PLACAR

Berrettini faz quartas em Stuttgart e encara algoz de Shelton

Foto: Paul Zimmer/BOSS OPEN

Stuttgart (Alemanha) – O italiano Matteo Berrettini mais uma vez mostrou força na grama do ATP 250 de Stuttgart, onde foi campeão em 2019 e 2022. Nesta quinta-feira, ele teve pela frente o canadense Denis Shapovalov e anotou sua 11ª vitória em 12 jogos no torneio, marcando duplo 6/4 para derrubar seu segundo obstáculo na competição e se garantir nas quartas de final.

“Até agora na minha carreira tive muito sucesso na grama, acho que é o meu melhor piso e adoro jogar nele, especialmente aqui em Stuttgart. Estou muito feliz por estar nas quartas de final. Agora preciso descansar um pouco e pensar no amanhã”, afirmou Berrettini, que enfrentará na próxima rodada o australiano James Duckworth, em duelo inédito.

Duckworth foi o responsável pela eliminação do cabeça de chave número 2, o norte-americano Ben Shelton, que estreou direto na segunda rodada e não conseguiu avançar. Ele caiu diante do australiano em batalha de 2h04, com o placar final de 7/6 (7-5), 4/6 e 6/3.

Berrettini comemorou o desempenho com o serviço, vencendo 75% dos pontos disputados. “Coloquei muito foco no meu saque. É muito importante fazê-lo sentir a pressão, pois quando está sacando, ele sabe que não pode ser quebrado, senão terá problemas”, observou o italiano, que não sofreu uma quebra sequer na partida.

“Jogar com o slice também é algo que gosto de fazer na grama. Contra um canhoto com backhand de uma mão, é algo que hoje foi muito útil. Treinamos isso um pouco ontem e esta manhã e funcionou. Sabia que tinha que jogar meu melhor tênis para vencê-lo e fiz isso hoje”, finalizou.

Struff salva o torneio dos alemães

Com apenas três representantes da casa na segunda rodada e dois já eliminados, Jan-Lennard Struff salvou a honra alemã ao derrotar o francês Arthur Rinderknech nesta quinta-feira, marcando parciais de 6/4 e 7/6 (7-0), depois de 1h19 de confronto.

Único germânico nas quartas de final em Stuttgart, agora Struff medirá forças como o norte-americano Brandon Nakashima, que se beneficiou com a desistência de Alexander Zverev e teve como rival na segunda rodada o lucky-loser francês Richard Gasquet, batendo o experiente oponente em sets diretos, com o placar final de 6/3 e 6/4.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE