PLACAR

Wild: “Estabilidade mental fez com que conseguisse essa vitória”

Foto: Tony O'Brien/AELTC

Londres (Inglaterra) – Por pouco o paranaense Thiago Wild não acabou derrotado em sua primeira partida da carreira na grama do All England Club, chegando a enfrentar match-point contra o britânico Paul Jubb, que abriu 2 sets a 0 e acabou levando a virada. Para o número 1 do Brasil, o lado mental foi fundamental para a vitória desta terça-feira.

“Foi um jogo bem duro, foi uma virada incrível. Hoje eu joguei contra um garoto que está em um nível altíssimo na grama e veio de uma baita semana em Mallorca. Mas eu consegui encontrar o ritmo de jogo no segundo set e subir o nível no terceiro”, comentou Wild, após marcar parciais de 1/6, 3/6, 7/6 (8-6), 6/4 e 7/5, em 3h38 de confronto.

O paranaense destacou a importância das pausas por chuva em sua recuperação na partida. “Quando choveu eu bolei um plano com o Duda (Matos, técnico), a gente conversou e consegui mudar a minha postura na entrada dos pontos. Consegui manter mais o jogo na quadra, mais jogado. No final eu consegui subir bastante meu nível”, comentou.

Além da conversa com o treinador, o lado mental também foi crucial, segundo Wild, principalmente na hora de fechar o jogo no quinto set. “Mantive a cabeça mesmo perdendo o saque no 5/4 e perdendo match-points no 5/3. Acho que a estabilidade mental fez com que eu conseguisse essa vitória hoje. Agora é só tentar descansar e seguir, porque aqui não tem mais jogo fácil”.

Na segunda rodada, o brasileiro terá pela frente o dinamarquês Holger Rne, que fez valer a condição de cabeça de chave número 15 e passou bem pela estreia, derrotando o sul-coreano Soonwoo Kwon em sets diretos, com parciais de 6/1, 6/4 e 6/4. Em Wimbledon, será a primeira vez que os dois medirão forças pelo circuito profissional.

19 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo A.
Paulo A.
10 dias atrás

Como são lindas as quadras de Wimbledon! Observem na foto. É um show visual.

Marc M
Marc M
10 dias atrás
Responder para  Paulo A.

É uma maravilha, estava la hoje; o mais legal é o contato próximo que você tem com os jogadores nessas quadras secundárias; tirar foto com eles, pegar autografo, alem de cruzar com jogadores e árbitros nos caminhos para as quadras. A quadra central também é linda e o fechamento do teto super silencioso e rápido.

patricia peruchin
patricia peruchin
9 dias atrás
Responder para  Marc M

Desculpe eu perguntar , mas onde você comprou os ingressos ? dizem que é muito difícil…

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
10 dias atrás

Wild é um top 10 perdido na faixa dos 70…
se melhorasse o mental, poderia dominar o circuito ao lado de Alcaraz

Ramiro Cora
Ramiro Cora
10 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

kkkk….hahaha… vc delira sempre assim? ou só quando vê miragens?

Ramiro Cora
Ramiro Cora
10 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

desculpa a brincadeira….é que o Jubb é um tenista nº 195 do ranking. Foi pra ele que quase perdeu…. mas finalmente, venceu (Valeu! Importante… mas é isso… esse tamanho)

Sergio Vellozo Lucas
Sergio Vellozo Lucas
10 dias atrás
Responder para  Ramiro Cora

Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Wild não teria jogo para dominar o tênis, junto com Alcaraz, nem se tivesse a mente do Nadal. Mas ganhar do Jubb na grama, nesse palco, nesse momento, do jeito que foi, significa muito mais do que simplesmente ganhar do 195 do mundo.
Wild pode ir muito mais longe, não é favorito, mas tem boa chance de ganhar do Hunter.

Renato
Renato
10 dias atrás
Responder para  Ramiro Cora

Será? Acho que pode chegar mais longe. Tá certo que patina bastante, mas pode engrenar. Wild mostra mais talento do que resultados. Falta “virar uma chave” para deslanchar.

Beto_poa
Beto_poa
9 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

assim como tantos outros que também precisam melhorar o mental.

Saulo Sérgio
Saulo Sérgio
10 dias atrás

grande Seyboth Selvagem, nosso melhor tenista…

Ramiro Cora
Ramiro Cora
10 dias atrás

o Wild é um excelente tenista. mas por enquanto, se melhorar, pode chegar ao top-40. Sem fantasias desproporcionadas de torcedor esperançoso

João Sawao ando
João Sawao ando
10 dias atrás
Responder para  Ramiro Cora

E por aí top30/40

Cassio
Cassio
10 dias atrás

Que fotão legal na materia! Braço esticadão. Bem legal. Parabéns TenisBrasil pela escolha.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
10 dias atrás

Wild se superou demais! Poucos conseguem vencer estando dois sets abaixo

Giba
Giba
10 dias atrás

Acho que uma coisa que melhorou bastante no Wild foi o preparo físico. Ele pareceu bem inteiro no 5 set. A grama cansa menos, porque há muito menos trocas de bola, mas ainda assim parece ter evoluído. Ele tem quase todos os fundamentos. Saca muito bem para 1,85m de altura, tem um ótimo forehand, um backhand que não compromete e até o slice funcionou bem hoje. Pode melhorar o voleio. O que costuma falhar é o mental, mas hoje foi bem. Na torcida para um grande jogo contra o Rune amanhã. Dá pra complicar bastante, até porque o dinamarquês não está na melhor de suas fases. Como os dois são meio instáveis emocionalmente, vamos ver o que acontece.

Renato
Renato
9 dias atrás
Responder para  Giba

Dois caras meio instáveis emocionalmente? Vixi. Vai dar m….

Paulo Minoso
Paulo Minoso
10 dias atrás

Vai ganhar daquele tenista rude na próxima rodada

Gil Oliveira
Gil Oliveira
10 dias atrás

Wild falando em estabilidade mental é igual o Pastor Valdomiro falando de Deus…

Thiago
Thiago
9 dias atrás
Responder para  Gil Oliveira

Hahaha!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE