PLACAR

Algoz de Murray em Doha, Mensik também tira Rublev e faz semi

Jakub Mensik (Foto: Qatar ExxonMobil Open)

Doha (Qatar) – Um dia depois de eliminar Andy Murray em duelo de três tiebreaks nas oitavas de final do ATP 250 de Doha, o jovem tcheco de 18 anos Jakub Mensik conseguiu mais uma grande vitória e garantiu vaga na semifinal do torneio. O atual 116º do ranking eliminou o russo Andrey Rublev, principal cabeça de chave e número 5 do mundo, com parciais de 6/4 e 7/6 (8-6) em 1h36 de partida.

Esta é a primeira vitória contra top 10 na carreira de Mensik, que já havia enfrentado dois tenistas desse nível, Taylor Fritz no US Open e Hubert Hurkacz na Austrália. Ele também chega à semifinal de um ATP pela primeira vez na carreira.

“Está sendo uma semana incrível. Joguei muito bem desde o início e sabia que poderia enfrentar grandes jogadores. É ótimo chegar à semifinal depois de vencer adversários desse nível”, disse Mensik, que recebeu convite para o torneio. “Mas o trabalho ainda não está concluído. Espero poder jogar assim novamente nas semifinais amanhã e chegar à final”.

A campanha até a semifinal em Doha já está rendendo uma vaga no top 100 Mensik, que pode chegar ao 85º lugar do ranking se for finalista e chegar até a 74ª posição em caso de título. O tcheco é também o jogador mais jovem a vencer um top 5 desde o US Open de 2021, quando Carlos Alcaraz bateu o grego Stefanos Tsitsipas.

A partida desta quinta-feira teve apenas uma quebra de serviço, conquistada por Mensik no sétimo game da primeira parcial. Já no segundo set, Rublev teve cinco chances de quebra e até mesmo um set-point, quando liderava por 6/5, mas não conseguiu aproveitar. O tcheco foi mais eficiente nas devoluções durante o tiebreak e fechou a partida em dois sets.

Duelo com Monfils na semifinal desta sexta-feira

A semifinal em Doha será um duelo de gerações. Isso porque Mensik enfrentará o francês Gael Monfils, ex-top 10 e atual 68º do ranking, que bateu o compatriota Ugo Humbert, cabeça 3 do evento e número 18 do mundo, por 6/2 e 6/4. Aos 37 anos, Monfils é o semifinalista mais velho na história do torneio. O experiente francês tem 12 títulos no circuito e busca a 35ª final da carreira.

A outra semifinal será entre o russo Karen Khachanov, cabeça 2 do evento e 17º do ranking, e o australiano Alexei Popyrin, 46º colocado. Khachanov lidera o histórico de confrontos por 2 a 1. O russo de 27 anos tem cinco títulos no circuito. Já o australiano de 24 anos já venceu dois torneios da ATP.

Leia mais:

Popyrin e Khachanov fazem a primeira semi em Doha

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE