PLACAR

Bia destaca mudança tática e força mental para a virada

Foto: Jimmie48/WTA

Roma (Itália) – Depois de vencer sua partida de estreia no WTA 1000 de Roma, Beatriz Haddad Maia destacou uma mudança tática adotada a partir do segundo set e a força mental para lidar com a situação desfavorável diante da chinesa Xinyu Wang. Bia avalia que a postura mais agressiva, o que não vinha acontecendo no set inicial, foi determinante para que ela conseguisse a virada nesta quinta-feira.

“Boa vitória. A Wang é uma jogadora perigosa de se enfrentar especialmente em rodadas iniciais, já que joga o tempo todo com muita potência nos golpes e nos limites da quadra”, disse Bia, após superar Wang por 4/6, 6/3 e 6/4 em 2h17 de partida. Foi sua quarta vitória em cinco jogos contra a chinesa, atual 42ª do ranking.

“Fiquei insatisfeita com a maneira conservadora que joguei o primeiro set, embora soubesse que precisava fazer o oposto. Ao mesmo tempo, fico contente por ter revertido os pensamentos negativos e ter encontrado meu tênis agressivo e propositivo ao longo do segundo e do terceiro set”, avaliou a número 1 do Brasil e 13ª do mundo.

“Estou no meu nível mais alto”, afirma a brasileira

“Como tenho dito constantemente, me sinto forte. Em termos de capacidades de realização dentro de uma quadra de tênis, estou no meu nível mais alto. Mas já aprendi que tudo é uma questão de equilibrar os pensamentos e se encorajar para colocar em prática o que venho trabalhando e evoluindo no dia a dia”, complementou a paulistana de 27 anos, que chegou às quartas na edição passada em Roma.

Cabeça de chave 12 em Roma, Bia entrou diretamente na segunda rodada. E a vitória desta quinta-feira já a coloca na terceira fase. Ela enfrenta no sábado a norte-americana Madison Keys, 16ª do ranking. A brasileira venceu o único duelo anterior entre elas, durante a campanha para o título do WTA Elite Trophy, no ano passado na China.

6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
20 dias atrás

Vai ser um jogo duro mas passa pela keys

Carlos Roberto Gomes
Carlos Roberto Gomes
20 dias atrás

Parabéns, ainda acredito que necessita ter um melhor apoio de sua equipe, inclusive mental, é sem dúvida uma boa jogadora!

Marcelo Calmon
Marcelo Calmon
20 dias atrás

Keys tem mais tênis, mas para começar estourar bolas não é difícil ! America é muito instável, então dá para acreditar na vitória da Bia.

Fábio
Fábio
20 dias atrás

A Keys tem a boca do Ronaldinho. Dentão.

Refaelov
Refaelov
20 dias atrás

Achei coerentes boa parte das visões dela, a chinesa realmente era uma adversária complicada(em se tratando de um R2 para uma cabeça de chave), o saque de fato continua n funcionando como deveria mas, a Bia merece os créditos pela resiliência de buscar o jogo nas devoluções de Wang..

Ao meu ver a R3 será menos complicada, jogo da Keys n casa muito com as condiçõesde Roma nessa semana(Madri tinha a questão da altitude q colaborava com o jogo da americana).. vejo boas possibilidades de repetir as QF do ano passado, oq seria importante para minimizar a queda no Ranking, pensando na SF por defender em Paris..

Última edição 20 dias atrás by Refaelov
Flávio
Flávio
19 dias atrás
Responder para  Refaelov

Rafaelov acho que dá para Bia ganhar da Keys, pois a mesma não tem mobilidade no saibro.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wild enfrenta inspirado Monfils e a torcida francesa em Paris

A homenagem de Roland Garros ao adeus de Alizé Cornet

PUBLICIDADE