PLACAR

Wild estreia contra quali e tem chave dura em Buenos Aires

Foto: Tennis Australia

Buenos Aires (Argentina) – Foi definida neste sábado a chave principal do ATP 250 de Buenos Aires, que começa na próxima segunda-feira. Único brasileiro já garantido no torneio, o paranaense Thiago Wild estreará contra um jogador vindo do quali, abrindo a possibilidade de enfrentar outro tenista do país na primeira rodada, já que o paulista Felipe Meligeni e o cearense Thiago Monteiro estão na disputa da fase prévia.

Com uma chave bastante complicada, Wild pode enfrentar na segunda fase o vencedor do duelo entre o convidado croata Marin Cilic, ex-top 3 do ranking, e o sérvio Laslo Djere, sétimo cabeça de chave. Numa eventual classificação às quartas de final, o atual número 1 do Brasil e de 81º do mundo tem em sua trajetória ninguém menos do que o atual campeão e principal favorito Carlos Alcaraz, que pegou bye na primeira rodada e inicia campanha contra quem passar do confronto entre o peruano Juan Pablo Varillas e um qualifier.

Na parte de baixo do quadrante, o britânico Cameron Norrie é o cabeça de chave 2 e também não disputa a primeira rodada. Assim, sua estreia será diante do ganhador da partida entre o austríaco Sebastian Ofner e o local Federico Coria.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Outra grande atração do torneio na capital argentina é o suíço Stan Wawrinka, que encara o anfitrião Pedro Cachin e se passar terá um duelo interessante contra o chileno Nicolas Jarry, atual 20º colocado no ranking e terceiro pré-inscrito na chave. Já o jovem francês Arthur Fils, de apenas 19 anos e tido como uma das grandes promessas do circuito, será o cabeça 8 e desafia o experiente sérvio Dusan Lajovic.

Confira a chave completa do ATP de Buenos Aires:

7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Refaelov
Refaelov
3 meses atrás

O recorte recente mostra q o Wild lida muiiiiiito melhor com o papel de underdog, jogando contra os favoritos doq tendo ele msm q impor seu favoritismo, logo, me preocupa muito mais a estreia doq eventuais OF ou QF..

Eh o 2° de 4 ATPs dessa gira, se ele n fizer pelo menos uma SF nessa gira, correrá enorme risco de sair do top 100 após os Masters 1000 nos USA em Abril..

Gilvan
Gilvan
3 meses atrás

É bem capaz de ser eliminado pelo tenista vindo do quali.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
3 meses atrás

Pelo que fez contra o Rublev no piso duro, os adversários é que devem se preocupar com o Wild. Só não dá pra saber o quão motivado está o brasileiro

Marcos Antonio Vargas Pereira
Marcos Antonio Vargas Pereira
3 meses atrás
Responder para  Fernando Venezian

Ficou na primeira rodada em cordoba

Fabricio
Fabricio
3 meses atrás
Responder para  Fernando Venezian

Kkkkkk esse comentário é cheio de vertentes!; gostei da parte ” só nao dá pra saber o qto o wild está motivado”

Wild tem a obrigaçao de estar motivado, ele nao é nada do circuito! Repito, o Wild nao é nada, nadinha. Endurecer contra top e perder, e continuar perdendo, melhora po!! se quer ser algo treine mto, e foca na carreira!!

Luiz Correia
Luiz Correia
3 meses atrás

No mínimo tem que vencer na estreia. Já passou da hora de começar a vencer.

Ubiratan (Black)
3 meses atrás

Que Monteiro e Meligeni entrem e mas fujam dessas duas primeiras posições. Dois nossos juntos garante as oitavas mas, nada a ver, que os 3 tenham oportunidades separadas sem esse cruzamento inicial.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE