PLACAR

Zormann relembra tratamento da depressão e celebra o top 100

Foto: Luiz Candido/CBT

Lins (SP) – Na semana em que aparece no top 100 do ranking mundial de duplas pela primeira vez na carreira, Marcelo Zormann relembrou o momento mais difícil de sua vida pessoal. O paulista de 27 anos foi diagnosticado com depressão em outubro de 2018 e precisou se afastar das competições. Ele só voltaria a jogar profissionalmente em 2021 e vive atualmente seu melhor momento, especialmente na parceria com Fernando Romboli nas duplas. Agora ocupando o 98º lugar da ATP, Zormann escreveu um relato nas redes sociais sobre as dificuldades que enfrentou para cuidar da saúde mental e a agradeceu a todos que o ajudaram.

“Em 2018, depois de passar quase um ano sofrendo, pensando em fazer besteira e sem nenhuma perspectiva de vida, resolvi me abrir e procurar ajuda. Foi quando o diagnóstico da depressão veio. Eu sabia que era algo comum e difícil de aceitar, ainda mais quando se passa a vida inteira tentando se superar, vencer seus medos e desafios que uma vida de atleta exige”, escreveu Zormann.

“Mas não imaginava que seria algo tão difícil de superar quanto foi, pois é como se abrisse a caixa de Pandora. Tem que cavar, tirar tudo que há de pior na sua cabeça e enfrentar tudo aquilo pra poder se sentir melhor e, aos poucos, ver o quão lindo e gostoso é o simples fato de estar vivo, viver as pequenas coisas, e que a paz interna e algumas outras coisas não têm preço”, acrescentou o tenista, que recentemente jogou uma inédita semifinal de ATP em Houston. Suas primeiras participações em chaves de ATP também foram na atual temporada.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“Graças a Deus, ao destino, ao karma ou o que quer que seja, tive sorte de ter pessoas ao meu redor que me ajudaram muito. Só tenho de agradecer à minha família, minha namorada, meus amigos e a todos que mandaram ou sempre mandam mensagens de apoio e incentivo. Agradecimento especial também à Win Tennis Team e à De Lucca Tenis, que me apoiaram no reinício da minha carreira, e à ADK Tennis que me acolheu e estamos juntos até hoje”, relembrou o paulista, que conquistou quatro challengers e mais cinco ITFs nas duplas desde o retorno.

“Um obrigado especial também ao professor Franco Ferreiro por ter me aceitado e acreditado em mim em um momento que poucos acreditavam. E mesmo com pouco tempo de trabalho, me ajudou a subir meu nível e retomar a autoconfiança. Parabéns por colocar mais um jogador no top100 de duplas, é só o começo e seguimos por mais”.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Andre Borges
Andre Borges
1 mês atrás

Essa é a maior batalha, a verdadeira.

Marcos Vinicius de Oliveira
Marcos Vinicius de Oliveira
1 mês atrás

Belo e corajoso depoimento. Parabéns e sucesso, Zormann!

Guilherme Ribeiro
Guilherme Ribeiro
1 mês atrás

Parabéns pela retomada. Merece por todo esforço.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE