PLACAR

Zverev sonha em ser o porta-bandeira olímpico

Foto: Julien Crosnier / KMSP

Turim (Itália) – Atual campeão olímpico, conquistando a medalha de ouro nos Jogos de Tóquio, o alemão Alexander Zverev não escondeu o sonho de ser o porta-bandeira de seu país na cerimônia de abertura em Paris 2024. Em entrevista ao Bil dam Sonntag, ele falou sobre sua relação com os Jogos Olímpicos.

“Sempre disse que os Jogos Olímpicos são a coisa mais importante na carreira de um atleta. Para mim, é algo especial. Em Paris, os fatores são vários. Quem vai carregar a bandeira também é um assunto enorme para mim”, afirmou o alemão de 26 anos.

“Não há honra maior, um sonho alucinante. É algo que me deixaria incrivelmente feliz”, acrescentou Zverev, que após uma grave torção em 2022, teve uma grande temporada em 2023 e conseguiu se classificar para a disputa do ATP Finals, que começa neste domingo.

Zverev está no Grupo Vermelho, encabeçado pelo jovem espanhol Carlos Alcaraz, contra quem fará sua partida de estreia na competição, na próxima segunda-feira. Também estão no grupo os russo Daniil Medvedev e Andrey Rublev.

Um dos integrantes da equipe alemão que disputará a próxima United Cup, no início de janeiro, ele jogará ao lado de Angelique Kerber, vice-campeã olímpica de simples no Rio em 2016 que está retornando de uma pausa após a maternidade e com quem pode jogar em Paris.

O alemão ainda não pensou nisso, mas também não descartou jogar duplas mistas em Paris com a ex-número 1 do mundo. “Ainda não conversamos sobre isso, mas faremos isso na Austrália. As Olimpíadas são 100% meu grande objetivo”, finalizou Zverev.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE