PLACAR

Wild fura o quali de IW e volta a um Masters após 3 anos

Thiago Wild (Foto: Fotojump)

Indian Wells (EUA) – Pela segunda vez em sua carreira profissional, Thiago Wild disputará a chave principal de um Masters 1000. O número 1 do Brasil e 65º do mundo garantiu vaga em Indian Wells depois de vencer o britânico Liam Broady, 128º do ranking, na última rodada do quali, com um duplo 6/1 em apenas 56 minutos de partida.

A última vez que Wild havia disputado uma chave principal de Masters 1000 foi no piso duro de Miami em 2021. O paranaense de 23 anos também tentou qualis de Miami em 2022 e em Paris na temporada passada. Ele aguarda o fim do quali para conhecer seu adversário de estreia na chave principal.

Wild está atualmente com o melhor ranking da carreira e soma 20 pontos pelas vitórias no quali de Indian Wells, mas tem 129 pontos a defender nas próximas semanas, quando caem os resultados de um título e um vice-campeonato em challengers disputados no Chile em março do ano passado. O ranking da ATP só será atualizado de novo daqui a duas semanas.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

“Foram duas boas vitórias e estou feliz de ter passado o quali aqui em Indian Wells. Só joguei uma chave de Masters 1000 e perdi na estreia. Estou me sentindo bem em quadra, sólido e conseguindo impor meu jogo, mas cada dia é um novo desafio e eu e o Duda (Matos) seguimos trabalhando duro para ter resultados. Só posso dizer que sempre tento dar meu máximo”, disse Wild após a partida desta terça-feira. “O amadurecimento dentro de quadra vai me fazer ser mais efetivo em cada partida, mais regular e ter mais resultados positivos. Isso é o que buscamos também, além do aprimoramento técnico e físico que faz parte do nosso dia a dia. Vou descansar e depois saber quem será meu próximo adversário e dia de jogo”.

Durante a partida desta terça-feira, Wild colocou pressão constante sobre os games de saque do britânico e criou 11 break-points para conseguir cinco quebras, três no primeiro set e duas no segundo. Além disso, o brasileiro teve bom desempenho no saque, com quatro aces e sem sofrer quebras, enfrentando só um break-point em todo o jogo.

Cabeça 1 do quali, Wild vinha de vitória sobre o australiano Adam Walton por 6/1 e 6/3 na última segunda-feira. Também na atual temporada, ele chegou às quartas de final do Rio Open, avançou uma rodada no ATP de Santiago e venceu um jogo no quali do ATP de Adelaide, naquela que era sua única vitória no piso duro em 2024 até o início de Indian Wells.

49 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
F.F.
F.F.
1 mês atrás

Excelente quali
Torcer por um bom sorteio

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  F.F.

Wild destriu os 2 fácil. Foi até bom ir pro qualy, 20 pontos a mais e entra com ritmo. Até pq se chega na 2a rodada pega alguém hardcore. Torneio 1000 só dá pontuacao boa se chegar nas oitavas. É difícil.

Leonel
Leonel
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Isso meu amigo. Importa é ver nossos atletas com essa disposição do Wild/Fonseca/Bia. Pode até perder mas tem que jogar com fome de bola. Parabéns ao Wild. Na torcida. Quem sabe já pega o Djoko de cara.e ganha do.monstro. vixeee

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Leonel

Masters 1000 é muito roubado. Wild pode cair na 2a rodada contra monstros como Djokovic, Ruud, Dimitrov, Rublev, Tsisipas, Shelton, Bublik, Kachanov. Talvez o jogo mais “fácil” seja contra o Aliassime. E se passar pra 3a rodada ainda não vai ter ganho nem míseros 100 pontos e provavelmente vai ter que ganhar de outra bomba dessas. Sinceramente, é frustrante ver como a ATP designa de forma podre e injujsta a pontuação nas 3 primeiras rodadas dos 1000, é um absurdo, se vc não entrar jogando num nível de top 20 você sai de lá com uma pontuação merreca.

Marco Antônio Varella
Marco Antônio Varella
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Certo mesmo só na terceira, mas claro que pode pegar um cabeça de chave de cara.

Marco Antônio Varella
Marco Antônio Varella
1 mês atrás
Responder para  Marco Antônio Varella

Corrigindo, os cabeças de chave entram de bye, então não dá para jogar com um deles na primeira rodada, mas um dos 16 primeiros que são os mais cascas grossas dá para torcer para ser ba terceira.

Andrade
Andrade
1 mês atrás
Responder para  F.F.

A R1 será contra J J Wolf, #94.

Última edição 1 mês atrás by Andrade
Thiago
Thiago
1 mês atrás

Estava bem regular e passou o trator – mais até pelo baixíssimo nível apresentado pelo Broady. Claro, ele não tem nada a ver com isso e atropelou. Mostra que a cabeça tava em dia. Lembro da 1a rodada em um dos ATPs que jogou final do ano passado contra o Fognini. Lá foi o contrário: o italiano fazendo força pra perder e Thiago dobrando a força.

Boa chance de pegar um quali ou um WC na 1a rodada. Da 2a em diante, não tem moleza, pega um dos BYEs e vai ter que se superar.

Jorge Luiz
1 mês atrás

Jogando muito, parabéns Wild

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Jorge Luiz

Saiu a chave. Wild pega o J.J. Wolf, depois seria Kachanov e Jarry. Não foi o pior sorteio não. É uma chave “vencível”. O J.J.Wolf perdeu 3 jogos esse ano, não joga a 2 meses, está sem ritmo. Kachanov é complicado, mas perdeu pra uns jogadores do top 40 esse ano. Não é invencível. E o Jarry não foi bem na gira sul americana de saibro. Wild pode “aprontar” na chave e pegar uma oitavas de final.

JONY MARCIO SANTOS
JONY MARCIO SANTOS
1 mês atrás

Perdeu 6 games na somatória dos dois jogos. Nem suou a camisa direito. Excelente. Como os cabeças de chave saem de bye na primeira rodada, já escapou de um confronto logo de cara contra um osso mais duro. Não tá descartado de sobrar uma pedreira como o Jack Draper. Mas acho que tem totais condições de passar por essa estreia. Vamos conferir esse sorteio que deve sair no início da noite.

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  JONY MARCIO SANTOS

Que bom que o Wild está em ritmo de destruir todo mundo, porque VAI PRECISAR. Porque? Pq Masters 1000 é a maior armadilha que existe em termos de pontuação. Dá uma pontuação PIOR DO QUE A DE UM ATP 500. No ATP 500 do Rio, os brasileiros ganharam 100 pontos em apenas 2 jogos: num Masters1000 você só ganha 100 pontos se chegar na QUARTA rodada, o que é a coisa mais malfeita do mundo!! É um ABSURDO TOTAL ter que derrotar 1 ou 2 cabeças de chave na 2a e 3a rodadas, a maioria sendo jogadores do top 40, pra ganhar míseros 100 pontos!! Pra um tenista que está ali beirando o top 50 como o Wild, é um problema muito sério, quase impossível chegar numa quarta rodada. Se conseguir, ótimo, mas a chance, realisticamente, não é muito alta, a não ser que dê sorte na chave, que um jogador desista do jogo ou que ele jogue num super-nível altíssimo igual jogou contra o Medvedev. Masters 1000 dá muito dinheiro, mas em termos de pontuação é a pior coisa do mundo!!

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Bukele

E não adianta dar voto negativo, porque é bem óbvio que a ATP devia reformular as pontuações dos Masters 1000. É extremamente injusto e mal distribuído. Ao invés de 1000-650-400-200-100-50-30-10, deviam mudar pra algo como 1000-700-450-250-150-80-30-10. Não tem pé nem cabeça, você derrotar um Ruud e um Fokina, ou um Djokovic e depois um Etcheverry, ou um Dimitrov e depois um Mannarino (o Wild pode cair numa chave dessas) e como resultado você obter míseros 100 pontos + 20 do qualy.

Silvio M Coletty
Silvio M Coletty
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Pois é, se for ver pelo custo-benefício, seria melhor jogar 2/3 challengers em seguida. Mas o master 1000 é ótimo pro Wild agora pra se acostumar a jogar direto com os top30. E ele sempre bem contra os grandes, e infelizmente, não tão bem em torneios menores. Ele precisa entrar logo no top30 pra entrar em todos esses torneios. Jogo pra isso ele tem, o próprio Medvedev disse ano passado em roland garros! Está faltando essa constância.

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Silvio M Coletty

Não estou dizendo que o Wild devia jogar Challenger. Estou dizendo que a pontuação dos 1000 é mal distribuída e a ATP devia repensar e mudar. É o erro mais notório deles, como que vc pega 100 pontos ganhando 2 jogos num ATP 500 e só pega 50 ganhando 2 jogos num ATP 1000? Totalmente esdrúxulo isso.

Leonel
Leonel
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Bukele. Acho que os atletas estão mais interessados na grana que nos pontos. Para o Wild concordo que os 150 pontos daria um ranking legal pra não mais pensar em Qualy na vida. Pelo que vimos hoje ele tá destruindo os ranking acima de 100. Então felizmente tudo mostra que Wild veio pra ficar entre os 50 melhores por muito tempo. Então vamos curtir jogos dele contra os tops.

JONY MARCIO SANTOS
JONY MARCIO SANTOS
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Tem razão. Pontuação bem pequena. E olha que antigamente a ATP dava até bônus de pontos pra quem vencesse um tenista bem ranqueado. Vitória sobre um Top 5 dava 30 pontos. Do 6 até o 15: 24 pontos e assim por diante.

Leandro Schulai
Leandro Schulai
1 mês atrás

Surpresa das boas!
Wild com a cabeça no lugar e jogando o fino! Não esperava uma supremacia tão grande nos 2 jogos, simplesmente amassou os adversários sem cansar!
Pela lista de possíveis oponentes, ele jogando que jogou no qualy tenho certeza que vem R2 e ai o bicho pode pegar mais pesado.

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Leandro Schulai

O ridículo é que vc passando o qualy e chegando na 2a rodada ganha míseros 50 pontos (20 do qualy, 30 da 2a rodada), mas aí, todos que chegam na 2a rodada obrigatoriamente pegam um dos 32 cabeças de chave. E a chance de pegar um top 10 ou top 20 é enorme. Daí vc ganha de um desses sujeitos milagrosamente, chega na 3a rodada, sabe quantos pontos vc ganha? 50 + 20 = 70. É muito pouco.

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Bukele

O erro da ATP é o jeito como dão os pontos dos 1000. É assim: 1000-650-400-200-100-50-30-10. Totalmente errado. O certo seria: 1000-700-450-250-150-80-30-10. Pra ressaltar que chegar na 3a rodada é difícil, pois a partir da 2a rodada, você enfrenta cabeças de chave muito fortes e isso devia valer mais do que míseros 50 pontos. No mínimo uns 80 devia valer.

Última edição 1 mês atrás by Bukele
Luiz Otavio
Luiz Otavio
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Se passar da primeira pega o Kacha.

Adalberto
Adalberto
1 mês atrás
Responder para  Luiz Otavio

Tô com dó do Kachanov…
VQV WILDÃO!

Luis Vanderley Santana
Luis Vanderley Santana
1 mês atrás

Bom,parabéns

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás

Olha! Quem diria? Depois de ATPs fracos no saibro, Wild detonando no quali na rápida! Confiança lá em cima, torcer para um sorteio favorável na 1a rodada.

Vanessa
Vanessa
1 mês atrás
Responder para  Eduardo

Um 250 e um 500 são ATPs fracos? Do que você está falando?

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás
Responder para  Vanessa

Interpretação de texto não é pra todo mundo, né… obviamente, fraco foi o desempenho do Wild nos ATPs no saibro.

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  Eduardo

Realmente ele é uma caixinha de surpresas, pro bem e pro mal

Fred Magalhães
Fred Magalhães
1 mês atrás

Não vi o jogo, mas o resultado fala por si só. Agora, o Wild é uma montanha russa, 8 ou 80. Simbora torcer.

Leonel
Leonel
1 mês atrás

Mais uma vez ele se torna um atleta perigoso para os tops desatentos. Tá com fome de bola pelo que vimos na amassada que deu nos Qualis. Te cuida Djokovic. Medvedev e Rublev já viu que ali tem lenha pra queimar.rsrs

Márcio
Márcio
1 mês atrás

Showwww!!!

Leonel
Leonel
1 mês atrás

Como diz alguns “tá ignorante”. Quer meter pneu nos desatentos. Oh Bia , vai aprendendo como se faz com os “de menor” pessoal com ranking ruim. Passar o trator Beatriz Haddad. Aprende a meter 2×0 sem dózinha. Torneios grandes o Wild já tá ligado. Tem que ganhar nos 2×0 pra não cansar na etapa final caso chegar numa semifinal ou numa final. Fala sério. Se o Fonseca é um.presentao prós amantes do tênis, o Wild, na versão atual não fica atrás. Parabéns a ele e a nova safra brasileira(Brazilian Storm).

Jacques Trabbold
Jacques Trabbold
1 mês atrás
Responder para  Leonel

Nao to querendo defender a bia, mas poh…ela ta com um azar do caramba! toda jovem que ela joga bate campea kkkk

Vanessa
Vanessa
1 mês atrás
Responder para  Leonel

Engraçado que até outro dia eu li aqui alguns falando que o Wild só se “entregava” em jogo grande e blá, blá, blá…. Agora me vem com esse Papinho, ainda querendo comparar com a Bia o que não tem nada a ver…

Norival
Norival
1 mês atrás

Parabéns

Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

Caraca! Que atropelo!!! kkkkkkkkk

Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
1 mês atrás

Passou com louvor pelo quali,que tenha um bom sorteio e que consiga vencer agora pela chave principal!!!

Haroldo Guimaraes
Haroldo Guimaraes
1 mês atrás

Talvez depois de 4 anos, finalmente tenha amadurecido…poderia estar melhor rankeado, e espero que nao seja um jogador “montanha russa”…altos e baixos. Execelente quali, vamos ver o resto

Leandro Schulai
Leandro Schulai
1 mês atrás
Responder para  Haroldo Guimaraes

Pois é, é so olhar o Baez. Melhor amigo dele, jogam juntos desde crianças, mesma idade. E o Baez já é top 20

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Leandro Schulai

Só pra vc entender, o Brasil não está nem aí pros tenistas da Argentina, nem os consideramos tão bons assim mesmo que venham aqui fazer propaganda deles. O Baez não tem um jogo vistoso, é top 20 se aproveitando dos “restos” (torneios mais fracos da América Latina) e quase tomou fumo do Monteiro no Rio. Nem ele é esse bicho todo que tentam pintar.

Scott
Scott
1 mês atrás

Cabelo de boneca se desesperando em 3, 2…

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás

N assisti ao jogo mas, pelo placar e pelas estatísticas, foi um amasso do Wild msm.

Com relação aos n°s, me chamou a atenção positivamente o aproveitamento com os 2°s serviços- tanto com o seu qnt com o do adversário- o amasso de hj passou mto por isso..

Eu n esperava esse nível de solidez logo de cara após uma temporada muito irregular no saibro, bela surpresa.. mantendo o nível, será favorito contra grande parte dos possíveis rivais de R1. Bora!

Paulo Mala
Paulo Mala
1 mês atrás

E o Monteiro jogando challenger

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Paulo Mala

Não tem ranking pra jogar IW. Aliás, ele vai se dar bem, pq enquanto os top 100 tão tudo em Masters 1000, nos EUA, na Europa, ele vai copar esses Chalenger fracos da Bolívia, Paraguai etc e periga ganhar mais pontos do que quem está nesses torneios grandes.

Pedro
Pedro
1 mês atrás

Se perde ia vir gente dando a desculpa que o jogo não era no saibro ou pq estava em período de adaptação kkk.

Se quer subir o nível tem que começar a ganhar em qualquer superfície.

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  Pedro

Dizer q o jogo dele tem uma adaptação difícil pras quadras duras/cobertas eu até concordo(ele n é um sacador constantemente confiável e a velocidade da hard coberta diminui o tempo de preparação pro forehand dele, q é seu ganha pão) mas, em se tratando de quadras outdoor, realmente me parece uma falácia, inclusive os potentes forehands de base dele são mais efetivos nessas condições doq num saibro úmido a beira mar..

Começo de ano as coisas n andaram muito mais pela instabilidade dele msm, o Australian Open msm deixou clr q ele pode render nesses cenários..

Marco Antônio Varella
Marco Antônio Varella
1 mês atrás

Venceu com autoridade.

Guilherme ES Ribeiro
Guilherme ES Ribeiro
1 mês atrás

Excelente qualy do Wild. Não exatamente pelas vitórias, mas pela facilidade que venceu tenistas que gostam do piso rápido. Fez sua parte com autoridade, confirmando o favoritismo. Torcer para um bom chaveamento e conseguir avançar uma ou duas rodadas na chave principal.

Marcos Ribeiro
Marcos Ribeiro
1 mês atrás

“O amadurecimento dentro de quadra vai me fazer ser mais efetivo em cada partida, mais regular e ter mais resultados positivos.”

SER MAIS REGULAR
(nos acertos, claro )

Este deve ser o seu principal objetivo! Se conseguir, vai subir bastante

Jece vargas
Jece vargas
1 mês atrás

Não sei o que vocês acham, mas eu penso que o chaveamento ficou bom pro Wild (tá no quadrante do Alcaraz). Tá mais bem ranqueado que o Wolf (R1), dá jogo contra o Kaxa9 (R2) e na R3, o jogo mais duro contra o Jarry. Quem sabe se ele não chega numa R4? Força, garoto!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE