PLACAR

Alcaraz: “Vencer um primeiro set tão difícil foi decisivo”

Foto: Jonathan Nackstrand/AELTC

Londres (Inglaterra) – Assim como havia acontecido na estreia, Carlos Alcaraz conseguiu mais uma vitória em sets diretos em Wimbledon. E depois de superar o australiano Aleksandar Vukic nesta quarta-feira, o atual campeão destacou o poder de reação no set inicial, antes de assumir o controle da partida pela segunda rodada do torneio.

“Estou muito feliz com o meu desempenho e acho que o primeiro set foi decisivo”, disse Alcaraz, após a vitória por 7/6 (7-5), 6/2 e 6/2. O espanhol chegou a liderar o primeiro set por 5/2, perdeu quatro games seguidos, mas devolveu a quebra para vencer a parcial no tiebreak. Depois disso, não enfrentou mais break-points até o fim do jogo.

“Ele sacou para fechar e sabia que seria difícil para ele, como também havia sido para mim. Consegui quebrar e depois fiz um tiebreak muito bom. Nessas situações, você tem que aumentar seu nível e tentar ser agressivo. Joguei muito bem no segundo e terceiro sets”, acrescentou o número 3 do mundo.

O jovem jogador de 21 anos também falou sobre sua evolução na grama e missão de defender o título.”Estou me sentindo cada vez melhor, depois de jogar algumas partidas e treinar na grama. Espero continuar evoluindo”.

“Eu já estive nessa posição de atual campeão no ano passado, no US Open. E lá eu tentei não pensar muito nisso para não me sentir pressionado. E aqui, a menalidade é a mesma. É claro que é uma situação especial, de defender o títulos, mas não quero pensar muito lá na frente. O foco é em cada treino e em cada jogo. É assim que eu encaro.

Duelo com Tiafoe na terceira rodada

Alcaraz enfrenta na próxima rodada o norte-americano Frances Tiafoe, 29º do ranking. Será o terceiro encontro entre eles, com uma vitória para cada lado. No duelo mais recente, o espanhol levou a melhor em uma batalha de cinco sets na semifinal do US Open de 2022, quando conquistou seu primeiro Grand Slam da carreira.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“Frances é um grande jogador e uma ótima pessoa também, que está sempre sorrindo e aproveitando seu tempo em quadra. Será uma partida muito divertida de jogar e de assistir. Fizemos uma semifinal brilhante no US Open e sei que ele é um jogador muito talentoso e difícil de enfrentar na grama. Ele tem um ótimo saque e também voleia bem. Será um jogo difícil para mim, mas estou pronto para esse desafio”.

O espanhol nutre uma amizade e um bom relacionamento com o norte-americano, que relatou ter sofrido com a instabilidade emocional durante o ano. “Tenho um relacionamento muito bom com ele e muitos jogadores nos bastidores. Mas uma vez que você entra na quadra, você tem que focar em si mesmo e tentar vencê-lo. É assim que o tênis funciona. É uma disputa entre você e seu adversário. Se conseguir ficar mais calmo que ele, vai se sair melhor”.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE