PLACAR

Alcaraz: “Motivação extra para recuperar o nº 1”

Foto: China Open

Pequim (China) – Principal favorito ao título no ATP 500 de Pequim, o espanhol Carlos Alcaraz não esconde o objetivo de brigar pela liderança do ranking com Novak Djokovic e quer aproveitar a ausência do sérvio nos torneios asiáticos diminuir a distância atual, que está nos 3.260 pontos, para poder voltar à ponta mais para frente na temporada.

“Claro que é um objetivo, como já falei algumas vezes, temos uma batalha muito bonita para ser o número 1 do mundo, principalmente depois do ótimo desempenho que Novak teve na temporada norte-americana. Neste momento ele é o número 1, por isso venho aqui com motivação extra para tentar recuperá-lo e ficar em primeiro lugar na corrida, bem como na classificação”, disse Alcaraz.

Se nos torneios asiáticos ele ainda não conseguirá somar o suficiente para superar Djokovic no ranking das 52 semanas, na corrida para o ATP Finals, que leva em consideração apenas os resultados de 2023, a possibilidade é grande. Alcaraz está apenas 770 pontos atrás do sérvio nesta lista,

“Como eu disse, é algo que tenho em mente sempre que estou treinando, penso nisso em todos os torneios. Também não é obrigatório recuperá-lo, mas temos que traçar metas para o ano. Para mim, a posição de número 1 é um dos meus principais objetivos, por isso nestes grandes torneios vou correr atrás, tentar fazer bem para estar perto e recuperá-lo”, acrescentou o número 2 do mundo.

Alcaraz diz que fez treinos de qualidade antes de viajar para a China. “Eu me sinto muito bem por estar aqui. Ontem fiz meu primeiro treino na quadra central e foi incrível estar lá, ver como é jogar naquela quadra. Estou recebendo muito carinho das pessoas, além da equipe do hotel. Estou muito animado para jogar pela primeira vez em Pequim , falou o debutante no torneio chinês.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE