PLACAR

Wild avança em Miami e desafia o cabeça 12 Fritz

Foto: Juarez Santos

Miami (EUA) – Depois de passar pelas duas rodadas do quali, Thiago Wild estreou com vitória na chave principal do Masters 1000 de Miami. O número 1 do Brasil e 76º do mundo superou nesta quarta-feira o português Nuno Borges, 61º do ranking, com parciais de 6/4 e 7/5 em 1h41 de partida.

Esta foi a terceira vitória de Wild em chaves principais de Masters 1000 na carreira. As duas primeiras foram há duas semanas, em Indian Wells, contra o anfitrião J.J. Wolf e o top 15 russo Karen Khachanov. Seu próximo adversário será o norte-americano Taylor Fritz, cabeça 12 do torneio e 13º do ranking, em partida que acontecerá na sexta-feira.

O paranaense de 24 anos está somando 50 pontos no ranking pela campanha em Miami, são 20 pelas vitórias no quali e mais 30 por ter vencido um jogo na chave principal. Com isso, ele se reaproxima do melhor ranking da carreira, o 65º lugar, alcançado no início deste mês.

Superado por Wild na rodada de estreia em Miami, Nuno Borges vinha de um título de challenger em Phoenix na última semana. O português de 27 anos vive bom momento no circuito, chegou às oitavas no Australian Open e figurou entre os 50 melhores do mundo em fevereiro.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Apesar de ter escapado de três break-points logo em no início da partida, Wild não sofreu quebras durante o primeiro set. Ele aproveitou a chance que teve para abrir 4/2 e soube administrar a vantagem até o fim da parcial, mesmo enfrentando um game muito longo na hora de fechar e salvando mais um break-point.

Borges saiu vencendo por 2/0 no segundo set, mas Wild devolveu a quebra de imediato. O brasileiro ainda salvou um set-point no saque quando perdia por 5/4 e cresceu no jogo na hora certa. Com melhor desempenho nos games de saque e jogando de forma mais agressiva, conseguiu uma nova quebra para fazer 6/5 e definiu a partida em sets diretos ao confirmar o serviço na sequência. Wild liderou a contagem de winners por 22 a 13 e cometeu 13 erros não-forçados contra 19 do português.

38 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Douglas
Douglas
1 mês atrás

excelente !!!! joga muito!!!

Trampe
Trampe
1 mês atrás
Responder para  Douglas

Wild mostrando que é top 50 na prática. Igual a Indian Wells, ganhou as 3 primeiras rodadas sem perder set. Agora vem o “paredão dos Masters 1000” que é passar por um dos 32 cabeças de chave na 2ª rodada (o que dá grande vantagem pros tenistas top 30, meio que separa essa turma do resto nesse tipo de torneio). Wild conseguiu passar pelo paredão em IW, espero que repita o feito de novo. É um desafio meio indigesto, enfrentar um top 15 mundial jogando em casa, ainda mais americano que costuma elevar bem o nível de jogo nos EUA, mas é ganhar desse tipo de jogador que fará o Wild se consolidar como alguém da elite. Precisa vencer esses desafios pra ganhar musculatura na carreira. Se ganhar, volta pro top 65

Última edição 1 mês atrás by Trampe
Lucas Miranda Faria
1 mês atrás

Terá que dar a vida… se quiser ganhar do americano!!!

Vanessa
Vanessa
1 mês atrás
Responder para  Lucas Miranda Faria

O negócio é distribuir bem os golpes… O físico do Fritz às vezes entrega o jogo.

Antonio
Antonio
1 mês atrás

Talento o Wild tem, com a cabeça no lugar e bem orientado, vai longe no circuito.

Leandro Schulai
Leandro Schulai
1 mês atrás

Bela vitória! Belissima!
Era um adversário difícil e isso só confirma que o lugar ATUAL do Wild no ranking é no top 50.

Não é ufania, não é futurologia, é a REALIDADE.

Fernando S P
Fernando S P
1 mês atrás

Fritz provocou o Wild depois que este venceu o ATP em 2020. Espero que ele ainda se lembre disso.

Cacio Luiz Crozariolo
Cacio Luiz Crozariolo
1 mês atrás
Responder para  Fernando S P

Não foi o Fritz, foi o Korda.

Ivan
Ivan
1 mês atrás
Responder para  Cacio Luiz Crozariolo

Não foi o Korda. Korda nessa época ainda não era ninguém, foi o Opelka.

Guilherme do ES Ribeiro
Guilherme do ES Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Fernando S P

Não lembro desse episódio. O que aconteceu??

Fernando S P
Fernando S P
1 mês atrás
Responder para  Guilherme do ES Ribeiro

Ficou com inveja do fato de o Wild ter ganhado um torneio ATP antes dele e minimizou a conquista, sugerindo que foi mais fácil por ter sido na América do Sul.

Jose Carlos
Jose Carlos
1 mês atrás
Responder para  Fernando S P

os torneios ATP disputados na América do Sul tem sim um nivel tecnico bastante inferior aos do Hemisfério Norte (basta comparar as chaves, a infra-estrutura das arenas, premiação, relevância histórica e esportiva…), isto é um fato cristalino, não uma “sugestão”.

o realista
o realista
1 mês atrás
Responder para  Jose Carlos

Concordo. O circuito sul-americano são pouquíssimos europeus ou americanos que vem disputar. É fato que é mais fraco, com certeza

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás
Responder para  o realista

americano no saibro? nao é o forte deles.

Fernando S P
Fernando S P
1 mês atrás
Responder para  Jose Carlos

Não entrei nesta seara. Acho que destaquei o enfoque do que eu escrevi com clareza (“espero que ele ainda se lembre disso”).

Guilherme Alcantara
Guilherme Alcantara
1 mês atrás

Tem chances contra o americano. Estilo de jogo que o Wild costuma se dar bem, pancadaria.

Andre Borges
Andre Borges
1 mês atrás

Se se mantiver cercado das pessoas certas e dando raquetadas no lugar certo, sem causar ou se envolver em problemas, tem jogo pra ser assíduo no top30. Contra o Fritz se entrando jogando 80% do que sabe é pau a pau o jogo.

Hyrata Abe
1 mês atrás

Fritz é muito inteligente. Estou curioso para ver a tática e se seu jogo machuca o americano!

Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
1 mês atrás

O Wild tá jogando muito,tá subindo o nível e se acostumando a jogar contra os melhores,vamos por mais!!!

Marcos Ribeiro
Marcos Ribeiro
1 mês atrás

Pelas estatísticas, parece que está focando mais em errar pouco, que é de fato o que ele deve fazer. Atacar sim, mas atacar acertando, bem mais do que errando.

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  Marcos Ribeiro

Eu vi o terço final do jogo e oq percebi foi justamente isso, paciência pra trabalhar os pontos, sabendo sofrer, evitando aquelas tentativas de winners a esmo de qlqr posição.

Guilherme do ES Ribeiro
Guilherme do ES Ribeiro
1 mês atrás

Boa vitória. Mais uma em Master 1000. Franco atirador contra o Fritz. Mas ele gosta de jogos assim. O que vier é lucro.

Fred Magalhães
Fred Magalhães
1 mês atrás

Tem muita bola nessa raquete. Assistindo o jogo fico com a sensação de que se o brasileiro passar mais motivação em quadra, menos preguiça, sobe para as altas prateleiras da atp. Outra coisa, podem dizer o que for e torcer a cara pro brasileiro, mas ele é disparado o melhor tenista brasileiro do circuito. Vejo muita dificuldade em “alguns” experts em elogiar de forma contundente o Wild, como ele merece, enquanto jogador.

o realista
o realista
1 mês atrás
Responder para  Fred Magalhães

É disparado o melhor jogador brasileiro pós Guga. E é só o começo

Fernando S P
Fernando S P
1 mês atrás
Responder para  o realista

O Bellucci foi o número 21 do mundo com 22 anos e antes de completar 25, já havia conquistado 3 ATPs e disputado 5 finais.

Bricio Cunha Fagundes
Bricio Cunha Fagundes
1 mês atrás
Responder para  o realista

Isso é um tremendo desrespeito com o Bellucci. O cara construiu uma carreira de altíssimo nível e parecem que esquecem que ele existiu

Ruhtra
Ruhtra
1 mês atrás
Responder para  o realista

Vc acha ele melhor que o Bellucci?

JONY MARCIO SANTOS
JONY MARCIO SANTOS
1 mês atrás

Excelente resultado. O português vinha de um título num Challenger 175 que tava com uma chave bem forte. Jogão contra o Fritz agora, provavelmente na quadra central. E praticamente defendeu todos os pontos do título e do vice nos Challengers do Chile do ano passado. Se tiver uma performance boa na temporada de saibro tem chance de entrar no Top 50.

Trampe
Trampe
1 mês atrás
Responder para  JONY MARCIO SANTOS

Wild já voltou pro ranking de 67 do mundo neste momento. E não defende nada em abril, ou seja, mais uns 130 pontos a partir de agora ele entra no top 50, o que não é nada impossível de acontecer

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
1 mês atrás

Hoje é o único brasileiro que joga bem nesse ano. O resto só vergonha.

Trampe
Trampe
1 mês atrás
Responder para  Wilton Bernardes

Wild é o único brasileiro que tem nível de jogo suficiente pra ficar nos ATPs de forma contínua. O resto até joga uns jogos de ATP mas não suporta e acaba tendo que jogar Challenger.

Jorge Luiz
1 mês atrás

Grande Wild, jogando com ótima intensidade

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás

Grande atuação do Wild, o português jogou bem a maior parte do jogo, valorizou btt a vitória do BR..

Chamando atenção positivamente a clara mudança de atitude do Wild em quadra com relação à gira de saibro no sentido de estar tendo bem mais paciência pra trocar bolas e abrir os espaços pra dae sim tentar os winners(e consequentemente tendo um % de aproveitamento btt superior no fundamento), fora q acaba colhendo mais erros do adversário.

Lidou muito bem com os momentos de maior pressão no jogo, em especial saindo daquele 0-40 no 1° set e salvando um set point no nono game num ponto longo com muitas trocas de bola..

Nível de exigência subirá btt contra o Fritz mas, o Selvagem normalmente rende bem nessas circunstâncias(quadra central, muitos holofotes, adversário porradeiro sem grandes variações e, clr, cobrança pela vitória toda pro rival). Estaremos na torcida!

Última edição 1 mês atrás by Refaelov
Leonel
Leonel
1 mês atrás
Responder para  Refaelov

Wild gosta de desafios contra os top 15. Vai jogar bem. Acredito que o jogo encaixa a favor do brasileiro.

Juscelino Pinho
Juscelino Pinho
1 mês atrás

É o Brasil entrando de vez no circuito. Logo teremos Wild no top 50, Fonseca e Monteiro no top 100.

Gusmão
Gusmão
1 mês atrás
Responder para  Juscelino Pinho

Tem o Meligeni e o Heide que podem entrar entre os 100.

Scott
Scott
1 mês atrás

Boa Wild!

Cabelo de boneca não curtiu!

Haroldo Guimaraes
Haroldo Guimaraes
1 mês atrás

Parabens Wild, parada dura agora, e daqui pra frente. Mas melhorou muito o mental. Estah começando a superar o inicio de ano( janeiro e fevereiro horriveis). Vamos ver

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE