PLACAR

“Desempenho muito ruim da minha parte”, avalia Djokovic

Foto: BNP Paribas Open

Indian Wells (EUA) – De volta ao Masters 1000 de Indian Wells depois de cinco anos, o sérvio Novak Djokovic não conseguiu ir longe desta vez e foi surpreendido na última segunda-feira, caindo na terceira rodada diante do italiano Luca Nardi. O número 1 do mundo elogiou o desempenho do algoz e também lamentou o nível de tênis que mostrou em quadra na derrota por 2 sets a 1.

“Parabéns a ele, principalmente no terceiro set, por jogar um ótimo tênis. Eu não sabia muito sobre ele, mas estudei seu jogo e sabia que possui um tênis de grande qualidade desde a linha de base, principalmente no forehand, que se move bem e é muito talentoso. Ele entrou como lucky-loser, então realmente não tinha nada a perder e jogou muito bem”, comentou o sérvio.

“Mereceu vencer. Fiquei mais surpreso com meu nível, que foi muito ruim”, acrescentou Djokovic, que não jogava desde a eliminação no Australian Open e também estava há cinco temporadas sem competir em Indian Wells.

Com a derrota ainda muito fresca, ele não soube dizer o quanto tudo isso pode ter influenciado em seu resultado final no torneio. “Poderia ser ambos, mas não tenho tanta certeza. Obviamente vou analisar o que foi feito, o que poderia ter sido feito melhor e depois seguir em frente. Eu jogo menos torneios, então sou mais seletivo com minha agenda”, pontuou o tenista de 36 anos.

“É claro que não é uma boa sensação quando você é eliminado muito cedo no torneio, especialmente aqui, onde eu não jogo há cinco anos. Realmente queria me sair bem, mas não era para ser. Cometi alguns erros não forçados realmente terríveis. Mostrei um tênis bastante defensivo e não bati muito bem na bola no terceiro. Ele estava jogando mais livre e agressivo e foi para os golpes”, disse o sérvio.

Questionado sobre as escolhas, tanto na preparação, mas principalmente em quadra, Djokovic ponderou e reconheceu que não foi bem. “Poderia ter feito tudo diferente. Como eu disse, um desempenho muito ruim da minha parte”, lamentou o líder do ranking, que ainda não venceu um título na temporada.

“Nenhum título este ano. Isso não é algo com o qual estou acostumado. Nos últimos anos eu começava vencendo um Grand Slam ou com uma vitória em Dubai, ou qualquer outro torneio. Está bem, faz parte do esporte. Você apenas tem que aceitar isso. Alguns você ganha, outros você perde. Espero ganhar mais alguns e continuar”, finalizou o sérvio.

51 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Xico Tripas
Xico Tripas
1 mês atrás

Falta vacina. KKKK

Rodri
Rodri
1 mês atrás
Responder para  Xico Tripas

Então explica todos os títulos pós pandemia sem tomar a vacina? XÊNIO

Marcos
Marcos
1 mês atrás

Infelizmente o fim chegou para o trio épico do tênis, em escadinha por ordem técnica e cronológica. Primeiro foi se o GOAT, depois o Touro Miúra e agora chegou vez do Grande Rebatedor …

Lila
Lila
1 mês atrás
Responder para  Marcos

Concordo!

Alana
Alana
1 mês atrás
Responder para  Marcos

Goat é o Djoko! Esses torcedores de Federer e Nadal não desistem de falar bobagem…

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Marcos

Correção: primeiro se foi o Terceirão, sem nenhum recorde relevante no tênis.

Belarmino Jr
Belarmino Jr
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

Federer é o recordista de títulos em Wimbledon, o maior e mais desejado slam de todos.

É o GOAT com toda certeza do mundo!

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Belarmino Jr

Não. O que importa é o total de majors. Federer tem 4 a menos (total de títulos de Guga + Del Potro), ou seja, diferença absurda.
Em Wimbledon, perdeu 3 finais para Djoko apesar de ser ainda o recordista.

natanael
natanael
1 mês atrás
Responder para  Paulo Sérgio

o que importa é o total de vitórias na carreira e o sérvio vai se aposentar e não chegar no numero do suíço

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Belarmino Jr

Australian Open é disparado o Slam mais moderno de todos e Wimbledon ultrapassado e obsoleto. De qualquer forma, o que vale é o total (24 > 20) e Federer é trivice do GOAT na relva, além de ter ganhado a maioria em cima de ninguém (entressafra e Cilic).

Poderoso piupiu
1 mês atrás
Responder para  Marcos

O cara é número 1 do mundo cara

Rodri
Rodri
1 mês atrás
Responder para  Marcos

Cara, dói tanto né? Tantas surras e todos os recordes quebrados fazem com que a consciência e razão se percam ao não reconhecer o sérvio como goat.

JOÃODERVAL
1 mês atrás

Não consegue elogiar o grande jogo do adversário! kkk

Quando não fala que jogou mal, fala que sentiu alguma lesão!

Dkovid não engana ninguém, não tem caráter!

Orlando
Orlando
1 mês atrás
Responder para  JOÃODERVAL

Meu Deus, tenha piedade desse infeliz e das antigas proferidas.

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás
Responder para  JOÃODERVAL

Não prestou atenção ou não viu a entrevista, ele mesmo reconheceu que não jogou bem, não disse que estava com lesão e falou que o adversário jogou bem, quanto chororo.

Última edição 1 mês atrás by Marcelo
Emerson
Emerson
1 mês atrás

Djokovid, o marmitão da nextgen !!!!

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Emerson

24 > 22

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Emerson

Pelo menos não foge dos torneios pra não perder de um Jordan Thompson da vida, kkkkk.

Ricardo
Ricardo
1 mês atrás

O moleque jogou muito, foi pra cima do ídolo. Muitas bolas vencedoras. E o antivax não é capaz de reconhecer.
Será que tem vacina pra falta de humildade? Ou pra arrogância?

Kiko Rotta
Kiko Rotta
1 mês atrás
Responder para  Ricardo

Olá
Como alguns sem noção como vc escrevem e falam Asneiras Bahh
Ologiou sim o adversário como reconheceu ter jogado mal e que foi Merecida a vitória do jovem Italiano! Mada a ver com vacinas sem noção! Vai lá toma mais uma dose e outra de Bom Senso

Marcos Antonio Vargas Pereira
Marcos Antonio Vargas Pereira
1 mês atrás
Responder para  Kiko Rotta

Como é que cabe na mesma frase , mereceu vencer….. Joguei muito mal……

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Ricardo

Ele reconheceu. É só ler o primeiro parágrafo. Isso não muda o fato de ter jogado mal.

Ricardo
Ricardo
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

O garoto é bom, maaaaasssss….
Nada de mas!
Reconhece que o moleque atropelou, só isso!
Sem mas

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Ricardo

Não atropelou. Ganhou em 3 sets.

Orlando
Orlando
1 mês atrás

* asneira proferidas

Leonardo
Leonardo
1 mês atrás

Concordo. Jogou mal. Bolas curtas, perto la linha do T, pouca agressividade. Bola passando mais alta na rede. Não vimos muito aquela bola plana, rapida quicando perto la linha de fundo, seja na cruzada ou na paralela, e poucos contra ataques fulminantes de esquerda. Se isso é um sinal de declinio fisico, ou simplesmente um dia ruim, em uma quadra mais lenta, temos que observar o resto do ano para concluir. De repente falta motivação, já conquistou todos os records importantes, e cada vez mais o jogo demanda do fisico, que aos 36 já não é o mesmo. Ainda é cedo para conclusões

Davi Silva
1 mês atrás

É uma pena, mas o big three está se esvaindo do tênis, tivemos o privilégio de vermos os maiores de todos os tempos em x1 épicos, agora é só nos resta recordar e vê, no caso o GOAT e o deus da raça, em suas últimas apresentações, uma pena.

Fã de Tenis
Fã de Tenis
1 mês atrás

Bem humilde ele…SQN. Caindooooooooooo

roberto
roberto
1 mês atrás

Entregou o jogo.

Leandro Passos
Leandro Passos
1 mês atrás

É o começo do fim…

JOÃODERVAL
1 mês atrás

Kd meu comentário falando que a jaguatirica da serra suíça não entra nem no top 10 dos maiores!

Federexe é o Rei da entressafra! Apanhou do Djoko, Nadal e da Next Gen!

Menti? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Astério Silva
Astério Silva
1 mês atrás
Responder para  JOÃODERVAL

Djoko é sem dúvida o maior do tênis – o maior rebatedor de todos os tempos. Nadal o maior do saibro. His Majesty Roger Federer, o maior TENISTA de todos os tempos… é diferente !!!

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Astério Silva

Maior sem recordes relevantes no tênis?

JOÃODERVAL
1 mês atrás
Responder para  Astério Silva

Maior freguês só se for kkkkkkk

Perde em GS, em títulos de simples, em semanas… e pra completar, perde em confrontos diretos! hahahah

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás

claro que o tempo de inatividade no circuito e um treinamento mais leve influenciariam no resultado. Aos 36 anos esta ficando difícil de sair do buraco em uma partida e ter capacidade de virar um placar especialmente quando joga contra um jovem com vontade de ganhar, mental bom e que arrisca nos golpes e jogadas sem medo de perder. A partir de agora o Djokovic vai ter que se preparar mentalmente para encarar resultados assim contra adversários com ranking bem mais baixo.

Carlos Alberto
Carlos Alberto
1 mês atrás

“Parabéns a ele, principalmente no terceiro set, por jogar um ótimo tênis. Eu não sabia muito sobre ele, mas estudei seu jogo e sabia que possui um tênis de grande qualidade desde a linha de base, principalmente no forehand, que se move bem e é muito talentoso. Ele entrou como lucky-loser, então realmente não tinha nada a perder e jogou muito bem”, comentou o sérvio.

Wilson
Wilson
1 mês atrás

Algumas postagens desse tópico, são dignas de pena.
Pqp

Márcio Falci Junior
Márcio Falci Junior
1 mês atrás

Só para lembrar que não defendia nenhum ponto E que vai aumentar a vantagem para o espanhol….
E continua como o número 1 ainda….

Gusmão
Gusmão
1 mês atrás

Força Djokovik para o próximo torneio.

Neto
Neto
1 mês atrás

A velha desculpa: “ah…, foi minha pior partida na vida…” ó dia, ó azar…

Hugo
Hugo
1 mês atrás

Djokovic eh o grande rebatedor.
Bateu e rebateu em Federer e Nadal, muitas vezes.

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

As pessoas precisam entender que o estilo do Djokovic exige muito mais fisicamente pois ele joga muito mais de forma defensiva e jogando nos erros do adversário, e com isso, ele tem uma agressividade muito baixa. E agora com essa idade não há como ficar só correndo e devolvendo, o declínio físico está claro. Ou ele muda esse estilo de jogo ou sofrerá cada vez mais derrotas desse tipo.

Kylian
Kylian
1 mês atrás

Dá até pena de ler os posts dos fãs de Djokovic. Tentam a todo custo provar que ele é o GOAT. Ele tem os melhores números, isso é fato, e se aproveitando de uma grande entressafra e ele não tem culpa disso. Fiquem felizes com isso.
Não conseguirão convencer a maioria das pessoas, que proclamam o Federer ser o maior nome do tênis, que ele é a essência do tênis e isso está ok.
Para outras opiniões o Nadal é lendário e também admirado por sua determinação e sua luta contra lesões e algumas limitações, o seu domínio no saibro é algo que será difícil de ser repetido e está ok também.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Kylian

Na verdade, dá pena ler os posts dos fãs do Terceirão Federer.

Que maioria é essa? Todos os ex-jogadores e nomes importantes do tênis já declararam Djokovic como o GOAT absoluto. Como disse Roddick, é como negar a lei da gravidade.

Apenas fanáticos pelo suíço freguês dos rivais e sem nenhum número relevante insistem em viver no mundo paralelo e negar a dura realidade.

Neto
Neto
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

Todos? A sua mentira começa nisso.
Sua referência é Roddick? Djokovic é freguês dele.

Concordo de que é uma grande entressafra. Somente agora Alcaraz e Sinner são acima da média.

Última edição 1 mês atrás by Neto
Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Neto

Minhas referências são Roddick, Sampras, Agassi, McEnroe, Laver, Wilander, Medvedev, Zverev, Alcaraz e mais recentemente o próprio Nadal, que disse que Djoko era o GOAT duas vezes. Absolutamente nenhuma pessoa séria aponta Federer como GOAT, já que não possui qualquer recorde relevante e é freguês dos rivais.

E daí que o Roddick tem h2h positivo de 5×4? Só conseguiu manter isso porque se aposentou cedo. Djokovic 27×23 Federer, esse sim é válido.

A entressafra foi de 2003 a 2007. Não confunda.

Abs.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Kylian

E outra: torcedor do Federer falando em entressafra é o cúmulo da desfaçatez, kkkkkkkk. Ganhou NADA em cima de Djoko e Nadal.

Luciano
Luciano
1 mês atrás

Derrotas assim acontecem com qualquer um! Bobagem! Djokovic ainda vai ganhar muita coisa! Apesar de não ser ele o meu jogador predileto, mas creio que ele ainda ganhe mais uns 4 Grand Slam tranquilamente.

Souza Oliveira
Souza Oliveira
1 mês atrás

Grande sérvio ótimo jogador…. Nunca será e tá tudo certo….Paz…..

Paulo Schwochow
Paulo Schwochow
1 mês atrás

Não achei o Djoko abaixo. Na verdade o italiano jogou como nunca, parecia top 10. Falar que jogou mal só menospreza o adversário e não pareceu isto pra quem viu o jogo. O guri simplesmente não deu muita chance pro Djoko. E o jogo estava muito bom. Tanto que quando acabou fui ver Medvedev X Korda e parecia um jogo de chalenger, muitos erros bobos, nem perto do jogo com vários pontos bonitos, principalmente do Nardi. Tem dias que entra tudo e este foi o caso, acertou paralelas de forehand, backhand, curtinhas, sacou muito. Ganhou quem.jogou melhor.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás

Até parece que ser excelente rebatedor é suficiente pra ganhar o que o Djokovic ganhou na carreira. Falar que o Federer foi o GOAT é muito fácil, o difícil é justificar essa opinião. Dos três Big 3, talvez o Federer foi o que tinha mais talento natural pra jogar tênis e, por confiar no seu talento, acredito que foi o que menos trabalhou pra desenvolver novas habilidades. Por isso, acabou sendo superado pelos outros dois Big 3 que trabalharam mais que ele. Isso mostra que a vida premia o trabalho e não o talento. Geralmento o prêmio vem pra quem trabalha melhor e não pra quem trabalha mais. O talento a gente ganha de presente, sem precisar fazer esforço pra conseguir. Porém, quem não trabalha pra desenvolver os talentos que recebe, geralmente é superado pelos mais dedicados e que trabalham melhor.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE