário. Então, este 1o. comentário está de fato muito estranho.

Restam poucas alternativas:
> O programa do site está desviando comentários para outras páginas, o que é muito improvável, já que esta página e o comentário se referem ao Djoko
> O autor do comentário acima imaginou um comentário ao escrever o seu, respondendo à sua própria imaginação. Também improvável.
> Havia um comentário que foi censurado depois de ter sido publicado, mas as respostas a ele foram mantidas.

Este último caso parece ser o mais provável, mas, se de fato for o caso, o site deveria informar que excluiu o comentário inicial já publicado e com respostas, mas manteve as respostas a ele.

Leandro Passos
Leandro Passos
11 dias atrás

Na hora que precisa ou que estão em dificuldades, as pessoas esquecem das ideologias que seguem. A realidade derruba tudo aquilo que você pensava com certo.

Paulo A.
Paulo A.
11 dias atrás

Boa recuperação, Djoko! Vai voltar melhor ainda, com mais fome de títulos e vitórias.

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
11 dias atrás

kkkkk tá desesperado com o iminente fim de carreira

Leonel
Leonel
11 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Desesperado não mas sabendo que cruzou a linha de saída porque Sinner e Alcaraz e zverev vão trancar essa porta pra ele. Já era. Agora pra ganhar um Slam vai ser vexatório igual a Serena pq pode não conseguir.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
11 dias atrás
Responder para  Leonel

Primeiro ponto: Se o Djokovic não ganhar não será nenhum vexame porque um jogador que tem 24 grand slams na carreira e 428 semanas na liderança do ranking, caso não consiga aumentar esses números, não se pode afirmar que deu vexame. Vexame é um comentário como o seu. Segundo ponto: No seu comentário você começou confiante afirmando que o Sinner, Alcaraz e Zverev irão trancar a porta pra ele e não deixar ele ganhar mais um Slam e no final do seu comentário você já ficou em dúvida porque afirmou que o Djokovic pode não ganhar um Slam. Ou seja, aí veio o medo, a dúvida e você preferiu admitir que ele pode não ganhar um Slam, mas, usando o verbo pode, abriu a possibilidade dele ganhar. E eu acho que essa segunda parte da sua afirmação, onde demonstrou dúvida, foi a parte mais sensata.

vera
vera
11 dias atrás

Carlos, em vão essa discussão. Pra quem não gosta deNole, poderá ganhar 40 slans e não reconhecerão. Ainda bem que não faz diferença.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
11 dias atrás
Responder para  vera

Verdade, Vera. Mas o Nole não precisa do reconhecimento de ninguém. As pessoas sensatas e com espírito esportivo já reconhecem nele o GOAT. Mas o tempo tratará de confirmar esse reconhecimento. Os critérios subjetivos que muitos usam se perdem com o tempo.

Vera Barcelos
Vera Barcelos
11 dias atrás

Exatamente.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
11 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

DEVEM, essa é a palavra correta a se usar.
Devem, todos vocês, com medo de não ser apenas 24 mais.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
11 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

A sua torcida contra o Djokovic está fazendo você ter uma visão distorcida dos jogadores. Achar que o Djokovic está desesperado pelo iminente fim de carreira é uma interpretação bastante errada da postura do sérvio que está demonstrando estar lúcido e tomando as decisões mais sensatas e equilibradas visando a continuidade de sua carreira de forma competitiva e no alto nível. Então, a parte dele está sendo feita. Se ele vai retomar o alto nível e conquistar mais títulos importantes o tempo vai dizer. Caso ele não consiga mais nenhum título importante na carreira, isso não vai diminuir em nada a sua grandeza como maior tenista da história até agora.

vera
vera
11 dias atrás

Simples assim. Assino embaixo Carlos. Comentário bastante coeso.

Jeferson
Jeferson
11 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

40/15 kkkkkk

Gilson
Gilson
11 dias atrás
Responder para  Jeferson

Wimbledon 8 a 7, kkk
Roland Garros 14 a 3, kkk

Joathan Júnior
Joathan Júnior
11 dias atrás
Responder para  Gilson

24 > 22 > 20.
428 > 310 >>>>> 209.
8 > 6 > 5 > 5.
40 > 36 > 28.
7 > 6 > 0.
Fim!

Vera Barcelos
Vera Barcelos
11 dias atrás
Responder para  Joathan Júnior

Assim humilha.E todos são merecedores rs

Paulo Almeida
Paulo Almeida
11 dias atrás
Responder para  Joathan Júnior

8 > 6 > 5 = 5

Verdade: o Fedal não ultrapassou nem o Sampras em temporadas como número 1.

Cassio
Cassio
10 dias atrás
Responder para  Joathan Júnior

5 na sequência em W.
5 Na sequência em US.
200 como n1 seqyido sem segunda chance.
Sem segunda chance.

O único recorde de sequência que teve a chance djoko. Foi o Carrer Slam.e tremeu tanto que tomou um 3×0 do Med.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
10 dias atrás
Responder para  Cassio

24 >>>> 20
428 >>>>> 310
8 >>>> 5
7 > 6
40 >>>> 28
27 >> 23
Triple Career Slam
Double Golden Masters
4 Slams seguidos
Número 1 mais velho da história
Maior pontuação da ATP = 16950

Você ainda não entendeu que não existe mais discussão numérica?

Lee
Lee
11 dias atrás
Responder para  Gilson

Australia Open 10 a 2 e 10 a 6
Atp Finals 7 a 0 e 7 a 6
Roland Garros 3 a 1
Wimbledon 7 a 2

Nadal só leva vantagem no saibro contra o Djokovic.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
11 dias atrás
Responder para  Gilson

Você é bem seletivo, mas o Joathan colocou fim na discussão.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
11 dias atrás
Responder para  Gilson

O que conta é o total: 24 > 22 > 20.

Veja lá na pasta passada a última resposta que deixei pra você. Não preciso distorcer números: dos 103 títulos do Federer, 54 são Big Titles e 49 ATP’s 250 e 500. Isso é um fato.

Jeferson
Jeferson
11 dias atrás
Responder para  Gilson

Taz passando vergonha amigo

Piter Oliveira
Piter Oliveira
10 dias atrás
Responder para  Gilson

Vc fez esse comentário mesmo? kkkkkkkkkkkkkk

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
10 dias atrás
Responder para  Gilson

O grande Rafael Nadal na cidade de Paris vive um paradoxo. É rei de Roland Garros com 14 títulos mas em compensação nunca foi campeão do Master 1000 de Paris.

Jonas
Jonas
11 dias atrás

Ele em forma é um perigo, houve evolução técnica nesse Roland Garros. Quando jogou seu melhor, atropelou Musetti e o bom argentino. A questão agora é física, talvez nessa idade a recuperação seja mais lenta. Motivado parece que ele está, acredito que o principal foco do Djoko é vencer algum Gran Slam se isolando com 25 troféus deste porte. Claro que mais uma medalha seria bom também. Quanto ao topo do ranking, ele já deixou de lado há meses e não está errado.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
11 dias atrás
Responder para  Jonas

Djokovic provou – mais uma vez – que apesar de 37 anos e lesionado, foi capaz de ficar + 4 h em quadra e ganhar de garotos talentosos como Musetti e o bom Cedúndolo.
Então, caro Jonas, com o joelho reafirmado, segurem esse cara com vontade de jogar.

Luis Ricardo
Luis Ricardo
11 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

e com menos de 24hrs entre um jogo e outro , é bom lembrar desse “pequeno” detalhe.

Cassio
Cassio
10 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Museti perdeu pro Wild, meu filho.

Thiago Pereira
Thiago Pereira
11 dias atrás

Que se recupere logo! É provável que perca Wimbledon,mas se por acaso, à recuperação ocorrer de forma rápida, competidor como o sérvio é,eu não duvido que ele vá jogar na grama sagrada. Embora isso pareça improvável de acontecer. A sua prioridade, desde o começo do ano, sempre foi as olimpíadas e o ouro olímpico. Espero que dessa vez consiga. É o único título que falta em sua carreira.

Fernando
Fernando
11 dias atrás

Federer, Nadal e Djokovic são os 3 gênios do Tênis – e a maioria aqui tem sua preferência por um ou outro . Falando de Austrália Open, a estória destaca Djokovic/Federer/Roy Emerson. Falando de Wimbledon, seriam Federer/Sampras/Djokovic/Borg. Falando de US Open seriam Connors/Sampras/Federer. Agora, falando de Roland Garros, só dá para falar do imbatível Rafael Nadal…um “monstro” com seus 14 títulos. Portanto, como estamos em época de Olimpíadas: medalhas de Ouro para Nadal e Federer, e bronze para Djokovic – considerando aí o Tênis e a elegância dentro e fora das quadras.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
11 dias atrás
Responder para  Fernando

Medalha de ouro para Federer sem nenhum recorde relevante?

Joathan Júnior
Joathan Júnior
11 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

E medalha de ouro em duplas. Em simples só fez levar um pau do Murray.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
11 dias atrás
Responder para  Joathan Júnior

Esse foi um dia maravilhoso

Cassio
Cassio
10 dias atrás
Responder para  Joathan Júnior

Mas ganhou do Del Potro na batalha de 4h da semi. Jogo de 3 sets mais longo que vi. O delpo só no osso e aí da assim deu um pau no Nole na semifinal.

Renato B
Renato B
11 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Não sabia que para ganhar medalha de ouro precisa ter recorde relevante… É cada uma que soltam por aqui… Aliás, essa é uma discussão que não tem fim, mas meio sem sentido. Cada um tem o seu tenista predileto, mas não precisa desvalorizar o outro. Djokovic é o maior vencedor, Federer o mais habilidoso e Nadal o de maior garra e inigualável no saibro. Mas essa é a minha opinião, podem concordar ou discordar. Por fim, uma coisa é fato: independentemente de qual é o seu favorito, quem teve o privilégio de ver o Big 3 em quadra jamais esquecerá.

hyrata hykeno abe
hyrata hykeno abe
11 dias atrás

O herói da liberdade do ocidente! Esse cara é melhor pessoa do que atleta! E imagina se depois dessa cirurgia ele ainda se reinventasse e ganhasse mais do que se espera dele? Federer foi isso. Nadal, não. Que Deus abençõe esse cara!

Gilvan
Gilvan
11 dias atrás
Responder para  hyrata hykeno abe

“Ocidente”, só rindo mesmo. Ele é sérvio, cidadão. Ele é tão “ocidente” quanto um chinês.
Bom, tem até brasileiro que acha que faz parte do “ocidente”. Ô dó!

Fernando
Fernando
11 dias atrás

Federer, Nadal e Djokovic são os 3 gênios do Tênis – e a maioria aqui tem sua preferência por um ou outro . Falando de Austrália Open, a estória destaca Djokovic/Federer/Roy Emerson. Falando de Wimbledon, seriam Federer/Sampras/Djokovic/Borg. Falando de US Open seriam Connors/Sampras/Federer. Agora, falando de Roland Garros, só dá para falar do imbatível Rafael Nadal…um “monstro” com seus 14 títulos. Portanto, como estamos em época de Olimpíadas: medalhas de Ouro para Nadal e Federer, e bronze para Djokovic – considerando aí o Tênis e a elegância dentro e fora das quadras. E excelente recuperação para Djokovic.

Rebeca
Rebeca
11 dias atrás

Djoko não precisa provar mais nada, a colaboração monstruosa para o tênis, e no esporte em geral, já entrou pra história. Exímio jogador, provou que saudável, pode superar os melhores jogadores de gerações muito mais jovens . . . Cobrar que ganhe mais Slans, ou qualquer outro torneio nível master 1000, é de uma tamanha injustiça. Quem precisa provar pra que veio são as novas gerações, Alcaraz e Sinner são os dois mais diferenciados até então. Djoko, Federer e Nadal, deixaram um desafio, qual jogador depois deles chegará a marca de 20 Slans? Três gênios, três estilos diferentes, que influenciaram e influenciarão gerações.

Gilvan
Gilvan
11 dias atrás

A ideia do sérvio é no mínimo questionável: correr com a recuperação e pular a temporada de grama para voltar a competir no mesmo lugar em que ele se lesionou antes?
Vão mudar o saibro de Paris a pedido do Novak?
Beeem discutível.

vera
vera
11 dias atrás
Responder para  Gilvan

Mudar, não, mas cuidar, quem sabe? não para Djokovic, até porque não joga sozinho.

Wilson
Wilson
11 dias atrás

Aposentadoria é uma coisa vexatória?
Feliz daquele que consegue se aposentar e usufruir da vida.

Lee
Lee
11 dias atrás

Acho difícil ele ganhar as Olimpíadas por que é um torneio de 3 sets. Espero que ele se recupere logo e ano que vem ele possa ganhar o Austrália Open pela última vez e encerrar sua carreira com chave de ouro. O maior erro que ele cometeu foi ter jogado a copa Davis após ganhar o atp finals e ele pagou caro por isso esse ano.

Vera Barcelos
Vera Barcelos
11 dias atrás

Se fex teatro, pode continuar como tenista pois é um péssimo ator. Djokovic exemplo de foco, determinação, resiliência e principalmente genuíno. Suas conquistas são resultados de muito trabalho e que com garra se deve ir em busca de seus objetivos em qualquer área . Um atleta nobre, solidário, magnífico que não se corrompe à vontade alheia. Seus feitos ficarão para sempre cravados nos pódios e na história do esporte. Não precisa provar nada pois já conquistastes praticamente tudo . É óbvio que sua performancenão será para sempre. É humano. A aposentadoria chega pra todos, Federer tomando pneu em fim de carreira, e Nadal!? Rei de RG, caindo na primeira rodada e isso não tira o brilho do que fizeram para o tênis. Normal. Só se aposentam quando nãp jogam mais em alto nível e deixam de ser competitivos. Com Nole não será diferente. A não ser que copiem a australiana que se aposentou apoś ganhar AO aos 25anos. Idemo Djoko. Aguardamos que volte e brilhe novamente como de costume. De qualquer forma, o que vier, é lucro. Excelente recuperação pra você.

Gusmão
Gusmão
11 dias atrás

Força Djokovik.
Que tenha boa recuperação.

Ricardo
Ricardo
10 dias atrás

O mais sensato era nao ter disputado o torneio .

Cabelo de Boneca 2024
Cabelo de Boneca 2024
10 dias atrás

Aos Dkojozetes, o Djocovid afirmou que é possível purificar a agua com a força da mente, vcs confirmam isso ou vão negar? O meu comentário não tem nada haver com a reportagem, mas os seus argumentos também não, então acho que fica empatado.

Marcos Ribeiro
Marcos Ribeiro
10 dias atrás

Djokovic não quis tomar a vacina contra a covid, que contém alguns pedacinhos mortos e inativos do virus. Em vez disso, contraiu duas vezes a doença, e cada uma delas produziu vários bilhões do virus inteirinhos e ativos no seu corpo. Entre os efeitos da infecção pelo covid estão anormalidades na estrutura muscular: https://revistagalileu.globo.com/saude/noticia/2024/01/pessoas-com-covid-longa-tem-anormalidades-na-estrutura-muscular-entenda.ghtml. Será que uma causa importante neste problema no joelho do Djoko foram as suas duas infecções pelo covid? De longe, é impossível saber, mas os dados mostram que esta possibilidade é bem real.

Luiz
Luiz
10 dias atrás

Djokovic tem zero chances de jogar as Olimpiadas. Cirurgia de menisco não volta a treinar em menos tempo que 1 mês, e ainda vai estar sem ritmo algum…

trackback

[…] Djokovic fala após operação: “Tive que tomar decisões difíceis” […]

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE