PLACAR

Bia vence mais uma e define confronto para o Brasil

Foto: GabrielHeusi/ HeusiAction

por Mário Sérgio Cruz, de Brasília

Assim como já havia acontecido no dia anterior, Beatriz Haddad Maia venceu mais uma partida neste sábado e definiu o confronto entre Brasil e Coreia do Sul pelos playoffs da Billie Jean King Cup, em Brasília. Número 1 do país e 11ª do mundo, Bia mais uma vez confirmou o favoritismo e marcou 6/2 e 6/1 em 1h06 contra Sohyun Park, 295ª colocada e jogadora de melhor ranking entre as sul-coreanas convocadas para o confronto.

Bia vinha de outra vitória em sets diretos, contra a jovem de 20 anos Yeonwoo Koo na última sexta-feira. E na abertura do confronto, Laura Pigossi derrotou Park também em sets diretos. Com os 3 a 0 no confronto e série definida, não haverá o quarto jogo de simples, apenas uma partida de duplas para cumprimento de tabela para fechar o confronto. O Brasil ainda tem Luísa Stefani, Ingrid Martins e Carol Meligeni que não jogaram no fim de semana, enquanto a dupla coreana deverá ter Dayeon Back e Bo-Young Jeong.

+ Bia celebra primeiro torneio em casa em 7 anos

A vitória nos playoffs recoloca o Brasil no Qualificatório Mundial da Billie Jean King Cup. Desde a mudança de formato na competição em 2020, será a terceira participação do país nessa fase, que acontece no início de 2024. Curiosamente, os dois duelos anteriores foram contra a Alemanha, em 2020 e 2023. A fase qualificatória terá nove confrontos, valendo vaga na fase final do ano que vem, o que seria inédito para o Brasil no atual formato.

A partida deste sábado em Brasília foi a última na temporada para Bia, que conquistou o maior título de sua carreira de simples há duas semanas, no WTA Elite Trophy, em Zhuhai, na China. No mesmo torneio, também foi campeã de duplas, além de também ter vencido nas duplas no WTA 1000 de Madri, com Victoria Azarenka. A paulistana de 27 anos acumulou 36 vitórias e 23 derrotas em 2023. Ela também conseguiu seu melhor resultado numa chave de simples de Grand Slam, a semifinal de Roland Garros, e chegou a ser top 10 nos dois rankings ao longo da temporada.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Novamente, Bia conseguiu se impor durante a partida, aproveitando as condições mais rápidas da quadra, por conta da altitude de Brasília. Com seu tênis agressivo e muita potência nos golpes, teve amplo domínio nos ralis de fundo. E desta vez, não correu riscos em seu saque. Ela não enfrentou break-points em nenhum momento da partida e cedeu apenas seis pontos nos games de serviço, além de quebrado cinco vezes o saque da rival.

Depois de um início de partida dominado pelas sacadoras até o 2/2, não demorou para que Bia estabelecesse o domínio da partida, conseguindo duas quebras na reta final do primeiro set. Na segunda parcial, a número 1 do Brasil continuou sacando muito bem e definindo os pontos com poucas trocas de bola. A primeira quebra veio em uma dupla falta da sul-coreana e Bia conseguiu duas novas quebras para definir o confronto.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE