PLACAR

Zverev e Ruud precisam de 5 sets para evitar eliminação

Foto: Tennis Australia

Melbourne (Austrália) – O começo da rodada de quinta-feira do Australian Open foi complicadíssimo para as principais estrelas. Além da polonesa Iga Swiatek, também quase se despediram prematuramente da competição o alemão Alexander Zverev e o norueguês Casper Ruud, que batalharam por cinco sets e conseguiram avançar para a terceira rodada.

Situação mais delicada foi a de Zverev, que enfrentou tiebreaks decisivos no quarto e no quinto sets, se recuperou após estar perdendo por 2 a 1 para o quali eslovaco Lukas Klein, de 25 anos e atual 163 do mundo, e venceu uma partida que teve duas viradas, fechando o jogo com o placar final de 7/5, 3/6, 4/6, 7/6 (7-5) e 7/6 (10-7), depois de 4h37 de batalha.

Esta foi a 400ª vitória do alemão no circuito, com a qual ele ampliou sua sequência de triunfos sobre rivais vindos do quali com o 17ª consecutivo. “Claro que estou feliz por ter avançado, mas o ranking dele (Klein) não mostra o quanto está jogando neste momento”, analisou Zverev na entrevista em quadra logo após a partida.

Na terceira rodada o germânico medirá forças com o norte-americano Alex Michelsen, que surpreendeu o tcheco Jiri Lehecka, cabeça de chave 32, com vitória de virada por 3 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/3, 6/4 e 6/4. Será a primeira vez que Zverev enfrentará o tenista de 19 anos e atual 91 do mundo, que faz sua melhor campanha em um Grand Slam.

Ruud também levou um susto e teve que encarar um tiebreak no quinto set, mas teve um pouco mais de controle que Zverev em sua vitória por 3 sets a 2 contra o tenista da casa Max Purcell. O 11º favorito gastou 3h47 para bater o australiano com o placar final de 6/3, 6/7 (5-7), 6/3, 3/6 e 7/6 (10-7). Ele chegou a ter um match-point a seu favor no quinto antes do desempate final.

O próximo adversário no caminho de Ruud, que havia perdido apenas cinco games na estreia, ainda não foi definido. Ele espera pelo vencedor do confronto que de um lado tem o britânico Cameron Norrie, 19º pré-classificado, e do outro o surpreendente italiano Giulio Zeppieri, que veio do quali e bateu o sérvio Dusan Lajovic na primeira rodada.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Rebeca
Rebeca
5 meses atrás

Até então, dos top 15 masculino, quem continua firme sem perder sets, e apresentando um tênis consistente, é o italiano Jannik Sinner, saque potente e variado, além da variação de jogo e um ótimo mental . . . hoje entra em quadra pela terceira rodada, vamos ver se mantêm o embalo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE