PLACAR

Zverev sobrevive a mais 5 sets e volta às quartas em Paris

Foto: Philippe Montigny/FFT

Paris (França) – Assim como já havia acontecido em seu jogo da terceira rodada de Roland Garros, Alexander Zverev sobreviveu a mais uma batalha de cinco sets para chegar às quartas de final. Depois de ter escapado da derrota contra Tallon Griekspoor no último sábado, o alemão superou nesta segunda-feira o dinamarquês Holger Rune, número 13 do ranking, por 4/6, 6/1, 5/7, 7/6 (7-2) e 6/2 em 4h11 de partida.

Ainda em busca do primeiro título de Grand Slam aos 27 anos, Zverev chega pela sexta vez às quartas de final em Paris e busca sua quarta semifinal seguida em Roland Garros. O ex-número 2 do mundo e atual quarto colocado enfrenta na próxima fase o australiano Alex de Minaur, 11º do ranking, e algoz de Daniil Medvedev. O alemão lidera o histórico por 7 a 2. Zverev também amplia seu ótimo retrospecto em partidas definidas no quinto set, com 23 vitórias e 11 derrotas. Na atual temporada, ele venceu quatro duelos de cinco sets e perdeu apenas um, para Medvedev, na semifinal do Australian Open.

Por sua vez, Rune tentava chegar às quartas de final em Paris pelo terceiro ano consecutivo. O jovem dinamarquês de 21 anos e número 13 do mundo também ficou entre os oito melhores do US Open no ano passado. Seu melhor ranking é o quarto lugar e ele buscava sua 16ª vitória contra top 10 na carreira e a segunda na temporada. Rune havia vencido o único duelo anterior contra Zverev, no saibro de Munique em 2022.

Primeiro set com apenas uma quebra, domínio do alemão no segundo

A partida começou com games rápidos e domínio dos sacadores até que Rune conseguisse a única quebra do primeiro set para fazer 3/2. No game seguinte, ele sobreviveu a três break-points para não ter o serviço ameaçado até o fim da parcial. Zverev reagiu no começo do segundo set, prevalecendo em games longos e com duas quebras para abrir 4/0. Além de atacar o segundo saque de Rune, o alemão tentou ser mais sólido nos ralis e usando algumas bolas mais altas. O dinamarquês até saiu do zero, ao devolver uma das quebras, mas voltaria a perder o saque no fim do set.

Zverev ficou a um game da eliminação e sobreviveu

A reação de Zverev na partida não abalou a confiança de Rune, que saiu vencendo o terceiro set por 2/0, mas o alemão logo devolveu a quebra e igualou a disputa de imediato. Com o placar empatado por 5/5, Rune não se deu bem em duas curtinhas, em uma o alemão chegou e a outra foi para fora. Com isso, enfrentou um 15-40, mas conseguiu se salvar jogando de forma agressiva. No game seguinte, foi Rune quem teve duas oportunidades de quebra. Zverev salvou a primeira em um rali com 39 trocas de bola, mas depois errou um voleio que definiu a parcial.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

O número 4 do mundo começou melhor no quarto set e conseguiu a quebra depois de fechar muito bem a rede e impedir que Rune aplicasse um lob ou passada. Ainda assim, o dinamarquês devolveu a quebra na sequência e ainda escapou de um break-point com uma excelente curtinha para fazer 3/2. As oscilações continuavam, já que o alemão voltou a quebrar e abriu 5/3, mas não aproveitou a chance de sacar para o set e empatar a partida. Com um novo 5/5 no placar, Rune fez um game de saque impecável e passou a pressão para o outro lado. Foi a vez, então, do alemão sacar muito bem, além de fazer um tiebreak muito consistente para igualar o jogo.

O momento da partida era totalmente favorável a Zverev no quinto set. Ele não enfrentou break-points e cedeu apenas três pontos em seus games de serviço. Com pressão constante sobre os games de saque de Rune, teve os primeiros break-points logo cedo, mas o rival conseguia se salvar. O dinamarquês fez o possível para tentar se salvar com as curtinhas, mas o estilo já estava previsível e Zverev chegava muito bem em todas as bolas. O alemão conseguiu duas novas quebras e fechou a partida.

8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
James Garcia
James Garcia
9 dias atrás

Brutal a diferença entre um jogador da mais alta elite e experiente como o Zverev e um garotinho com muito pra aprender aprender igual o Rune. Zverev foi pro buraco e voltou mais uma vez mostrando que tá com o psicológico de aço

Moncho Sabella
Moncho Sabella
9 dias atrás
Responder para  James Garcia

É inegável o talento de Rune, mas Wawrinka foi cirúrgico em relação a ele.

Atilio
Atilio
7 dias atrás
Responder para  James Garcia

Não vejo tanta diferença assim. Zverev é o jogador que teve os melhores resultados na temporada de saibro, esta jogando um grande tênis. Mesmo assim Rune o levou para o quinto set e poderia ter ganho a partida. Teve chances.

Verridiana Parmeggieri
Verridiana Parmeggieri
9 dias atrás

muito lindo o Zeverev. ele e o jogo. sou muito fã. vai ganhar do australianinho con certeza!

Ideon Carvalho
Ideon Carvalho
9 dias atrás

O jovem alemão mais uma vez se desdobrou e venceu mais uma partida brilhantemente. Vitória saborosa essa, pois ele conseguiu sair de um
Buraco profundo. Sobreviveu! Parabéns ao zverev, por saber lidar com as frustrações de não ter aproveitado inúmeros break points e, pior do que isso, ser quebrado logo no seu game de serviço. Melhorou muito o mental. Tá de parabéns pela linda vitória de virada. Excecpcional mais uma vez.

Flávio
Flávio
8 dias atrás
Responder para  Ideon Carvalho

É bom lembrar que Rune estava jogando bem, só que cansou e não é a primeira vez que isso acontece acho que falte ao Rone para ele decolar é saber dosar sua força porque qualidade ele tem, agora o Zverev esta no bom momento e soube explorar isso.

Guilherme E.S. Ribeiro
Guilherme E.S. Ribeiro
9 dias atrás

Zverev soube buscar o jogo. Fará sua 12º quartas de Slam, a 6 º em RG. Fará sua 10º partida contra o De Minaur. Tem 7×2 no confronto, 1×0 no saibro. Zverev é favorito, mas De Minaur dará muito trabalho.

Marcelo Reis
Marcelo Reis
9 dias atrás

A partida contra o De Minaur deverá ser agitada. O menino corre demais, é o mais rápido do circuito, sempre manda mais uma bola pro outro lado da rede. Porém, ainda acho que ele é muito magrinho e sem força. Talvez pudesse ganhar massa muscular para gerar potência em seus golpes. Seu saque, por exemplo, não machuca quase ninguém. Como o saibro de RG é lento, penso que ele pode dar trabalho. Mas ganhar do Zverev é um tanto improvável, a meu ver.

Última edição 9 dias atrás by Marcelo Reis

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE