PLACAR

Com Bia, Stefani e Ingrid, Brasil tem 3 top 50 nas duplas

Foto: China Open

Miami (EUA) – A atualização do ranking de duplas da WTA possibilitou um momento histórico para o tênis feminino do Brasil. Pela primeira vez, o país tem três jogadoras no top 50, Luísa Stefani em 10º lugar, Beatriz Haddad Maia em 15º e Ingrid Martins na 50ª posição.

Na última semana, Stefani e Ingrid jogaram juntas e foram semifinalistas do WTA 1000 de Pequim. Com o resultado, a carioca Ingrid Martins saltou nove posições no ranking de duplas e atingiu a melhor marca da carreira. Elas agora seguem para o WTA 500 de Zhengzhou e já estreiam nesta terça-feira contra a romena Monica Niculescu e a ucraniana Nadiia Kichenok.

Bia, que chegou às quartas nas duplas em Pequim ao lado da russa Veronika Kudermetova, ganhou uma posição no ranking. A paulistana de 27 anos jogará na próxima semana o WTA 250 de Hong Kong, mas apenas em simples.

O ranking de duplas da WTA foi instituído apenas em 1984. E as marcas ocupadas pelas três melhores do tênis brasileiro no circuito. Lembrando que Bia já foi top 10 de duplas em maio, e de simples em junho. Stefani tem como melhor marca da carreira o nono lugar.

A quarta melhor brasileira no ranking de duplas é Laura Pigossi, apenas no 269º lugar. Medalhista olímpica em Tóquio, ao lado de Luísa Stefani em 2021, Pigossi prioriza hoje o circuito de simples e ocupa o 118º lugar, sendo a número 2 do país. Ela está em Seul, disputando o WTA 250 local. Já a jovem paulista de 19 anos Ana Candiotto é a quinta melhor do país, ocupando o 369º lugar. Ela ganhou 16 posições na última atualização do ranking.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE