PLACAR

Cahill diz que Sinner tem grande vontade dentro de si

Foto: Manuela Davies/USTA

Nova York (EUA) – Depois de anos sob a tutela de Riccardo Piatti, o italiano Jannik Sinner reformulou sua equipe e contratou o experiente australiano Darren Cahill para se juntar a Simone Vagnozzi e a ajudá-lo na busca por conquistas ainda maiores. O trabalho rendeu ao atual número 7 do mundo sua primeira semifinal de Grand Slam neste ano em Wimbledon.

Com larga experiência no circuito, tendo trabalhado com nomes como Andre Agassi, Andy Murray, Ana Ivanovic, Fernando Verdasco, Daniela Hantuchova, Sorana Cîrstea e Simona Halep, Cahill garante que seu novo pupilo tem potencial para brilhar no circuito.

“Ele é apaixonado, se diverte e não tem medo de sorrir, é um pouco brincalhão. Tem aquela fome dentro dele, você pode ver em seus olhos”, afirmou o treinador australiano, que defende que uma relação honesta com o jogador é a principal característica para um trabalho de sucesso.

“Se você tiver honestidade e sinceridade na relação entre jogador e treinador, essa relação vai ser muito melhor, mesmo que a verdade possa doer um pouco em algumas ocasiões. Esse é o tipo de relacionamento que você sempre procura”, afirmou Cahill.

A sintonia com a equipe também é um fator importante para Sinner. “Sempre procuro me cercar de pessoas que sejam grandes amigos, mas também quero que sejam muito honestos comigo”, comentou o italiano, mostrando estar com o mesmo pensamento de seu técnico.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE