PLACAR

Cirstea tira Bencic e faz melhor Slam em 14 anos

Sorana Cirstea (Foto: Brad Penner/USTA)

Nova York (EUA) – Pela segunda vez em sua carreira profissional, Sorana Cirstea disputará as quartas de final de um Grand Slam. Vinda de uma grande vitória sobre Elena Rybakina na última sexta-feira, experiente romena de 33 anos e 30ª do ranking voltou a eliminar uma cabeça de chave no US Open, superando neste domingo a suíça Belinda Bencic, 13ª do mundo, por duplo 6/3 em apenas 1h25.

Cirstea repete seu melhor resultado em Grand Slam, que havia sido alcançado há 14 anos, no saibro de Roland Garros em 2009. Apenas a croata Mirjana Lucic passou mais tempo entre duas grandes campanhas em Slam, foram 18 anos entre Wimbledon de 1999 e o Australian Open de 2017.

Para superar Bencic pela terceira vez em quatro jogos, Cirstea disparou cinco aces, enquanto a suíça fez cinco duplas faltas. A romena colocou pressão constante sobre os games de saque da rival, criando 10 break-points para obter seis quebras. Ela liderou a contagem de winners, e cometeu 14 erros contra 32. Além disso, a romena conseguiu uma revanche, contra sua algoz na edição passada do torneio.

Com um ótimo trabalho ao lado do sueco Thomas Johansson, Cirstea tem recuperado posições ao longo da temporada. Em março, a romena aparecia apenas no 83º lugar, antes de emendar boas campanhas como as quartas em Indian Wells e semifinal em Miami. O melhor ranking de sua carreira é o 21º lugar.

A adversária de Cirstea nas quartas será a tcheca Karolina Muchova, número 10 do mundo e finalista de Roland Garros. Muchova, de 27 anos, agora tem quartas em todos os Grand Slam. A tcheca lidera o retrospecto contra a romena por 3 a 1, e buscará sua segunda semifinal em torneios deste porte.

Por outro lado, Bencic tinha a chance de fazer mais uma boa campanha no US Open. A suíça foi semifinalista do torneio em 2019 e chegou outras duas vezes às quartas, a última em 2021.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE