PLACAR

Austrália volta a ter uma finalista no juvenil após 16 anos

A australiana Emerson Jones é primeira finalista da casa desde 2008 (Foto: Hiroshi Sato/ITF)

Melbourne (Austrália) – Pela primeira vez em 16 anos, uma jogadora da casa estará na final do torneio juvenil do Australian Open. A anfitriã Emerson Jones garantiu vaga na decisão ao vencer a búlgara Iva Ivanova por 6/3 e 6/1. Campeã em Tralagon na semana passada, a australiana está invicta há 11 jogos seguidos.

Jones, de 15 anos e oitava colocada no ranking mundial juvenil, é a primeira australiana na final de sua categoria em Melbourne desde 2008, quando Jessica Moore foi superada pela holandesa Arantxa Rus na final. A última campeã em casa foi Siobhan Drake-Brockman em 1995, enquanto Ashleigh Barty foi a última australiana juvenil vencedora de Grand Slam, na grama de Wimbledon em 2011.

A adversária de Jones na final marcada para às 22h (de Brasília) desta sexta-feira será a eslovaca Renata Jamrichova, principal cabeça de chave e número 3 do ranking, que venceu a japonesa Ena Koike por 6/4, 2/6 e 6/3. A eslovaca de 16 anos pode ser a segunda jogadora de seu país a conquistar o título em Melbourne, juntando-se a Tereza Mihalikova em 2015. Na história, apenas três tenistas da Eslováquia, meninos ou meninas, ganharam um título de Grand Slam juvenil em simples.

A final masculina será disputada na sequência entre dois jogadores de 17 anos, o japonês Rei Sakamoto e o tcheco Jan Kumstat. Nas semifinais desta sexta-feira, o japonês derrotou o norueguês Nicolai Kjaer por 6/4 e 6/2, enquanto o tcheco bateu o holandês Mees Rottgering por 6/1 e 6/3.

Sakamoto é o númeo 7 do ranking e, assim como Jones, conquistou o torneio preparatório em Tralagon. Ele tenta se tornar o primeiro juvenil japonês a conquistar o título na Austrália e apenas o segundo jogador do país a ganhar um Grand Slam, juntando-se a Shintaro Mochizuki na grama de Wimbledon em 2019. Já Kumstat pode ser o segundo tcheco a ganhar o título em Melbourne, depois de Jiri Vesely em 2011, e o 6º juvenil tcheco a conqistar um Grand Slam entre os meninos.

Duplas norte-americanas conquistam dois títulos
Duas parcerias norte-americanas garantiram títulos nesta sexta-feira em Melbourne. Campeãs da Billie Jean King Cup Junior no ano passado, Tyra Grant e Iva Jovic conquistaram o Australian Open com vitória sobre a tcheca Julie Pastikova e a alemã Julia Stusek por 6/3 e 6/1. Na final de duplas masculinas, Maxwell Exsted e Cooper Woestendick baterem o tcheco Petr Brunclik e o britânico Viktor Frydrych por 6/3 e 7/5.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
trackback

[…] (Austrália) – Apesar da grande expectativa da torcida da casa, o título do torneio juvenil feminino no Australian Open ficou com a eslovaca Renata Jamrichova, […]

Durval de Deus
30 dias atrás

É empolgante ver o retorno da Austrália às finais juvenis do Australian Open após 16 anos, especialmente com a impressionante performance de Emerson Jones, uma jovem promissora de apenas 15 anos. Sua invencibilidade nos últimos 11 jogos e a recente vitória em Tralagon mostram o potencial brilhante que ela traz para o cenário do tênis juvenil. A busca pelo título contra a eslovaca Renata Jamrichova promete ser uma batalha emocionante entre duas jovens talentosas.

Além disso, a final masculina entre Rei Sakamoto e Jan Kumstat destaca o surgimento de novos talentos no cenário internacional do tênis juvenil. Sakamoto, buscando se tornar o primeiro juvenil japonês a vencer na Austrália, e Kumstat, almejando seguir os passos de Jiri Vesely, prometem uma disputa acirrada.

Parabéns também às duplas norte-americanas, Tyra Grant e Iva Jovic, bem como Maxwell Exsted e Cooper Woestendick, pela conquista de títulos nas categorias femininas e masculinas de duplas, respectivamente. Esses resultados enfatizam a diversidade e o talento presente no cenário juvenil do tênis, proporcionando uma visão otimista para o futuro do esporte.

Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.
Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Quando os tenistas se machucam, mas ainda vencem

ATP seleciona as 10 melhores jogadas do ATP FInals