PLACAR

Djokovic sai de novo do buraco e bate 2 marcas de Federer

Foto: FFT

Paris (França) – Mais uma vez o sérvio Novak Djokovic mostrou força e saiu de um buraco em Roland Garros. Assim como fez na rodada anterior contra o italiano Lorenzo Musetti, nesta segunda-feira ele se recuperou de uma desvantagem de 2 sesta 1 e bateu o argentino Francisco Cerúndolo em jogo de duas viradas, marcando parciais de 6/1, 5/7, 3/6, 7/5 e 6/3, em 4h39 de batalha

Acumulando pouco a pouco o máximo possível de recordes, ‘Nole’ se tornou o jogador com mais vitórias e mais quartas de final alcançadas nos Slam, deixando o suíço Roger Federer para trás em ambos os quesitos. Agora, ele é isoladamente o maior vitorioso neste nível de torneio, com 370 triunfos, e o jogador que mais vezes chegou à antepenúltima rodada, feito que obteve pela 59ª vez.

Na próxima rodada, Djokovic terá pela frente o vencedor da partida entre Casper Ruud e Taylor Fritz. O atual líder do ranking tem ampla vantagem no retrospecto com o norte-americano, que é seu “freguês”, tendo perdido os nove duelos que travaram até então. Já caso enfrente o norueguês, em uma reedição da final do ano passado em Paris, ele entra em quadra com vantagem de 5 a 1 no histórico.

Ameaçado pelo italiano Jannik Sinner, podendo perder o número 1 se não alcançar a final, Djokovic tenta ser apenas o terceiro a defender com sucesso o título de Roland Garros desde os anos 2000, algo que apenas o espanhol Rafael Nadal e o catarinense Gustavo Kuerten conseguiram. Ele busca seu 99º título na carreira e o 20º em quadras de saibro.

Ótimo 1º set de Djoko e susto no início do 2º

Cerúndolo até deu um pequeno susto no começo, conseguindo dois break-points no terceiro game, mas não os converteu e depois acabou dominado no restante do primeiro set. Djokovic confirmou para fazer 2/1 e iniciou uma sequência, anotando duas quebras consecutivas para fazer 6/1. No último game, ele salvou mais dois break-points e precisou de quatro set-points até fechar.

No começo do segundo set, Djokovic sentiu um problema no joelho direito e pediu atendimento médico. Ele seguiu em quadra, mas sem a desenvoltura de antes, tanto que voltou a receber atendimentos rápidos nas próximas duas viradas. Após salvar dois break-points no quarto game, mais quatro no sexto, o mais longo da parcial, e outro no oitavo, o sérvio foi quebrado no 12º e viu Cerúndolo empatar o jogo.

Queda de rendimento do sérvio e irritação

Primeiro argentino a tirar um set de ‘Nole’ desde Diego Schwartzman (Roma 2019), Cerúndolo seguiu firme após deixar tudo igual no placar e se aproveitou de um rival irritadiço. Além do incômodo no joelho, o sérvio reclamou da torcida, da quadra e da luz durante a partida. Embora não o impedisse de jogar, o problema físico claramente afetava sua movimentação.

O argentino manteve o foco no seu lado da quadra e tentou se preocupar apenas com o que tinha controle, sem deixar de explorar um pouco a dificuldade de movimentação do rival. Logo de cara, Cerúndolo abriu 3/0 no terceiro set e por pouco não fez mais, deixando escapar um break-point para fazer 4/0. Sem dar uma chance sequer de quebra para Djokovic, ele administrou a vantagem até o fim e marcou 2 a 1.

Lutando até o fim, Djokovic força o 5ª set

Apesar de não apresentar as melhores condições, Djokovic continuou lutando e não desistiu da partida até o ponto final. Cerúndolo saiu na frente na quarta parcial e chegou a abrir 4/2, mas atual líder do ranking mostrou por que tem 24 títulos de Grand Slam e devolveu o break no oitavo game. O argentino voltou a pressionar no 11º, mas deixou escapar o break-point que teve.

Cerúndolo pagou caro pelas oportunidade desperdiçada, uma vez que no game seguinte foi pressionado pelo sérvio e acabou quebrado. Depois de salvar três sets-point com o saque e perder o único game-point que teve, o argentino não resistiu à quarta chance de quebra dada a Djokovic e viu a partida ir para o quinto set.

Recuperação sérvia e mais uma grande virada

Mostrando mais desenvoltura e melhor movimentação em quadra desde a metade do set anterior, Djokovic complementou a segunda virada seguida após perder por 2 a 1. Ele abriu 2/0 de cara, perdeu a vantagem logo em seguida e seguiu com a igualdade no placar até a reta final, quando cresceu como de costume. Sacando pressionado em 3/5, Cerúndolo sofreu a quebra que decretou a vitória do sérvio.

O equilíbrio da partida ficou evidenciado em alguns números, principalmente o aproveitamento de saque, com 63% para o tenista de Belgrado e 62% para o argentino. Os erros não forçados também foram quase os mesmos, 46 a 45 para Djokovic. Cerúndolo teve 16 winners a mais (68 a 52),mas foi mal nos pontos importantes, converteu só 21% dos break points contra 55% do sérvio.

119 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Sobrenatural de Almeida
Sobrenatural de Almeida
9 dias atrás

Caros colegas de blog, como têm passado?

Decidi que hoje assistiria à partida do sérvio velhinho, o n° 1. Joga bem, é verdade. Atropelava o argentino com tremenda facilidade. Porém, o imponderável mais uma vez ocorreu: contundiu o joelho.

A partir de então, caiu muito de rendimento. Estava praticamente de cadeira de rodas, mal corria. Não sei vocês, mas odeio quando um jogo é decidido por lesão de algum atleta. Jogo bom é jogo jogado. Decidi intervir.

Não deu outra, mesmo “capenga”, o sérvio começou a acertar tudo. Mudava de direção com a facilidade habitual. E o pior, passou a correr novamente. Como pode? O argentino, coitado, não compreendia como um jogador de muletas poderia ganhar dele. Acusou a pressão. Infalível. Obrigado? De nada.

Espero que o velhote se recupere. Já o ajudei contra o italiano. A cota está acabando. Mas, se depender de mim, algum jogador “novo” levará o troféu. Não se chateiem. Espero estar presente nas próximas.

Abraços cordiais,

Sobrenatural de Almeida, amigo íntimo de Nelson Rodrigues e anti-Fluminense até o fim.

Rockton
Rockton
9 dias atrás

Argentino implorou para perder. Mental de juvenil de 17 anos.

Renato
Renato
9 dias atrás
Responder para  Rockton

Acho que a pressão é grande mesmo. E essa coisa dos 17 anos, maturidade, sabemos que é relativo.

Jonas
Jonas
9 dias atrás

Esse cara é um gênio mesmo, não tem jeito.

Fernando Romero
Fernando Romero
9 dias atrás
Responder para  Jonas

Concordo. Mas o medo de ganhar do italiano e do Cerundolo foi fatal para eles. Contra o Ruud não vai haver essa moleza. O Djokovic vai ter que rebolar.

Rafael
Rafael
9 dias atrás

Máquina! Um gladiador! Podem chorar os antis e apreciar quem gosta de tênis. Ele vai atrás do 25th!!

Flávio
Flávio
9 dias atrás
Responder para  Rafael

Rafael não sei se ele ganha,pois ainda acho difícil mas não duvido agora que a turminha do mimimi devem está surtando isso está.kkk

Renato
Renato
9 dias atrás
Responder para  Rafael

Estamos nessa torcida. Agora, dá para ver que o caminho será áspero, pois se até aqui foi pedreira, imagina daqui pra frente. Espero que o joelho seja só o susto e não incomode mais, senão vai ficar difícil. O cara é o melhor, mas infelizmente não está no melhor momento. Na torcida pelo 25….

Rafael
Rafael
9 dias atrás
Responder para  Renato

Verdade. E provavelmente sentiu a maratona conta o Musetti. Agora é descansar, fazer fisio o tempo todo para as últimas partidas! Que venha a glória definitiva!

Luiz
Luiz
9 dias atrás

Sempre miguelento, o argentino acreditou que ele estava com dor kkk, sai mancando e tomando comprimidos, que comprimido foi esse que depois ele estava voando no jogo

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Luiz

Analgésico que inibe a dor, conhece?

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
9 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

Não responda PA, desnecessário.
Djokovic não voou em quadra em nenhum game depois do primeiro set.
Será que perder dois sets seguidos é o suficiente para alguém achar que o outro está realmente com problemas?

Flávio
Flávio
9 dias atrás
Responder para  Luiz

Luiz não sabia que vc tem teletransporte pra saber lá o que ele tem ao duvidar e vim aqui tão rápido a não ser que você virou Goku,né kkkk então cara ninguém toma remédios à toa creio eu.

Renato
Renato
9 dias atrás
Responder para  Luiz

Ah, agora que entendi tudo. Ele fingiu estar com dor, o Argentino, bobinho que só ele, ficou com dó e tirou o pé (no caso, as mãos né). E eu não tinha pensado nisso antes.

Alessandro Siqueira
Alessandro Siqueira
9 dias atrás

E Djokovic segue se recusando a perder.

Flávio
Flávio
9 dias atrás

Não tem condição o que ele faz em quadra é coisa de outro mundo, então o que o big 3 fez ou faz é para ser aplaudido. Cerundulo,saibrista nato, fez um grande jogo também só que Djokovic é o ser acima de expectativas.

Davi Poiani
Davi Poiani
9 dias atrás

Que espetáculo… Novak Djokovic renasce das cinzas novamente. Mais um drama! Eis a história do esporte sendo escrita por este gênio, um verdadeiro gladiador de 37 anos que nunca se entrega.

Leonardo
Leonardo
9 dias atrás
Responder para  Davi Poiani

Eu sou fão do Nadal, mas não posso deixar de admirar a genialidade do Djokovic. Não sei quando ele é mais perigoso, quando vem como favorito e com confiança ou quando vem assim, de menos a mas, comendo pelas beiradas. O fato é que esses jogos de 5 set estão favorecendo a Djokovic, porque ele estava com falta de ritmo. Claro são desgastantes, mas além de dar ritmo, re;acende a confiança de um grande campeão que sabe que para ganhar dele em 5 sets tem que fazer magica…

Davi Poiani
Davi Poiani
9 dias atrás
Responder para  Leonardo

Eu me considero um fã incondicional do Big 3 e sua rivalidade. Sempre curti demais assistir a estes 3 gigantes. Torci muito por Nadal e Federer também. O que eles produziram é o ápice, o ouro do esporte, uma história fascinante… Eu realmente não compreendo como alguém pode odiar qualquer um destes três caras, tal como vemos por aí…

A discussão sobre o Goat é interessante. Mas estes caras estão tão acima dos demais, o Big 3 é tão dominante, que sob certa perspectiva importa menos quem é o Goat. A “entidade Big 3” é mais importante do que cada um dos três considerados individualmente. Os méritos de Djokovic não teriam sido possíveis sem Nadal e Federer. Ele próprio admite e é quem mais fala disto. E o mesmo vale para cada um deles.

A rivalidade é o ingrediente mais importante de qualquer esporte. E aqui tivemos 3 gênios, seres humanos fora da curva, que são muito raros, competindo na mesma época, no mesmo esporte e entre si. Em termos de genialidade, são caras da estirpe de um Ayrton Senna, um Albert Einstein, um Johann Sebastian Bach, dentre outros. Diante de uma humanidade cheia de problemas, cabe a nós admirar estes grandes homens, a despeito de seus defeitos, que todos nós temos.

As virtudes destes caras são um grande exemplo e inspiração para todos nós. Naquilo em que eles são bons, em suas qualidades, temos o que de melhor a humanidade pode produzir. E não considero isto uma opinião… É uma verdade objetiva, quase matemática em termos de exatidão. É uma pena que nem todos enxergam isto.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
9 dias atrás

Djoko está mal tecnicamente. Acumulou muito tempo em quadra e terá que se reinventar para ganhar das duas feras, Alcaraz e Sinner.

Belarmino Jr
Belarmino Jr
9 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Tecnicamente ele sempre foi ruim, apesar da grande devolução e back… Mas voleio, smash, drop e slice são nível top 200…

Mas corre muito mais que os outros…

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Tecnicamente ruim com 24 majors? O bom tecnicamente é o freguesão que perdeu 4 finais de slam, 3 de atp finals e 13 no total? Me explique aí!

Thiago Pereira
Thiago Pereira
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

kkkkkk,é cada maluco que aparece nesse site. Imagina se ele fosse bom no que você descreveu,mesmo tendo 24 GS! Djokovic é o tenista mais completo do circuito e da história do tênis.

Benhamin Goveia
Benhamin Goveia
9 dias atrás
Responder para  Thiago Pereira

Né isso. Djokovic é o maior tenista da história. Só não enxerga quem não quer ver.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

E sempre passou o carro no Terceirão. Esse então é mais bagre ainda.

Qual a maior zebra de Roland Garros, Gaudio 2004 ou Federer 2009?

Jorge Luiz
Jorge Luiz
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Tem alguns analgésicos para o cotovelo, vc tá precisando

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Tu és o Marquinhos, não?

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

É claro que sim. Só ele fala que o GOAT dos esportes é bagre e ruim em voleio, drop e slice.

Flávio
Flávio
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Tecnicamente ruim kkk,tu esta de brincadeira viu cara porque ele usa muito, curtas, slice, smash, bom saque ,voleio ou seja é completo , parece que você está confundindo com tênis feminino viu.

Willian Rodrigues
Willian Rodrigues
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Perdão, mas creio que você não entenda nada sobre esse esporte amigo! Pelo menos, me permita descobrir que se trata de uma “trollagem”… E que está dando boas risadas agora às minhas custas, por eu reagira à sua postagem…
Alguns podem até não gostar do estilo, da personalidade, etc. MAS, afirmar que Djokovic é tecnicamente ruim??!! O detentor de TODOS os recordes mais relevantes do tênis obteve isso tudo apenas por sorte??!!!

José Paulo gomes
José Paulo gomes
9 dias atrás
Responder para  Willian Rodrigues

Eu sou matemático.
Os números falam por si!
Não existe na matemática uma conjunção inferior a outra e ser considerado melhor!
Simples assim!

Renato
Renato
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Olha, imagina se o cara não fosse “tecnicamente ruim”. Teria uns 35 SLAMs…

Lion
Lion
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Lorota. O USO 2023 foi uma aula de voleios fantásticos. É que o hater só vê o que quer ver.

Flávio
Flávio
9 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Cara desculpa caso o sérvio chegue, acho difícil por causa do nível físico que está baixo mas é Djokovic e não posso duvidar, não tem como enfrentar os 2 assim e sim um deles, caso chegue um deles também a final.

James Garcia
James Garcia
9 dias atrás
Responder para  Flávio

Mais de 8 horas de quadra em dois jogos e tá com nível físico abaixo? Kkkkkk imagina se tivesse bom hein

Flávio
Flávio
9 dias atrás
Responder para  James Garcia

Sim é verdade, mas é bom lembrar que ele tem 37 anos e isso infelizmente pesa porque o RG 24 esta muito pesado,tanto muito bem tecnicamente como fisicamente.

Alessandro Siqueira
Alessandro Siqueira
9 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Alcatraz e Sinner vão se matar na semi, se chegarem lá.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Falta muito pra ele pensar em final ainda. É o próximo jogo sempre.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
9 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

PA,

Minha preocupação é o tanto de minutagem em quadra. Eu lembro de US OPEN 2021 em que a questão física somada a parte mental foi crucial para a vitória de Medvedev.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Eu também, mas ainda estou com a cabeça pesada e comemorando mais uma virada épica. Depois eu penso no Ruud e no mínimo ele vai somando mais pontos essenciais para disputar o Finals.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
9 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

Tu com a cabeça pesada e eu, com as palmas das mãos quase furadas, por minhas próprias unhas.

Jophe
Jophe
9 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Ou é um ou o outro, os dois estão na mesma chave.

Renato
Renato
9 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Realmente não está num bom momento. Mas as coisas nem sempre seguem uma lógica. Duas vitórias assim, depois do jogo “quase perdido”, podem fazer as coisas voltarem ao eixo. Agora é ver a questão física.

Lee
Lee
9 dias atrás

Jogar jogo de 5 sets contra Big 3 é complicado para qualquer um. Se Djokovic mantivesse o ritmo do 1 set ia ser um triplo 6-1 mas infelizmente ele já não consegue mais manter o ritmo e osila muito durante o jogo. Mas essas vitórias sofrida faz o Djokovic crescer no torneio.

Flávio
Flávio
9 dias atrás
Responder para  Lee

Tem 37 anos, por isso não tem como ser um trator como vc sugeriu nesta idade.

Lee
Lee
9 dias atrás
Responder para  Flávio

Exatamente nessa idade já não consegue mais manter a intensidade regularmente e mesmo assim ele consegue jogar dois jogos de mais de 4 h contra adversários bem mais novos que ele demostrando que ele ainda está acima da maioria.

Alírio
Alírio
9 dias atrás

Falar o que, ou seja , não tem o que falar do jogão dos 2 a única coisa que posso falar é agradecer por ter visto Federer, Nadal, Djokovic jogarem e também um pouco mais abaixo deles Murray e Warinka,ainda tem a nova geração do Alcaraz. Obrigado big 3.

Benhamin Goveia
Benhamin Goveia
9 dias atrás
Responder para  Alírio

O big 3 é diferenciado mesmo. Dificilmente teremos um novo big 3 tão fantástico e bom de tenis, como foram Djokovic, Nadal e Federer.

Thiago Pereira
Thiago Pereira
9 dias atrás

Grande vitória do Nolão. Mostrou porque é o grande campeão que ele é. Mas uma,em que ele teve que suar muito pare conseguir vencer. Foi a sua pior partida no torneio, com golpes na maioria sem potência, bolas muito centralizadas,e o principal, aparentou está meio cansado. Sem contar no leve desconforto no joelho, que não parece ser nada de grave. Se a sua próxima partida for contra o Ruud,vai precisar jogar muito mais do que vem jogando. Fica difícil imaginar ele conseguir ganhar o torneio jogando assim, mas se tratando de Djokovic,nunca se pode duvidar. Conseguindo passar pelas quartas, vai ser difícil pará-lo.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás

Sem dúvidas o maior gênio que já existiu em qualquer esporte. É repetitivo falar isso sempre, mas é um fato indiscutível.

Benhamin Goveia
Benhamin Goveia
9 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

Concordo plenamente. Novak Djokovic é diferenciado. Difícil achar alguém que tenha tantos grandes recordes em um outro esporte como Djokovic tem no tênis.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Benhamin Goveia

Djoko passou a vida inteira correndo atrás dos números do Fedal e conseguiu ultrapassá-los. E em vários e vários títulos saindo desses buracos. Não há precedente disso em nenhum outro esporte.

Marcelo Reis
Marcelo Reis
9 dias atrás

Amigos, que jogo divertido! O Novak, mesmo cambaleante, já é suficiente para ganhar de meio mundo. Incrível! O curioso é que ele mal se movia e, de repente, passou a correr novamente. Será que os remédios tiraram a dor? Só pode! Vamos ver quem será seu próximo adversário. O “pau” tá rolando entre Ruud e Fritz!

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Marcelo Reis

Obviamente o analgésico fez feito.

Flávio
Flávio
9 dias atrás
Responder para  Marcelo Reis

O nível esta muito alto no tênis masculino com muito jogo bom.

Belarmino Jr
Belarmino Jr
9 dias atrás

É um bagre, mas corre muito mais que os outros….

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Chora, Marquinhos/Johnny.

DE NOVO, já estava pronto pra comemorar a derrota do rei dos esportes.

Marcelo Reis
Marcelo Reis
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Pra quê isso, amigo? Ele é muito técnico e muito preciso. E não corre mais que muitos do circuito. De Minaur, Monfils, Alcaraz etc possuem o speed index maior que o dele. Lógico que ele é rápido, mas ele é extremamente elástico e se posiciona bem. Nisso ele supera todos os outros. Dizer que o cara é um bagre é de uma ignorância sem tamanho.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
9 dias atrás
Responder para  Marcelo Reis

É hater federete frustrado.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Marcelo Reis

É um troll terceirete das antigas, tem 15 anos de site. Não ligue.

Jorge Luiz
Jorge Luiz
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Chora mais

James Garcia
James Garcia
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Corre mesmo, o que seria normal em qualquer cenário, tirando o fato de que ele já é quase um quarentão e tem toda essa disposição

Juscelino Oliveira Pires
Juscelino Oliveira Pires
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Lugar de chorar é na cama. Vocês têm que engolir. Djoko é o melhor tenista e atleta de todos os tempos! Noleeeeee!!!!!!!!!!

Balbino
Balbino
9 dias atrás

m físico de atleta. Não enxergam e nunca enxergarão que o sérvio é o melhor tenista da hiistória. Lamentável.O pessoal diz, inclusive narradores(as) e comentaristas da TV ex tenistas, que Djokovic ganha muito por ter bo

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Errado Belarmino, bagres não correm.
Bagres nadam e se tentar segura-los, escorregam…

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
9 dias atrás

O Djokovic deve estar mal fisicamente. No último sábado ganhou de um adversário 15 anos mais novo que ele em 4:30h e hoje novamente gastou 4:30h pra ganhar de um cara 11 anos mais novo que ele. Desse jeito, como alguém comentou nesse portal, vai como zebra pras quartas de final.

José Afonso
José Afonso
9 dias atrás

É o segundo jogo consecutivo que o GOAT deixou os haters sonharem…

… mas mais uma vez os frustrou! Como deve ser frustrante ser anti do maior de todos os tempos kkkk

Balbino
Balbino
9 dias atrás
Responder para  José Afonso

Não enxergam e nunca enxergarão que o sérvio é o melhor tenista da hiistória. Lamentável. O pessoal diz, inclusive narradores(as) e comentaristas da TV ex tenistas, que Djokovic ganha muito por ter bom físico de atleta.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
8 dias atrás
Responder para  Balbino

Como se existissem atletas sem físico e Djokovic fosse a exceção.

Jorge Luiz
Jorge Luiz
9 dias atrás

Se alguém tinha alguma dúvida de que se trata do maior e melhor tenista de todos os tempos…

Nei Costa
Nei Costa
9 dias atrás

Meu Deus, é tanto recorde que já estou perdendo a conta. Idemo!!!!!!

José Alexandre
José Alexandre
9 dias atrás

Pra ganhar do Big 3 em Slam só se tiver culhão, o cara ganha 2 sets e já começa a se tremer.

James Garcia
James Garcia
9 dias atrás
Responder para  José Alexandre

Casper Ruud era pra ser bi campeão de Roland Garros nas últimas edições se tivesse enfrentado qualquer outro jogador, teve o azar de pegar dois do Big 3 em sequência, segue zerado…

Charlie
Charlie
9 dias atrás

Deu o migué novamente fingindo dor? Esse Djoko é mala, viu!

Hilton Rodrigues Moreira
Hilton Rodrigues Moreira
9 dias atrás
Responder para  Charlie

Perdeu dois sets, porque quis né, parabéns pela sua inteligência!

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
9 dias atrás
Responder para  Charlie

Pelo que eu sei, o Djokovic é tenista e não ator. Além disso, acho que ele dar uma de migué, como você disse, não é suficiente pra conseguir ganhar o jogo.

James Garcia
James Garcia
9 dias atrás

Enfrentar um colosso do Big 3 em Grand Slam é uma tarefa inglória pro circuito inteiro, dois já caíram e mesmo Djokovic mas últimas a aura de imbatível segue lá. Respeito pelo Cerundulo ter encarado o desafio e jogou ao máximo, mas derrubar um cara desse nível é embaçado. O pior dia do Djokovic e ele continua favorito contra 90% do circuito

Alfredo Sertã
Alfredo Sertã
9 dias atrás

Jogaço!!!!! Mas sinceramente, com todo o respeito, impressiona como a Dadá Vieira deixa transparecer a sua torcida contra o Djokovic. Gostaria muito que a transmissão mostrasse imparcialidade. Quando entrou o Nardini (esse sim um grande narrador) nota-se uma grande diferença!

Jophe
Jophe
9 dias atrás
Responder para  Alfredo Sertã

Estranho, porque ela é torcedora do Djokovid declarada, eu não assistir ao jogo.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
9 dias atrás
Responder para  Jophe

Ela torce para Nadal.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
9 dias atrás
Responder para  Jophe

Jophe, ela é Nadalista! Todos os comentaristas da ESPN torcem contra o Djokovic! Uma vergonha

Sandra
Sandra
9 dias atrás
Responder para  Jophe

Ela já declarou que é torcedora do Nadal. Acho que ela é o Sylvio comentam melhor que os outros.

Roger Porciuncula
Roger Porciuncula
9 dias atrás
Responder para  Jophe

Dadá trabalhava na Band junto com Flávio Saretta e ela falou que era torcedora do Nadal.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Alfredo Sertã

Discordo. Dadá é nadalete, mas sempre elogia o Djoko e falou que ele levaria o quinto set. A Teliana sim é vergonhosa torcendo contra.

Jorge Luiz
Jorge Luiz
9 dias atrás
Responder para  Alfredo Sertã

ESPN odeia o Djokovic,como sofrem

hyrata hykeno abe
hyrata hykeno abe
9 dias atrás

Cara, estava tenso o jogo. Só espero que ele possa se recuperar a tempo para as quartas porque, claramente, esse jogo mostrou que ele ainda estava por recuperar do absurdo jogo da madrugada.

vera
vera
9 dias atrás

Novamente, que partida! Djokovic não precisa provar rmais nada nem acrescenar, mas ele continua acrescentando e surpreendendo. Estes dias estão contados mas enquanto ainda dá show, apesar dos apertos, vale a pena ver lindas jogadas repentinas que encantam amantes dessse esporte indiferente de gosto. És uma lenda ainda em atividade. Nole ressurge das cinzas. Que resiliência! Com Djokovic em quadra é tipo partida de futebol, somente após o apito final é que se pode falar o resultado. Pode estar perdendo de 2 x 0 que tudo pode acontecer. Parabéns Nole! Rumo a novas vitórias e excelente jogo futuro. Ideeemooooo!

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
9 dias atrás

Falar que um cara que detém os recordes mais importantes do tênis sempre foi ruim tecnicamente mostra que esse comentarista entende muito de tênis. Além dos recordes que já tinha, hoje bateu mais dois. O jeito é os antis Djokovic torcer contra nas quartas de final porque as esperanças Musetti e Cerúndolo ficaram pra trás. É mais um que passaria vergonha se defendesse essa opinião perante ex-jogadores, homens e mulheres, jogadores em atividade, homens e mulheres, e jornalistas especializados.

Lee
Lee
9 dias atrás

O único que conseguiu derrubar Nadal no auge em Roland Garros coisa que nem o Federer conseguiu é ruim tecnicamente. Como pode deixarem esses comentaristas falar um absurdo desses e ainda ficam quietos.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
9 dias atrás
Responder para  Lee

O críticos não conseguem perceber, mas se desvalorizam o maior de todos, com os melhores resultados, vantagem no confronto direto contra a maioria dos jogadores, que nível têm os outros então que possuem resultados inferiores?

Belarmino Jr
Belarmino Jr
9 dias atrás

Com certeza ele é o GOAT… Em falsificar documentos…

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Vá lá e tente novamente, prender o cara.

Jorge Luiz
Jorge Luiz
9 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Meu Deus,como a pessoa não tem vergonha de postar um comentário desse

Sergio
Sergio
9 dias atrás

Contra tudo e contra tidos. Mesmo em fase ruim fisica e tecnicamente ele vai mostrando porquê é um dos maiores de todos os tempos. Chora a concorrência.

Jorge Luiz
Jorge Luiz
9 dias atrás
Responder para  Sergio

É o maior

Guilherme E.S. Ribeiro
Guilherme E.S. Ribeiro
9 dias atrás

Não vi o jogo, mas Djokovic parece lutando muito mais do que normalmente fazia nos ultimos dois ou três anos. Realmente não vive sua melhor fase, mas continua seguindo em frente. Tomara que estas quase 9 horas em quadra contra Musetti e Cerundolo não cobrem um preço alto. Continuamos na torcida para o 25º Slam. Disputará sua 59º quartas de Slam, deixando para trás as 58 de Federer, sendo sua 18º só em RG, mais que as 16 de Rafael Nadal. E que venha o Fritz. Se for o Ruud, depois de uns 5 sets muito disputados. kkk

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
9 dias atrás
Responder para  Guilherme E.S. Ribeiro

Será o Ruud mesmo.
Mas, se ele tivesse fazendo como fazia 2 ou 3 anos atrás, não teria jogo, teria passeio no parque.

Marcelo Reis
Marcelo Reis
9 dias atrás

O Ruud acaba de passar. Previsão de ótimo jogo! :D

trackback

[…] Paris (França) – Mais uma vez o sérvio Novak Djokovic mostrou força e saiu de um buraco em Roland Garros. Assim como fez na rodada anterior contra o italiano Lorenzo Musetti, nesta segunda-feira ele se recuperou de uma desvantagem de 2 sesta 1 e bateu o argentino Francisco Cerúndolo em jogo de duas viradas, marcando parciais de 6/1, 5/7, 3/6, 7/5 e 6/3, em 4h39 de batalha Acumulando pouco a pouco o máximo possível de recordes, ‘Nole’ se tornou o jogador com mais vitórias e mais quartas de final alcançadas nos Slam, deixando o suíço Roger Federer para trás em ambos os quesitos. Agora, ele é isoladamente o maior vitorioso neste nível de torneio, com 370 triunfos, e o jogador que mais vezes chegou à antepenúltima rodada, feito que obteve pela 59a vez. Na próxima rodada, Djokovic terá pela frente o vencedor da partida entre Casper Ruud e Taylor Fritz. Fonte: Clique aqui […]

Souza Oliveira
Souza Oliveira
9 dias atrás

Nunca será e tá tudo certo…. avanteee_Paz.

Guilherme E.S. Ribeiro
Guilherme E.S. Ribeiro
9 dias atrás

O adversário será o Casper Ruud. Tirou o Fritz em 4 sets. Parada duríssima para o Djoko nas quartas, pela ótima fase do Ruud. Espero que a freguesia continue. 5 a 1 no confronto direto para o Djoko, 3 a 1 no saibro. Djoko venceu o Ruud ano passado na final em RG, mas o Ruud ganhou o último confronto este ano na semifinal do Master 1000 de Monte Carlo

Última edição 9 dias atrás by Guilherme E.S. Ribeiro
Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Guilherme E.S. Ribeiro

Fritz se lesionou também.

Luciano
Luciano
9 dias atrás

Outra virada sensacional. Inacreditável! E tinha gente questionando antes desse torneio, o fato de “como ele pode ganhar sem treinador, sem preparador físico?”. Se jogar como jogou nos dois últimos jogos, será difícil ele perdeu este torneio!

Gerson
Gerson
9 dias atrás

Cerundolo jogou muito, fez o que pode, ficou nos pontos longos, fez o sérvio correr. Mas perdeu muitos breaks points (contra Djoko fazer isso é pedir para perder). Sobre Djokovic, não me surpreendo: é até cansativo falar de suas qualidades. Só fiquei na dúvida sobre suas verdadeiras condições físicas: se foi um desconforto no joelho momentâneo, se estava cansado ou se outra foi coisa. Se for um problema físico mais relevante, a coisa pode complicar para ele já contra o Ruud no próximo jogo, ou pela intensidade de Sinner e Alcaraz, num eventual cruzamento. A conferir!

trackback

[…] última temporada em Roland Garros ganhará uma reedição nas quartas de final em 2024. Depois de Novak Djokovic superar o argentino Francisco Cerúndolo em jogo de cinco sets e mais de quatro horas de duração, foi a vez de Casper Ruud confirmar o bom […]

Marcos Souza
Marcos Souza
9 dias atrás

Djoko é meu preferido e pra mim o maior de todos os tempos mas a verdade é que se enfrentar Sinner ou Alcaraz jogando desse jeito vai ser atropelado ( isso se passar pelo Ruud)

Benhamin Goveia
Benhamin Goveia
9 dias atrás

Djokovic, o maior tenista da história. Não dá mais para negar.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
9 dias atrás

Antes de fazer previsões, acho que é melhor esperar. O Djokovic acho que ajusta seus planos de jogo conforme o adversário. Contra o Ruud, já vai ajustar o seu jogo e se tiver que enfrentar o Sinner ou Alcaraz, terá um plano de jogo para cada um deles. Mas, se passar pelas quartas de final, ainda tem a semifinal contra o vencedor de De Minaur x Zverev/Rune.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
9 dias atrás

Djokovic é como piloto de avião: para cada voo, um plano diferente.

Mário
Mário
9 dias atrás

Maior da história, indiscutivelmente

Balbino
Balbino
9 dias atrás

Djokovik é o melhor tenista de todos os tempos. Já atingiu o nível de insuperabilidade mas mesmo assim continua arregaçando. È um professor ambulante de tênis e consegue fazer com que seus adversários evoluam em cada confronto com êle. Posue um estilo vencedor que pouquíssimos enxergam ou conseguem ler. A grande maioria dos comentaristas e narradores, principalmente o(a)s tenistas, ficam embasbacados

Rodri
Rodri
9 dias atrás

O joelho já estava incomodando contra o Musetti…sei não hein

trackback

[…] Novak Djokovic pode ter a continuidade de sua participação no torneio em risco. Logo após o triunfo de virada contra o argentino nesta segunda-feira, o número 1 do mundo revelou que vem sofrendo com um incômodo no joelho e a situação piorou […]

Wilson
Wilson
9 dias atrás

Existem comentários que são dignos de pena.
Existem contusões e contusões.
Ex: no futebol o jogador se lesiona, sai de campo, é atendido pelo DM, uns conseguem o retorno, outros não.
Voltando ao que interessa: Djoko pode até n sair campeão( existem adversários do outro lado), mas vai vender muito caro uma possível derrota.
Dito isto, em um futuro bem próximo, o tenis será conhecido pelas siglas: A.d e D.d.
Depois que ele parar de jogar, quem viu, viu. Quem não viu, só lamento.
O que acontecer com ele em quadra daqui para frente, será lucro.
Felizes daqueles que viram um sérvio detonar( esportivamente ) dois dos maiores monstros sagrado do tênis mundial.

Rockton
Rockton
9 dias atrás

Argentino amarelão. Até o Juvenil brasileiro Guto ganharia hoje do Sérvio.
Nunca vi um Argentino amarelão desse jeito.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
9 dias atrás
Responder para  Rockton

Snif, snif. O choro de sofredor é livre.

Ramiro Cora
Ramiro Cora
9 dias atrás
Responder para  Rockton

uma pessoa dum pais onde o melhorzinho é o Wildy (70º ranking) deveria ter um pouquinho mais de respeito por um atleta que há tempo está no top-30 e… que pertence a uma escola com uma tradição no tênis inigualável em Sul América, que hj tem 7 no top-100 … Além do fato de ter colocado dois numa final de RG (em 2004 Guillermo Coria x Gaudio)…
E … por cá como andamos ? (com Wild na cabeça??… kkkkkkk)…

Ramiro Cora
Ramiro Cora
9 dias atrás

Eu acho o Djoko o melhor de todos nos último15 anos. Isso não tira a capacidade de enchergar méritos dos outros, nem o gosto de torcer por atleta sul=americano (mesmo com pouca chances)
E agora vejam o que Djoko declarou em diálogo com a ESPN Ténis:

“Francisco mereceu ganhar o jogo, foi o melhor ao longo de grande parte da partida. Sinto por ele, é um grande cara, desejo o melhor para ele…”

Heder
Heder
8 dias atrás

Assisti o jogo na Phillip Chatrier, foi uma batalha. Djoko um pouco apático no segundo set em diante; porém no último set voou em quadra.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE