PLACAR

Dimitrov volta à final em Brisbane e tenta encerrar jejum de títulos

Foto: Tennis Australia

Brisbane (Austrália) – Depois de terminar a temporada passada jogando em alto nível e recuperando o protagonismo nos grandes torneios, Grigor Dimitrov terá mais uma chance de encerrar um jejum de títulos que já passa de seis anos. O búlgaro garantiu vaga na final do ATP 250 de Brisbane, depois de superar neste sábado o australiano Jordan Thompson, 55º do ranking, por 6/3 e 7/5.

Vencedor de oito torneios da ATP, Dimitrov não conquista um título desde o Finals de 2017. Depois disso, ele esteve em mais três finais, uma ainda em 2018 em Roterdã e mais duas no ano passado, no saibro de Genebra e no Masters 1000 de Paris. Aos 32 anos, o búlgaro disputará sua 18ª final da carreira. Ele tem um título em Brisbane em 2017 e foi vice em 2013.

Dimitrov chegou a ser número 3 do mundo e aparece atualmente no 14º lugar do ranking. Seu adversário na final deste domingo às 3h30 (de Brasília) será o dinamarquês Holger Rune, número 8 do mundo, que mais cedo venceu o russo Roman Safiullin por 6/4 e 7/6 (7-0). Dimitrov e Rune são os principais cabeças de chave em Brisbane. O retrospecto entre eles está empatado por 1 a 1.

“É incrível o trabalho que eu e minha equipe estamos fazendo nos últimos meses. E nossa maior recompensa é jogar essas partidas. É nesses palcos que queremos estar”, disse Dimitrov, durante a coletiva de imprensa neste sábado. “É claro que eu quer vencer e levantar o troféu. Mas não quero colocar mais pressão sobre mim mesmo e, então, não penso sobre isso. Estou muito orgulhoso de todas as outras coisas que fiz até agora e darei 100% de mim. Como o jogo vai se desenrolar, eu não sei. Tudo que sei é que posso controlar minha atitude da melhor maneira possível e aproveitar”.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

A semifinal deste sábado teve apenas duas quebras de serviço, ambas a favor de Dimitrov, que disparou dez aces e escapou de todos os seis break-points que enfrentou na partida. Durante o primeiro set, o búlgaro vinha confirmando seus serviços de forma bastante tranquila e abriu vantagem ao fazer 4/2. Já na parcial seguinte, sobreviveu a dois games muito longos em seu saque, antes de conseguir a quebra no penúltimo game da partida.

“Assisti um pouco do jogo do Jordan ontem à noite contra o jogo do Rafa. Ele fez uma partida incrível e vinha com muita
adrenalina, principalmente desde ontem à noite. Sabia que isso o ajudaria muito e que a torcida também estaria com ele”, avaliou o búlgaro. “Mas eu estava bastante focado no meu lado da rede e tentei executar cada golpe da melhor maneira possível. Também estava tentando ser mais agressivo e acho que isso realmente ajudou muito hoje”.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Emerson Laker
Emerson Laker
1 mês atrás

Pelo bem do tênis Rune tem que ganhar

Lucas
Lucas
1 mês atrás
Responder para  Emerson Laker

Pq?

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Emerson Laker

Como assim??? O que você tem contra o DIMITROV??? O cara está jogando um belíssimo tênis !!!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE